05/12/2011 - 13h22min - Atualizado em 05/12/2011 - 13h22min

Com doentes no chão e PM em greve, Confúcio fala em comprar avião

Mas, de forma sincera, Confúcio admite que não manda no Governo: “Governador pensa que manda, chega até a se iludir...”

Da reportagem do TUDORONDONIA


A Polícia Militar e os bombeiros de Rondônia estão em greve. Os policiais civis ameaçam paralisar. O mesmo ocorre com os servidores da Saúde. No João Paulo II os pacientes ainda continuam jogados no chão um ano depois que o governador prometeu que iria resolver o problema. Agora, a situação naquele hospital se agravou com a constante falta de energia elétrica. Enquanto isso...

O governador Confúcio Moura (PMDB) anuncia, em seu blog, que vai comprar aviões novos para o seu transporte e de secretários.
O anúncio foi feito em seu blog em um texto em que reclama de mais uma licitação frustrada em seu Governo por irregularidades detectadas pelo Tribunal de contas.

Em mais uma tirada demagógica, após reclamar do cancelamento do pregão para a contratação de aeronaves, Confúcio saiu-se com a seguinte conversa: “Só tem uma coisa. Não vou alugar mais aludar (sic) coisa nenhuma. Nem avião, nem urubu. Vou viajar agora é na asa da Internet. Da videoconferencia. Quem me quiser no interior que me leve. No mais eu vou é de carro mesmo. Vai demorar mais, claro que vai. Rondon fez o que fez no lombo do burro, porque não posso fazer o mesmo agora?”.

ELE NÃO MANDA NADA No texto postado no blog nesta segunda-feira, Confúcio pelo menos teve coragem de falar uma verdade: “Governador pensa que manda, chega até a se iludir...”



AVIÕES NO PREGÃO
Tags: AVIAÇÃO PARA O GOVERNO
Postado por: Admin | 5 dezembro , 2011 | 

Já fiz muito pregão eletronico. Já tive mil e um problemas com eles. É bom e é ruim. Ruim porque ganha cada empresa deste Brasil sem porteira, que só Jesus na causa.
Quando Prefeito comprei umas ambulâncias pelo pregão. Ganhou um empresa do Paraná. Foi enrolando pra entregar. Mandei um procurador lá dar uma olhada. Era um espelunca de fundo de quintal, que não tinha dinheiro nem pra comprar uma arruela quanto mais ambulância. Cancelei.
Outra de medicamento. Tudo bem. Ganhou empresa do interior de São Paulo. Quando mandei ligar para entregar, ela me disse que não poderia mais manter o preço. Que foi um rapaz da empresa desavisado que baixou o valor naquele nível. Que seria impossível. Fiquei com a cara no chão enquanto povo lá fora ficou mais alguns meses à mingua.
É assim. Tem empresa boa. Tem empresa péssima. Que entra no circuito para encher o saco.
Agora, chegou a minha vez no Governo. A contratação dos aviões. Gastamos quase o ano inteiro estudando a melhor maneira. Decidido – seria uma empresa que cobriria o governo em suas necessidades, modelo do Acre e de Mato Grosso. Tudo bem. Pregão. O mais transparente possível.
A empresa perdedora de Porto Velho, a mesma que vinha nos atendendo, por termos aditivos, entrou com a denúncia, o Tribunal de Contas puxou o processo e mandou reparar e cancelar.
Sem problemas – cancelei e será publicado shoje. Agora, vamos começar do zero. Só tem uma coisa. Não vou alugar mais aludar (sic) coisa nenhuma. Nem avião, nem urubu. Vou viajar agora é na asa da Internet. Da videoconferencia. Quem me quiser no interior que me leve. No mais eu vou é de carro mesmo. Vai demorar mais, claro que vai. Rondon fez o que fez no lombo do burro, porque não posso fazer o mesmo agora?
Vou comprar para o governo aviões novos. Vai demorar. Sem problemas. Mas, vou comprar, isto tudo se me deixarem comprar. Porque querer é uma coisa e poder é outra. Governador pensa que manda, chega até a se iludir, mas, tem contrapesos poderosos, forças que puxam o governo pra trás, pra frente e para os lados. Mais ou menos com um cavalo arreado, espora, freio na boca e rédea.
Mas, comigo é assim, é tudo ou nada. Avião novo e do Estado. Não queria fazer isto. Mas, só tenho este caminho. Voto vencido não se discute.

Leia também:

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro a comentar!
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:36:00

Professor acusado de pedofilia tem liminar negada

Um professor de informática acusado de prática de pedofilia contra aluno de 13 anos deve continuar preso preventivamente.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:34:00

Valor do DPVAT será descontado de indenização a idosa que se acidentou em ônibus

O juiz de primeira instância julgou improcedente o pedido de indenização.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:32:00

Defensor público só pode ser designado após esgotamento de tentativas de localizar acusado

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, deferiu pedido de liminar para determinar a realização de diligências para localizar uma mulher acusada de cometer crimes de injúria e difamação.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:31:00

Furto de celular em hospital não gera dano moral

O furto de aparelho celular do paciente no interior do hospital onde estava internado não é suficiente para gerar dano moral.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:25:00

Presidente do TJRO apresenta relatório de atividades da presidência no ano de 2016

A maioria das propostas do Plano de Gestão do Biênio 2016-2017 foi cumprida e as demais estão em andamento.

POLíTICA | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:19:00

Desembargador do TJ manda autos para Vilhena e ex-prefeito deve retornar à cidade 

Rover passa a responder a processo em primeira instância.

GERAL | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:14:00

Rondônia participa de debate sobre a erradicação do trabalho escravo no Brasil

Um novo passo foi dado na direção da erradicação do trabalho escravo no Brasil.

GERAL | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:10:00

Seduc abre mais de quatro mil vagas para novos alunos em Ji-Paraná e região

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) abriu 4.321 vagas para novos alunos que desejar estudar na rede pública estadual a partir deste ano.

GERAL | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:04:00

Hospital Infantil Cosme e Damião recebe demanda de postos de saúde

Unidade deveria atender apenas alta complexidade.

GERAL | matéria escrita em 24/01/2017 ás 11:00:00

Estado assume gestão do Museu Histórico de Guajará-Mirim

O governo de Rondônia está reordenando o Museu Histórico de Guajará-Mirim para atendimento ao público. As novas adequações e serviços passarão a funcionar a partir de fevereiro.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2011 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Lauro Sodré, 1108- sala 05 – bairro Olaria – Porto Velho, Rondônia – CEP 78900-00