16/01/2013 - 08h34min - Atualizado em 16/01/2013 - 08h34min

CONFÚCIO E ISABEL LUZ: O GOVERNO DA PERSEGUIÇÃO...

Por FRANCISCO XAVIER GOMES.

Desde que assumiu o governo, o médico Confúcio Moura tem uma conversa macia e prega democracia em todos os lugares onde anda, além de declarar, em diversas ocasiões, que seu governo não persegue ninguém... Quando o assunto é perseguir funcionários, o atual governo ganha fácil do truculento governo de Cassol, principalmente em atos que partem da secretaria de estado da educação.

Antes que a turma de Confúcio fique magoada e se diga injustiçada, melhor dar nome aos bois: as perseguições sobre as quais me refiro são praticadas exclusivamente pela secretária de educação, a senhora Isabel Luz, que age como se fosse dona do patrimônio de Rondônia, embora não seja nem mesmo servidora de carreira e nem tenha absolutamente nenhuma ligação com a educação.

Estes fatos ocorrem pela falta de compromisso do governador com o estado. Durante a campanha, parecia que o ex-policial do Tocantins tinha mesmo autoridade e serenidade para conduzir os destinos de Rondônia, mas infelizmente Confúcio revelou-se um grande símbolo de incompetência, desgoverno e permissividade, a ponto de assistir, caladinho, tantos desmandos promovidos pela senhora Isabel Luz.

Apenas para ilustrar as reflexões feitas aqui, quero citar o caso específico da escola ELOÍSA BENTES RAMOS, já citado por mim e outras pessoas. Desde que foi empossada como titular da pasta, Isabel Luz nunca permitiu que o diretor da citada escola tivesse paz... As perseguições são diárias, são constantes e são exaustivas. Prefiro acreditar que Confúcio não tenha conhecimento desses fatos, embora ele tenha o bom hábito de ler e, seguramente, já leu alguma publicação onde este fato foi mencionado.

Entre outras coisas, Isabel tentou até mesmo encantar, com propostas de empregos na SEDUC, lideranças estudantis da escola, em troca de aliados que pudessem ajudá-la na sua missão de perseguir o professor Joelson Chaves Queiroz. Somente não vou citar aqui nomes de alunos assediados pelo poder, porque eles ainda não têm a idade que a lei permite, mas até as árvores do pátio da escola sabem destes fatos. Depois de tentar tal coisa, a secretária exonerou do cargo o diretor da escola, que foi eleito legitimamente pelo processo que ela mesma chama de “GESTÃO DEMOCRÁTICA”, mesmo sem ter cometido nenhum ato ilícito.

Felizmente, o Poder Judiciário do Estado fez justiça, como tem feito em muitos outros casos, determinando a recondução do diretor perseguido ao cargo. Depois, Isabel exonerou a vice-diretora da escola, objetivando desestabilizar as ações administrativas, não se sabe por que razão... Novamente o Tribunal de Justiça agiu com a mesma retidão e fez, outra vez, valer a legislação de nosso país... Tudo isso acontece em volta de Confúcio e ele nunca falou do assunto... É essa a forma de tratar a educação que ele prometeu que seria prioridade? Onde o governo que levar a educação, colocando pessoas como Isabel Luz em cargos como este? Por que o governo de Confúcio persegue pessoas que nunca cometeram crime? Cooptar estudantes para prejudicar profissionais da educação é uma prioridade do governo? Perseguir professores faz parte da renovação que Confúcio pregou? São perguntas que precisam de respostas urgentemente.

Após todas essas derrotas na esfera judicial, a Secretária não desistiu. Poucos dias atrás usou um programa de televisão para, mais uma vez, perseguir o professor Joelson e sua administração, tudo em nome da qualidade do ensino. É muito estranho que estes fatos não tenham sido percebidos nem mesmo pelo Presidente da Assembléia, o denuncista Hermínio Coelho, que mesmo sendo muito fofoqueiro na condução de seu mandato, às vezes serve para alguma coisa...

Até já sugeri ao diretor da escola que procure ajuda do Procurador-Geral de Justiça Héverton Aguiar, uma pessoa que nos últimos anos desenvolveu trabalhos muito importantes em favor da população de Rondônia, principalmente combatendo atos de corrupção, de abusos contra o patrimônio do estado e mostrando que ainda podemos ter orgulho de algumas instituições públicas desse estado.

Certamente, Isabel Luz persegue tanto o professor Joelson e outros diretores porque manda mais do que Confúcio, como ela declara nas entrelinhas de seus discursos, quando quer pressionar pessoas para impor sua vontade... Uma coisa podemos garantir com certeza: o grande poder de Isabel e sua imensa influência sobre o governador, com certeza, não são objetos de competência administrativa, mesmo porque Isabel nunca havia pisado numa escola antes de ser catapultada ao cargo que tem hoje... De qualquer modo Confúcio já conhece o talento e o poder de Isabel desde o estado de Tocantins, de onde foi trazida por ele para fazer parte da administração de Ariquemes. Para manter no cargo gente que age como a secretária de educação que Confúcio tem hoje, só mesmo se tiver sofrendo pressão de alguém, ou até mesmo por outro motivo que ninguém sabe, pois de outra forma não se justifica... Por que será?

Não considero interessante comparar governos, porque os estilos e pessoas são diferentes, mas em termos de prejuízos para a educação e de perseguir pessoas, o atual governo ganha fácil da turma de Cassol. Não que eu seja defensor de Cassol; considero seu governo um desastre para o estado e jamais votaria nele, mas Confúcio e Isabel Luz formam uma dupla que fará muita gente ter saudade da atual senador...Tenho dito!!

FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual

Leia também:

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


publicidade
GERAL | matéria escrita em 24/10/2014 ás 22:10:00

Receita Federal autua empresas em cerca de R$ 360 milhões por sonegação em Rondônia

Os sócios vão responder também por processos penais e podem ser presos.

POLíTICA | matéria escrita em 24/10/2014 ás 22:06:00

Controladora confirma cancelamento de contrato fajuto preparado pela Semusb

O prefeito Mauro Nazif (PSB), mais uma vez, ignorou o chamamento do Poder Legislativo, o mesmo acontecendo com os secretários da Semad e do Meio Ambiente.

POLíTICA | matéria escrita em 24/10/2014 ás 17:05:00

Pedida a cassação do vereador Léo Moraes

Centenas de recibos e cópias de cheques de delegados de polícia com doações supostamente ilegais para Léo Moraes foram apreendidos na sede do Sindicato da categoria

POLíTICA | matéria escrita em 24/10/2014 ás 12:16:00

Receita descobre sonegação de R$ 360 milhões por empresas em Rondônia

As empresas fizeram uma verdadeira "engenharia contábil e jurídica" para esconder o fato gerador e não pagar o tributo.

POLíTICA | matéria escrita em 24/10/2014 ás 08:29:00

Capixaba participa de comícios, reuniões e caminhadas em apoio a Confúcio Moura

“Confúcio tem compromisso e fidelidade. Por isso peço o apoio de todos para ajudá-lo na sua reeleição. Queremos ter dias melhores para o nosso Estado..."

POLíTICA | matéria escrita em 24/10/2014 ás 08:17:00

Sofrendo de debilidade física e mental, ex-presidente da ALE deve receber tratamento no João Paulo II

Justiça volta a negar liberdade a ex-parlamentar, que está preso desde setembro do ano passado. Defesa alega que ele sofre de síndrome do pânico e outros distúrbios mentais e físicos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/10/2014 ás 06:38:00

Alterada carga horária obrigatória dos cursos para vitaliciamento de magistrados

De acordo com o ato normativo, a carga horária mínima exigida para tais cursos, a ser cumprida no segundo ano do estágio probatório, passa de 120 para 60 horas-aula.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/10/2014 ás 06:35:00

STF publica novas súmulas vinculantes no DJe

Não cabe ao Poder Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar vencimentos de servidores públicos sob o fundamento de isonomia, diz uma das súmulas.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/10/2014 ás 06:33:00

STF nega recurso sobre compensação de débitos tributários com RPVs

O recurso teve repercussão geral reconhecida e a decisão nele tomada será aplicada em mais de 123 casos sobrestados (suspensos) em instâncias inferiores.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/10/2014 ás 06:31:00

Suspenso julgamento que discute indenização por demora na nomeação em cargo público

Os candidatos aprovados em concurso público realizado em 1991 para provimento de vagas no cargo de auditor fiscal no Tesouro Nacional postulam, judicialmente, direito de receber indenização.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/10/2014 ás 06:29:00

Alteração do valor de indenização do DPVAT é constitucional, diz STF

O recurso teve repercussão geral reconhecida e a tese firmada será seguida em mais de 770 casos sobrestados (suspensos) em instâncias inferiores.

POLíTICA | matéria escrita em 23/10/2014 ás 17:54:00

Em processo de Confúcio contra o Tudorondonia, juiz volta atrás e mantém liberdade de imprensa

O jornal representado, baseado em documento realmente existente e levado a conhecimento público, mesmo sendo sigilosos, em linguagem jornalística própria, apenas exerceu o seu pleno direito...

POLíTICA | matéria escrita em 23/10/2014 ás 17:45:00

Expedito diz que Detran deixará de servir à indústria das multas

Expedito disse que fará uma administração respeitosa e chamou a atenção do atual governo que, segundo ele...

GERAL | matéria escrita em 23/10/2014 ás 17:44:00

Oficina debate implementação de atendimento ao autor de violência sexual infantojuvenil

O evento foi realizado em parceria com o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes...

GERAL | matéria escrita em 23/10/2014 ás 17:41:00

Outubro Rosa é lembrado pelo TRT14 com orientações sobre prevenção ao câncer de mama

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 SRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Gonçalves Dias, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com