24/04/2012 - 18h48min - Atualizado em 24/04/2012 - 18h48min

Demora no pagamento de precatórios em Rondônia terá atenção especial do CNJ

Entre os problemas do Poder Judiciário de Rondônia, discutidos na audiência pública realizada nesta terça-feira (24/04), a demora no pagamento de precatórios foi o tema mais recorrente.

A audiência pública teve a presença da ministra Eliana Calmon, Corregedora Nacional de Justiça, e faz parte da inspeção que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) faz no Tribunal de Justiça de Rondônia.

A demora no pagamento dos precatórios dos trabalhadores em educação já havia sido motivo de reclamação do advogado Hélio Vieira à própria ministra Eliana Calmon quando da sua participação em programação da OAB.

Logo na abertura da audiência pública, realizada no auditório do Tribunal de Justiça, em Porto Velho, Eliana Calmon anunciou que no período de 21 a 25 de maio deste ano, a Corregedoria Nacional de Justiça instalará uma equipe em Porto Velho para verificar quais são os problemas dos precatórios em Rondônia.

Ela disse que tem conhecimento dos problemas, e admite que o pagamento está muito demorado.
Os trabalhadores em educação esperam há mais de 10 anos pelo pagamento do precatório da ação do salário mínimo. Boa parte dessa demora foi apenas para o Tribunal de Justiça reconhecer a preferência do precatório de natureza alimentar.
O peresidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, encaminhou ofício ao Palácio do Governo solicitando uma audiência com o governador Confúcio Moura com a finalidade de discutir o pagamento dos precatórios conforme determina a Emenda Constitucional nº 62 e o cumprimento da Emenda Constitucional nº 60, que determina a transposição de servidores para o governo federal.

Durante a audiência, cuja data ainda precisa ser confirmada pelo Gabinete do Governador, a direção do Sintero vai questionar quanto ao cumprimento da Emenda Constitucional que determina o repasse de recursos para pagamento de precatórios.

Os trabalhadores em educação querem saber se o governo do Estado está repassando ao Poder Judiciário Estadual o percentual correto, pois, a nova lei dos precatórios foi sancionada há mais de dois anos e até agora não foi pago o precatório da ação do salário mínimo dos trabalhadores em educação, entre outras ações que estão na fila para serem pagas.
Se o governo está cumprindo a emenda constitucional, o Sintero vai querer saber quanto já foi repassado e onde estão os recursos.

Autor: Assessoria do Sintero

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 14/02/2016 ás 10:13:00

Jaqueline Cassol reúne-se com lideranças em Chupinguaia

...presidente do diretório estadual do Partido Progressista (PP-RO), advogada Jaqueline Cassol, esteve reunida com moradores do município

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 10:10:00

Mais uma vitória em defesa da Constituição

Por Andrey Cavalcante

POLíTICA | matéria escrita em 14/02/2016 ás 10:05:00

Frente Parlamentar pró- Ribamar

Valdemir Caldas

POLíTICA | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:55:00

PT anuncia Roberto Sobrinho, vereador Sid e educadora como pré-candidatos a prefeito de Porto Velho

Partido dos Trabalhadores em Rondônia diz que terá candidatura própria na capital e até final do mês define entre os três nomes indicados.

GERAL | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:42:00

Mobilização e disciplina marcam Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti em Rondônia

O secretário disse que descobriu atrás da geladeira de sua casa o receptor de água com potencial para abrigar as larvas do mosquito. “Todos nós devemos estar atentos para isto também”, acrescentou.

GERAL | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:39:00

Porto Velho foi tomada por milhares de agentes contra o Aedes Aegypti

No bairro Nacional, em Porto Velho, as equipes encontraram vários ambientes propícios à proliferação, confirmando os dados dos órgãos da saúde que reconhecem que até 80% dos criadores de mosquito estão dentro de casa.

GERAL | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:33:00

Aedes aegypti já se tornou mosquito doméstico, alerta epidemiologista

As teorias mais aceitas indicam que o Aedes tenha se disseminado para o continente americano por meio de embarcações que aportaram no Brasil para o tráfico de negros escravizados.

POLíTICA | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:28:00

Por “moral e bons costumes”, há 70 anos Dutra decretava fim dos cassinos no Brasil

Às vésperas de completar 70 anos, a proibição pode ser derrubada. Diante das contas públicas no vermelho, o governo Dilma Rousseff trabalha para reabrir os cassinos e contar com os impostos incidentes sobre os jogos.

POLíTICA | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:26:00

Cassinos: Proibição deixou legião de desempregados, de garçons a cantores

De faxineiros e eletricistas a costureiras e passadeiras. De maquiadores e cabeleireiros a cilindreiros (responsáveis pela manutenção das roletas) e crupiês (que dirigiam o jogo em cada mesa).

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:14:00

OAB denunciará juíza ao CNJ por desrespeito às prerrogativas

Ao saber da denúncial, a magistrada chamou os advogados e na presença das testemunhas disse: “vocês ligaram para a OAB, saibam que a OAB está abaixo de mim (apontando para os pés). Sou uma magistrada, não sou obrigada a atender advogados.”

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:10:00

Empresária é condenada por induzir empregada a assinar pedido demissão para não pagar verbas rescisórias

A dona do restaurante afirmou que o pedido de dispensa foi realizado livre de qualquer vício de consentimento, pois a auxiliar tinha arranjado outro emprego.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:09:00

Engenheiro será remunerado durante 20 anos por invento desenvolvido para a Petrobras

O engenheiro alegou que o cargo que ocupava, de engenheiro de equipamento, não tinha natureza direcionada a pesquisa e criação, e por isso deveria ser remunerado pela utilização do método criado por ele e mais dois colegas de trabalho em 1999.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:06:00

Bem de pequeno valor não se confunde com insignificante

Em um caso apreciado, a Quinta Turma negou o reconhecimento do princípio da insignificância a uma situação que envolvia o roubo de um relógio de pulso de um estabelecimento comercial, no valor de R$ 338.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:05:00

Prisão preventiva não pode ser cumprida em regime mais gravoso que o fixado na sentença

Esse tem sido o entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em julgamentos nos quais é imposto ao réu o cumprimento provisório de pena em regime mais severo que o previsto na sentença que o condenou.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 14/02/2016 ás 09:03:00

Pedido de devolução de valor pago à Fazenda não interrompe prescrição

Ao julgar o REsp 1248618, o ministro Benedito Gonçalves lembrou que o STJ possui entendimento firmado de que “o prazo prescricional para a propositura da ação executiva contra a Fazenda Pública é de cinco anos..."

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com