13/02/2014 - 12h34min - Atualizado em 13/02/2014 - 12h34min

Enchentes em Rondônia: Governo vai decretar estado de calamidade pública

De acordo com o comandante geral do Corpo de Bombeiros, toda ajuda por terra, água e ar será necessária e bem-vinda.

Embora não estivesse presente à reunião realizada no final da tarde de quarta-feira (12), no auditório do Palácio Presidente Vargas, o governador Confúcio Moura orientou aos secretários e demais técnicos convocados para o encontro que o objetivo é encontrar meios de prestar ajuda a quem necessita.

São seis municípios atingidos pelas águas do Rio Madeira e que precisam do trabalho do estado, dos municípios e da União. A situação está mais grave em Porto Velho, que já contava, no momento da reunião, com mais de 70 famílias entre desalojados e desabrigados e em Guajará Mirim, com o acesso interditado na BR 425, rodovia estadual com status de federalizada devido a área fronteiriça, com possibilidade de desabastecimento da cidade e região.

Estiveram na reunião representantes de diversos órgãos do Estado, incluindo Polícia e Bombeiro Militar, Prefeitura, Exército, Marinha e Aeronáutica, representantes das empresas Santo Antonio Energia, Energia Sustentável do Brasil – Jirau e Polícia Rodoviária Federal. O secretário chefe da Casa Civil, Marco Antonio de Faria, encarregado de conduzir o encontro, defendeu a necessidade de união entre todos os participantes para o enfrentamento de uma das maiores cheias no Estado, afirmando que tudo será feito para que não se perca nenhuma vida. Após a reunião, Marco Antonio convidou alguns participantes para contribuírem na elaboração do documento decretando o estado de calamidade no Estado.

De acordo com o comandante geral do Corpo de Bombeiros, toda ajuda por terra, água e ar será necessária e bem-vinda. O Coronel Ubirajara Caetano declarou que seis municípios foram atingidos pelas cheias, como Rolim de Moura e Santa Luzia do Oeste, que já obtiveram ajuda federal. Além de Rio Crespo, Nova Mamoré, Guajará Mirim e Porto Velho, nos dois últimos a situação tende a se agravar mais, especialmente com a previsão meteorológica, que prevê uma elevação no volume de águas do Madeira que chegará a mais de 18 metros, até o dia 20 de fevereiro, colocando todas as autoridades em grande tensão até lá. Segundo ele, diariamente serão divulgados boletins para dar conhecimento à população de tudo que está acontecendo e das soluções postas em prática. “Nossa preocupação maior é com a vida das pessoas”, destacou, acrescentando que são mais de 200 profissionais envolvidos em todo o processo. Ainda nesta semana a Superintendência de Gestão e Gastos poderá dispor de um telefone de utilidade pública, 0800 para receber chamadas relacionadas aos danos causados e às vítimas da enchente.

Texto: Alice Leyla

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:21:00

Eletrobrás diz que tarifa de energia em Rondônia é a mais barata do Brasil entre 64 distribuidoras

Eletrobras Distribuição Rondônia participou de audiência pública sobre o valor da tarifa de energia elétrica.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:17:00

Provas para estágio no MPT-RO tem data de realização alterada

A prova para estágio na área de Direito será realizada nesse domingo, dia 26 de abril, e as provas para estágio nas áreas de Arquitetura, Comunicação Social e Informática serão realizadas no dia 10 de maio.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:13:00

PRF em Ação - Foragido da justiça é detido pela PRF em Ji-Paraná/RO

Após solicitar os documentos dos passageiros, os agentes realizaram a checagem nos sistemas disponíveis e constataram que havia um mandado de prisão em aberto.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:10:00

Semob trabalha na implantação de rede de drenagem pluvial no bairro Teixeirão

A vazão das águas foi direcionada para o igarapé localizado no final do bairro

POLíCIA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:07:00

PRF recupera três motos em Porto Velho

Foram recuperadas duas motos Honda/NXR 150 BRO e uma Honda/CG 150 TIT ainda não emplacada.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:04:00

Prefeito anuncia conclusão do processo de caducidade do transporte coletivo

Nazif disse que está preocupado com o destino dos trabalhadores das empresas de ônibus que perderam o contrato. “Nós vamos trabalhar com o objetivo de que estes trabalhadores sejam absorvidos pelas novas contratadas".

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:03:00

Racismo se combate com ações

Pedro Cardoso da Costa

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:01:00

A maldita teoria da conspiração

Valdemir Caldas

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 12:57:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:21:00

OFÍCIO PÚBLICO DE APOIO À COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA...

CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL DE BASE DR. ARY PINHEIRO

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:16:00

Gurgacz quer ampliar dispensa de registro e isenção de máquinas agrícolas

Presidente da comissão mista que analisa a MP, o parlamentar anunciou a intenção de ampliar essa dispensa para todos os veículos agrícolas que, de fato, sejam utilizados apenas na atividade produtiva.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:13:00

Raupp cobra atenção com rodovias federais em Rondônia

Raupp manifestou sua esperança de que não sejam contingenciados os recursos para a construção da ponte do Abunã, que fará travessia para o Acre.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:09:00

Projeto sobre terceirização deve tramitar no Senado a partir de segunda-feira

Renan decidiu convocar uma sessão temática em Plenário para debater a proposição com os senadores e chegou a dizer que a terceirização não poderia ser “ampla, geral e irrestrita” .

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/04/2015 ás 10:45:00

Magistrados aprendem a reconhecer perigo de vida em violência doméstica

Para receber proteção, a mulher vítima de violência deve procurar a delegacia mais próxima para registrar ocorrência. Se possível, recorrer assim que for possível a uma Defensoria Pública ou Ministério Público.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/04/2015 ás 10:42:00

Tese da AGU sobre Justiça não rever correções de concursos prevalece no Supremo

Como o recurso tinha repercussão geral, o entendimento do STF irá valer para todos os casos semelhantes em tramitação nos tribunais do país.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com