29/08/2012 - 10h32min - Atualizado em 29/08/2012 - 10h32min

Desembargador Waltenberg diz que ação movida pelo MP é um alívio

Na semana passada, o Desembargador comunicou ao Tribunal Pleno que formalizaria denúncia contra o Promotor João Francisco Afonso junto ao Conselho Nacional do MP, por abuso do poder...

O Desembargador Waltenberg Junior, réu em ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público de Rondônia, afirmou estar aliviado com o ajuizamento da ação, encerrando uma investigação que parecia não ter fim.

Na semana passada, o Desembargador comunicou ao Tribunal Pleno que formalizaria denúncia contra o Promotor de Justiça João Francisco Afonso junto ao Conselho Nacional do Ministério Público, por abuso do poder de investigar. "A demora injustificada na conclusão de investigação iniciada em 2010, que ouviu, desnecessariamente, dezenas de pessoas, fere direitos constitucionais sensíveis que merecem pronta reparação".

Segundo o Desembargador, enquanto aguardava informações solicitadas ao Procurador Geral do MPRO e à Corregedoria, sobre o procedimento adotado pelo promotor do caso, foi surpreendido pelo ajuizamento desta ação, que tem também como réus o Prefeito Roberto Sobrinho e a ex-secretária da SEMUR, Dra. Fernanda Kopanakis. "Pesquisando o sistema para acompanhar outros processos, me deparei com este. Acho que foi um dos dias mais tristes da minha vida".

"Finalmente", disse o magistrado, "estabeleceu-se a certeza de que nenhum centavo foi gasto no Reconhecimento do Domínio. É claro que poderiam ter escolhido uma ação menos infamante para tentar desfazer o Reconhecimento de Domínio. A ação civil pública, ou mesmo uma ação ordinária, teria o mesmo efeito. Mas tenho imenso respeito pelo Ministério Público, e não vou comentar a razão desta escolha. Espero que minha carreira resista a mais esse impacto".

Assessoria de Comunicação Institucional

Leia também:

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 09:46:00

Ex-freira agredida com chave de fenda por menor infrator será indenizada por congregação religiosa

A educadora afirmou que, apesar de ter sido torturada e severamente ferida, o Ciago optou por ocultar o fato e enviá-la para casa ao invés de a um hospital.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 09:45:00

Trabalhador é indenizado por divulgação de exame que o apontou como usuário de drogas

Em maio de 2012, fez coleta de urina para exame de saúde exigido pela empresa e foi comunicado que o resultado foi positivo para o uso de entorpecentes.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:47:00

Empresa é condenada por revista discriminatória de bolsas e armários

Segundo o trabalhador, contratado inicialmente como auxiliar de operador de carnes, diretores e gerentes não eram submetidos a revistas, e entravam na loja pela porta da frente.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:45:00

Ser humano x mercadoria: Itaú é condenado por colocar empregado em ócio forçado e contribuir para AVC

Com a decisão da Quinta Turma, o Itaú Unibanco terá de pagar R$ 50 mil por dano moral e, a título de dano material, pensão em pagamento único no valor de 50% do salário do bancário em outubro de 2009...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:41:00

Homem enganado consegue cancelar registro de paternidade reconhecida voluntariamente

Ele foi induzido a acreditar que era o pai do bebê.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:38:00

ESPECIAL - A fotografia no foco da jurisprudência

Mas nem sempre a fotografia esteve protegida no domínio do direito do autor.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:36:00

É indispensável a comunicação ao devedor antes de sua inscrição no Cadin

O recurso era contra decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que entendeu ser desnecessária a comunicação.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:33:00

Procurador afastado por ter publicado carta em rede social impetra MS no Supremo; no Facebook, ele elogiou o golpe militar de 64

O motivo do ato do CNMP foi uma carta de Rocha publicada no seu perfil na rede social Facebook, em setembro de 2013, na qual ele elogia o golpe militar de 1964.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:31:00

Suspenso julgamento sobre Cofins de escritório de advocacia

O julgamento suspenso no Plenário trata de embargos de divergência apresentados pela União contra decisão da Primeira Turma do STF.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/11/2014 ás 08:29:00

Intervalo de 15 minutos para mulheres antes de hora extra é compatível com a Constituição

O voto do relator ressaltou que as disposições constitucionais e infraconstitucionais não impedem que ocorram tratamentos diferenciados.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com