06/01/2014 - 13h11min - Atualizado em 06/01/2014 - 13h11min

Agora é Lei. Faculdades de Porto Velho não devem cobrar taxas extras

Lei é proposta do vereador Sid Orleans (PT) e foi promulgada pela Câmara dos Vereadores da capital.

Com a Lei Complementar 507/2013 – promulgada pelo presidente da Câmara Municipal da capital, Alan Queiróz (PSDB) -, escolas e faculdades particulares de Porto Velho não podem mais cobrar taxas de primeira via de documentos como segunda chamada e taxa de diploma. Além de Porto Velho, a cidade de Ji-Paraná tem a mesma Lei. A proposta no interior do Estado é do vereador Lorenil Gomes (PSC).

No Estado da Paraíba, desde julho de 2012, as universidades particulares não podem cobrar por documentos extras. “Essa realidade ainda é recente no Brasil. Porto Velho começou a caminhar neste sentido e tem muito mais para mudar. Estamos trabalhando para fazer da capital de Rondônia uma cidade melhor”, comenta Sid Orleans (PT), proponente da Lei.

No ano passado, a 1ª vara Federal do Sergipe concedeu liminar que suspende a cobrança por faculdades e universidades da primeira via de documentos. De acordo com o juiz Federal substituto Fábio Cordeiro de Lima, “não é possível a cobrança de taxas pelas instituições de ensino superior quando as mesmas decorrem de serviços diretamente vinculados ao ensino” .


O motivo da isenção, segundo o projeto, é entender que as taxas, que são cobradas de forma extra, tem natureza indevida. Para o vereador os centros de ensino superior privados, ao longo dos últimos anos no Brasil, tem crescido em todas as regiões do país, o que não caracteriza a necessidade de cobrar taxas extras.

Para o vereador Sid, o valor da mensalidade já é bastante alto para cobrança desses valores. Orleans também considera que com os incentivos do governo federal, através dos vários programas, a inadimplência nas faculdades privadas diminuíram sobremaneira.

"Esta iniciativa atende aos anseios e beneficia mais de 15 mil pessoas só em Porto Velho. Hoje as faculdade recebem recursos federais que garantem o pagamento de milhares de alunos que utilizam de incentivo dos diversos programas federais de educação. Não acredito que tal iniciativa prejudique tais estabelecimentos e esta não foi a nossa intenção”, finaliza o vereador.

Com informações: migalhas.com.br

Leia também:

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 17:13:00

UNIR realiza o III Seminário Integrado do Mestrado Acadêmico em Letras: Socialização das Produções Científicas

O evento apresentará mesas redondas, debates e palestras ministradas por docentes da UNIR, além de comunicações apresentadas por mestrando da instituição.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 17:10:00

Senac de Santa Luzia D'Oeste foi inaugurado

O Sistema Fecomércio/Sesc/Senac encerrou a caravana de inaugurações e formaturas pelo interior do Estado de Rondônia fechando o calendário de 2014.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 17:07:00

Fecomércio Rondônia doa projeto de iluminação de Ponte sobre o rio Madeira ao DNIT

O sistema utilizado na ponte é de energia solar e será um exemplo de uso de energia alternativa moderna e de baixo custo de manutenção.

POLíCIA | matéria escrita em 26/11/2014 ás 17:03:00

Ação do Sindilojas em prol de maior policiamento melhora segurança do centro da cidade

Com uma maior ação de inteligência e reforço do policiamento ostensivo centro comercial terá mais segurança no fim de ano.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 17:01:00

Ji-Paraná busca credenciamento para oferecer Residência Médica

Desde o mês de agosto dois profissionais de Ji-Paraná estão no Sírio Libanês participando de um “Aperfeiçoamento em Gestão de Programas de Residência Médica pro SUS”

POLíTICA | matéria escrita em 26/11/2014 ás 14:51:00

Compra de deputados pelo governador Confúcio Moura levou parlamentar e secretário a sair no tapa e cair embolados no chão da Secretaria de Saúde

Jean ganhou 950 quilos de roupa suja para lavar e aumentou para 5 toneladas. “Mas tem gente morrendo no chão dos hospitais”, disse o secretário. “Não tô nem aí: não são meus parentes”, respondeu.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 13:34:00

Com R$ 2 bilhões, agronegócio em Rondônia lidera investimentos do BB

Em 2014, o desembolso alcançou R$ 1,2 bilhão com elevados investimentos nos setores do agronegócio, comércio e indústria conforme relata Rodrigo Nogueira

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 13:31:00

Obras da Escola Anísio Teixeira são vistoriadas por secretário

Em um primeiro momento, a escola vai atender 720 jovens e a empresa responsável pela obra é a Construtora Roberto Passarini.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 13:28:00

Fiscalização reduz mortes no trânsito

Em 2012 foram anotadas 668 mortes, em 2013 esse número caiu para 540. O decréscimo é de (19%).

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 13:26:00

Escolas que atingiram Ideb serão homenageadas

O evento é uma promoção da Coordenadoria Regional de Educação de Porto Velho e a coordenadora regional de Educação de Porto Velho

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 12:10:00

Secel Realizará o 2º Encontro Estadual de Gestores do Esporte

A equipe técnica da Gerência de Esporte e Lazer da SECEL- GEL, deve apresentar durante o evento um balaço de todas as ações desenvolvidas pela SECEL, no exercício 2014.

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 10:58:00

MP e Órgãos de Segurança Pública celebram acordo de Segurança em Machadinho do Oeste

Participaram dos trabalhos o Promotor de Justiça Jônatas Albuquerque, o Delegado de Polícia Sérgio Seizo, o Tenente Coronel PM Machado (CRP II)

GERAL | matéria escrita em 26/11/2014 ás 10:32:00

Prefeitura realiza “Natal Sustentável” com chegada do Papai Noel e festa para crianças

Marta Brito afirma que o projeto foi abraçado por todas as secretarias e órgãos municipais, sob a liderança do prefeito e da chefe de gabinete titular, Maria de Fátima Pedrozo.

POLíTICA | matéria escrita em 26/11/2014 ás 10:50:00

Dos 24 deputados estaduais de Rondônia, 22 se venderam a Confúcio

Deputados foram comprados com cargos comissionados no valor de até R$ 40 mil e contratos de prestação de serviços. O negócio, feito em 2011, vale até hoje para blindar o governador Confúcio Moura.

POLíTICA | matéria escrita em 26/11/2014 ás 09:27:00

Incompetência ou matreirice?

Valdemir Caldas

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com