10/07/2012 - 09h12min - Atualizado em 10/07/2012 - 09h12min

Adicional por tempo de serviço pode voltar no serviço público

Além de estender o benefício para os militares, o substitutivo pretende garantir seu pagamento a servidores remunerados por subsídio, como detentores de mandato eletivo, ministros...

 

 

Simone Franco

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) poderá votar, na próxima terça-feira (10), às 14h30, substitutivo do senador Gim Argello (PTB-DF) a três propostas de emenda à Constituição (PECs 2, 5 e 68, de 2011) que restabelecem o pagamento do adicional por tempo de serviço para várias carreiras do serviço público federal, estadual, distrital e municipal. O assunto chegou a entrar em pauta na reunião da terça-feira (3), mas a votação foi adiada por pedido de vista.

O substitutivo tomou como referencial a PEC 68/2011, de iniciativa do senador Humberto Costa (PT-PE), por abranger servidores de carreiras específicas dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário em todas as esferas de governo. Quanto às PECs 2 e 5, de 2011, de autoria do então senador Gilvam Borges (PMDB-AP), resgatavam o adicional por tempo de serviço apenas para juízes, membros do Ministério Público, advogados e defensores públicos.

Além de estender o benefício para os militares, o substitutivo pretende garantir seu pagamento a servidores remunerados por subsídio, como detentores de mandato eletivo, ministros de Estado e secretários estaduais e municipais. Atualmente, a Constituição proíbe o acréscimo de qualquer gratificação, abono, adicional, verba de representação ou outra espécie remuneratória ao subsídio pago pelo exercício dessas funções.

O adicional por tempo de serviço seria fixado em 5% e concedido a cada cinco anos de efetivo exercício, até o limite de 35%. O pagamento dessa vantagem ao funcionalismo público foi revogado por medida provisória editada no governo Fernando Henrique Cardoso.

As parcelas de caráter indenizatório – como ajuda de custo, diárias e auxílio-moradia – continuariam sendo pagas a todos os servidores públicos abrangidos pelo substitutivo à PEC 68/2011 sem incidir no cálculo do teto constitucional, que limita o valor das remunerações e subsídios pagos no serviço público.

Antes de seguir para a Câmara dos Deputados, o substitutivo à PEC 68/2011 precisa passar por dois turnos de votação no Plenário do Senado.

Agência Senado

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 17:38:00

Deputado lamenta morte de sargento da PM em Porto Velho

O parlamentar lembrou o tempo em que trabalhou com o policial, a quem se referiu como sendo um servidor esforçado, dedicado e que dava o sangue pela PM de Rondônia.

POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 17:35:00

Assembleia Legislativa lamenta morte de estudante de Medicina da São Lucas. Jovem era filha do ex-deputado Edésio Martelli

A Mesa Diretora externa solidariedade e dos demais parlamentares com o falecimento de Késia Martelli, e pede a Deus que conforte a família nesse momento de dor.

POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 17:29:00

Sintero orienta professores estaduais a não assinarem o novo modelo de folha de ponto

Na tentativa de fiscalizar o cumprimento da carga horária dos professores por orientação do Ministério Público, a Seduc acaba infringindo a legislação ...

POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 16:36:00

Mais um pedido de vista suspende novamente julgamento do recurso de Roberto sobrinho no TRE

O relator do recurso de Roberto Sobrinho (PT), candidato à prefeitura de Porto Velho, juiz Armando Reigota Filho, votou pela inelegibilidade de Roberto. Três juízes anteciparam o voto pelo indeferimento do registro.

GERAL | matéria escrita em 27/09/2016 ás 12:50:00

Um agente do mundo dos malditos

Doutor, professor, astronauta, ou juiz de distrito... Mas, “o pior de todos os analfabetos... É o analfabeto político”

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/09/2016 ás 12:47:00

Agravo contra decisão monocrática em matéria penal ou processual penal não segue regras do novo CPC

...referentes à contagem dos prazos em dias úteis e ao estabelecimento de prazo de 15 dias para todos os recursos, com exceção dos embargos de declaração.

GERAL | matéria escrita em 27/09/2016 ás 12:35:00

Estudantes da capital participam de simulado nacional aos moldes do Enem

O sonho de ingressar no Ensino Superior é almejado por muitos estudantes e pode se tornar realidade...

GERAL | matéria escrita em 27/09/2016 ás 12:30:00

RONDÔNIA PELA EDUCAÇÃO: Parceria com Microsoft pode melhorar uso das tecnologias da qualidade do ensino

​A ideia é capacitar professores e utilizar a tecnologia na educação, a fim de tornar as aulas mais atrativas para os educandos e otimizar tempo na aplicação de conteúdos.

POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:55:00

MP obtém indisponibilidade de bens de vereador de Nova Brasilândia

O MP argumenta que Aroldo de Oliveira acumula os cargos de vereador e técnico educacional do Estado, não cumprindo carga horária para a qual é remunerado, causando dano ao erário e enriquecimento ilícito...

POLíTICA | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:24:00

Dr. Neidson concede Medalha do Mérito Legislativo

Sonia Maria Bragado presta serviço comunitário no Corpo de Bombeiros.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:11:00

Ex-chefe de Ciretran é condenada junto com estagiário e despachante

Dupla usou senha da chefe da Ciretran para cometer fraudes. Ela não sabia de nada, mas, por ter fornecido o acesso ao sistema, também foi condenada.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:15:00

Aposentado não tem direito adquirido a regime de custeio de plano de saúde

O relator, ministro Marco Buzzi, afirmou que é garantido ao trabalhador demitido sem justa causa ou ao aposentado que contribuiu para o plano de saúde em decorrência do vínculo empregatício o direito de se manter como beneficiário...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:14:00

Origem em escola filantrópica privada não dá direito a vaga universitária pelo sistema de cotas

O colegiado entendeu que ela não tem direito à matrícula por não haver cursado o ensino fundamental em instituição pública, mas em entidade de natureza filantrópica.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/09/2016 ás 11:13:00

É incabível revisão de cláusulas contratuais na ação de prestação de contas

A decisão do colegiado, tomada por maioria de votos, não afasta a possibilidade de ajuizamento de pedido revisional. 

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com