05/12/2011 - 13h22min - Atualizado em 05/12/2011 - 13h22min

Com doentes no chão e PM em greve, Confúcio fala em comprar avião

Mas, de forma sincera, Confúcio admite que não manda no Governo: “Governador pensa que manda, chega até a se iludir...”

Da reportagem do TUDORONDONIA


A Polícia Militar e os bombeiros de Rondônia estão em greve. Os policiais civis ameaçam paralisar. O mesmo ocorre com os servidores da Saúde. No João Paulo II os pacientes ainda continuam jogados no chão um ano depois que o governador prometeu que iria resolver o problema. Agora, a situação naquele hospital se agravou com a constante falta de energia elétrica. Enquanto isso...

O governador Confúcio Moura (PMDB) anuncia, em seu blog, que vai comprar aviões novos para o seu transporte e de secretários.
O anúncio foi feito em seu blog em um texto em que reclama de mais uma licitação frustrada em seu Governo por irregularidades detectadas pelo Tribunal de contas.

Em mais uma tirada demagógica, após reclamar do cancelamento do pregão para a contratação de aeronaves, Confúcio saiu-se com a seguinte conversa: “Só tem uma coisa. Não vou alugar mais aludar (sic) coisa nenhuma. Nem avião, nem urubu. Vou viajar agora é na asa da Internet. Da videoconferencia. Quem me quiser no interior que me leve. No mais eu vou é de carro mesmo. Vai demorar mais, claro que vai. Rondon fez o que fez no lombo do burro, porque não posso fazer o mesmo agora?”.

ELE NÃO MANDA NADA No texto postado no blog nesta segunda-feira, Confúcio pelo menos teve coragem de falar uma verdade: “Governador pensa que manda, chega até a se iludir...”



AVIÕES NO PREGÃO
Tags: AVIAÇÃO PARA O GOVERNO
Postado por: Admin | 5 dezembro , 2011 | 

Já fiz muito pregão eletronico. Já tive mil e um problemas com eles. É bom e é ruim. Ruim porque ganha cada empresa deste Brasil sem porteira, que só Jesus na causa.
Quando Prefeito comprei umas ambulâncias pelo pregão. Ganhou um empresa do Paraná. Foi enrolando pra entregar. Mandei um procurador lá dar uma olhada. Era um espelunca de fundo de quintal, que não tinha dinheiro nem pra comprar uma arruela quanto mais ambulância. Cancelei.
Outra de medicamento. Tudo bem. Ganhou empresa do interior de São Paulo. Quando mandei ligar para entregar, ela me disse que não poderia mais manter o preço. Que foi um rapaz da empresa desavisado que baixou o valor naquele nível. Que seria impossível. Fiquei com a cara no chão enquanto povo lá fora ficou mais alguns meses à mingua.
É assim. Tem empresa boa. Tem empresa péssima. Que entra no circuito para encher o saco.
Agora, chegou a minha vez no Governo. A contratação dos aviões. Gastamos quase o ano inteiro estudando a melhor maneira. Decidido – seria uma empresa que cobriria o governo em suas necessidades, modelo do Acre e de Mato Grosso. Tudo bem. Pregão. O mais transparente possível.
A empresa perdedora de Porto Velho, a mesma que vinha nos atendendo, por termos aditivos, entrou com a denúncia, o Tribunal de Contas puxou o processo e mandou reparar e cancelar.
Sem problemas – cancelei e será publicado shoje. Agora, vamos começar do zero. Só tem uma coisa. Não vou alugar mais aludar (sic) coisa nenhuma. Nem avião, nem urubu. Vou viajar agora é na asa da Internet. Da videoconferencia. Quem me quiser no interior que me leve. No mais eu vou é de carro mesmo. Vai demorar mais, claro que vai. Rondon fez o que fez no lombo do burro, porque não posso fazer o mesmo agora?
Vou comprar para o governo aviões novos. Vai demorar. Sem problemas. Mas, vou comprar, isto tudo se me deixarem comprar. Porque querer é uma coisa e poder é outra. Governador pensa que manda, chega até a se iludir, mas, tem contrapesos poderosos, forças que puxam o governo pra trás, pra frente e para os lados. Mais ou menos com um cavalo arreado, espora, freio na boca e rédea.
Mas, comigo é assim, é tudo ou nada. Avião novo e do Estado. Não queria fazer isto. Mas, só tenho este caminho. Voto vencido não se discute.

Leia também:

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro a comentar!
POLíTICA | matéria escrita em 05/02/2016 ás 14:45:00

Conta de luz ficará 7% mais barata; Mosquini quer reduçāo ainda maior em 2016

Mosquini está confiante de que a conta de luz continue caindo ao longo de 2016.

GERAL | matéria escrita em 05/02/2016 ás 10:24:00

De atleta a jornalista: conheça histórias de pessoas que vivem com microcefalia

A jornalista Ana Carolina Dias Cárcere, 24 anos, fala com propriedade sobre como é a vida com microcefalia.

GERAL | matéria escrita em 05/02/2016 ás 10:21:00

Fiocruz confirma presença do vírus zika em amostras de saliva e urina

Até então, a única via de transmissão do vírus, confirmada por autoridades sanitárias, é pela picada do mosquito Aedes aegypit

GERAL | matéria escrita em 05/02/2016 ás 10:19:00

Bancos fecham hoje e só reabrem na quarta-feira de cinzas, ao meio-dia

A Febraban lembra que as contas de consumo (água, energia, telefone etc) e carnês que tiverem os dias 8 ou 9 como data de vencimento poderão ser pagas no primeiro dia útil após o feriado (10), sem acréscimo de juros.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 05/02/2016 ás 10:13:00

OAB vai ao MPT por pleno funcionamento da Justiça Trabalhista

“Um tribunal fechar durante todo um turno e alegar que a medida e necessária para economizar gastos com energia é um completo absurdo".

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 05/02/2016 ás 10:09:00

CNJ Serviço: Conheça as ações judiciais contra crimes ambientais

Qualquer cidadão pode denunciar um crime ambiental por meio do serviço de linha verde do Ibama, que funciona por telefone ou e-mail.

GERAL | matéria escrita em 05/02/2016 ás 09:55:00

Governo de Rondônia decreta situação de emergência e declara guerra ao Aedes aegypti nos 52 municípios

A Sesau registra sinais de aumento em quase cem por cento de dengue no mês de janeiro, a chikungunya está controlada e quatro casos de zika foram confirmados em Rondônia.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 05/02/2016 ás 09:51:00

JBS tem de reajustar salários com base em convenção coletiva mais favorável ao trabalhador

Em reclamação ajuizada na Vara do Trabalho de Cacoal (RO), o sindicato pedia que a JBS observasse o piso de R$ 792 e o reajuste de 6,5% aos trabalhadores com salário superior a este valor a partir de 1º/1/2014, data de início da vigência da convenção.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 05/02/2016 ás 09:46:00

STF decide que há prescrição em danos à Fazenda Pública decorrentes de ilícito civil

A maioria dos ministros acompanhou o voto do relator, ministro Teori Zavascki, que negou provimento ao recurso, bem como a tese proposta pelo ministro Luís Roberto Barroso no sentido de que, em se tratando de ilícitos civis, há a incidência da prescrição.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 05/02/2016 ás 09:41:00

Suspenso julgamento sobre pagamento de férias e 13º para prefeitos e vices

O recurso teve repercussão geral reconhecida pelo Plenário Virtual da Corte.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2011 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Lauro Sodré, 1108- sala 05 – bairro Olaria – Porto Velho, Rondônia – CEP 78900-00