18/04/2012 - 16h32min - Atualizado em 18/04/2012 - 16h32min

Ex-secretária-adjunta de Saúde do Governo Cahulla se diz marcada para morrer

Ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo. Assista o vídeo.

Tudorondonia

 

Porto Velho, Rondônia - “Meus amigos, na vida tem momento para tudo. Tem momento em que a gente tem que chorar e tem momento para sorrir. Esse é o momento de eu chorar. Estou aqui para pedir proteção à minha vida porque hoje sou uma mulher aos 42 anos marcada para morrer precocemente sem concluir meus projetos e sem criar minhas filhas”.

Assim começa um depoimento em vídeo postado na Internet, onde a ex-assessora técnica e ex-secretária-adjunta da Saúde nos governos Cassol e Cahulla, Josefa Nunes Ramos, de 42 anos, explica que há um grupo interessado em seu silêncio e outro querendo que ela fale. Os bens dela estão indisponíveis porque ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo (PTB-Porto Velho).

No vídeo, Josefa Ramos conta que apesar de haver decisão judicial determinando que nada mais fosse pago, a Reflexo recebeu o dinheiro porque havia uma decisão de governo. “Eu não depositei R$ 6 milhões na conta de Valter Araújo. O dinheiro público anda por um sistema. Ele (o dinheiro) saiu na Secretaria da Fazenda Pública e caiu no sistema de pagamento da Secretaria de Estado da Saúde. O secretário fez uma ordem bancária, que foi para o Banco do Brasil e foi paga”, contou.

Ela explicou que o processo tem assinatura de representantes de todos os órgãos capazes de validar um processo administrativo. Acrescentou que o processo foi instruído e que houve um realinhamento de preços autorizado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Detalhou, ainda, que tudo foi publicado em Diário Oficial e que foi feito um acordo de governo, para que em vez de ser pago R$ 23 milhões através de um realinhamento de preços, fosse pago R$ 2 milhões em duas parcelas.

“Foi uma decisão de governo. Se ele (o deputado Valter Araújo) praticava tráfico de influencia, se ele cometeu o crime que dizem que cometeu, eu não tenho nada a ver com isso. Não tenho dinheiro para pagar banca de advogado, não tenho dinheiro para comprar a imprensa. Só tenho a minha palavra. Se eu ficar calada, dirão que faço parte do bando de Valter Araújo. Se eu falar, a sociedade vai perguntar quem foi que mandou pagar o processo, quem foi que mandou transferir o dinheiro”, contou Josefa Ramos.

Ela pede para ser ouvida pela Justiça e acusa o governo Cassol de fazer recolhimento de dinheiro para calar a boca da imprensa. “Se calavam (os veículos de comunicação, segundo ela) porque era dado grão de milho todos os meses”, afirmou. Em seguida, Josefa Ramos contou que foi envolvida, segundo ela, injustamente na Operação Termópilas, em que o presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, foi preso.

A ex-secretária-adjunta da Sesau alegou, ainda, que em outubro de 2010 o então deputado Amauri dos Santos (PMDB-Jaru) teria ido ao gabinete dela e dito que se o processo fosse pago à empresa Reflexo, ela seria envolvida em uma trama que já estaria planejada e com uma liminar pronta. Josefa Ramos disse, ainda, que Amauri foi ao gabinete para intimidá-la.

Ela afirma que está denunciando o crime organizado em Rondônia, coisa que compete ao Ministério Público. Alegou, também, que aconselhou a não pagar (o processo), porque sabia que se envolveria em uma situação na qual se prejudicaria muito, porque ficaria sem direito a apresentar defesa.

“(Essa situação) Envolve o deputado foragido Valter Araújo. Eu não tenho nenhuma ligação com ele. O que fiz foi o mesmo procedimento que adotei em mais de 20 mil processos. Dei despachos e assinei. O processo foi pago porque não caberia a mim impedir de pagar. A liminar determinava que não fosse paga a segunda parte do processo, mas houve uma decisão de governo para que fosse paga”, acrescentou Josefa Ramos.

O processo tramita na Primeira Vara da Fazenda Pública sob o número 001054, de 29/11/2011, envolvendo o ex-secretário de Estado da Saúde, Milton Moreira, a empresa Reflexo e Josefa Nunes Ramos. “Posso até estar morta amanhã, mas minhas filhas não se envergonharão de mim. A sociedade não se envergonhará de mim”, destacou.

Nilton Salina

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 20:04:00

PORTO VELHO SHOPPING VIRA PET FRIENDLY – AGORA OS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO SÃO BEM VINDOS

Clientes que levarem o pet ao Atendimento ao Cliente hoje podem ganhar um mimo.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 20:03:00

Emissoras podem convidar candidatos de menor representatividade para debates eleitorais

A lei diz que a participação em debates está assegurada para candidatos de partidos que possuam mais de nove deputados na Câmara dos Deputados, facultada a participação dos demais pretendentes.

POLíTICA | matéria escrita em 25/08/2016 ás 19:56:00

Começa nesta sexta (26) a propaganda eleitoral no rádio e na TV

O período foi reduzido de 45 para 35 dias, terminando no dia 29 de setembro.

POLíTICA | matéria escrita em 25/08/2016 ás 19:54:00

Conheça todo o processo eleitoral, desde o cadastro até a divulgação dos resultados das eleições

Embora as etapas de votação, totalização e divulgação dos resultados sejam as mais conhecidas, o processo eleitoral possui outras fases muito importantes, que começam muito antes do dia da eleição.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 19:49:00

Ceron fará 320 audiências de conciliação com consumidores em débito

A ação é feita pela Corregedoria, Nupemec e Cejusc para evitar novas ações judiciais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 19:43:00

Ação do MP/RO é julgada procedente para condenar prefeito e irmã por ato de improbidade administrativa

O MP/RO aduziu ainda não haver qualquer justificativa ou qualificação técnica de Lizandra Miotto para desempenhar as atribuições do cargo para o qual fora nomeada.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 15:40:00

XX Exame de Ordem: confira o resultado final da 1ª fase

    A lista divulga os nomes dos aprovados na 1ª fase e convoca os candidatos aprovados a realizarem a 2ª fase do XX Exame.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 15:35:00

Limitação da taxa de juros em 12% ao ano não se aplica aos contratos bancários

O entendimento foi firmado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao analisar diversos recursos sobre o tema.

GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 15:30:00

Antaq deve suspender autorizações de portos localizados em área com risco de desbarrancamento

Recomendação do MPF tem prazo de dez dias para ser cumprida.

GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 15:24:00

A Amazônia e a soberania nacional

Cobiçada pelo imperialismo... Este patrimônio colossal... Pertence à nação brasileira... E não aos crápulas do capital

GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 14:36:00

Ipem participa da Portoagro fazendo a pesagem do leite no concurso leiteiro

Com duas balanças e uma equipe composta por um metrologista e um auxiliar, o Ipem está fazendo a pesagem do leite dos nove animais que participam da competição de produção...

GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 14:34:00

Socioeducadores de Ji-Paraná concluem treinamento para uso de arma não letal

No treinamento, os participantes foram instruídos e orientados a quando usar a nova ferramenta em eventuais casos de motins na unidade.

GERAL | matéria escrita em 25/08/2016 ás 14:32:00

Aberta nesta quarta-feira, II Portoagro reúne o melhor do agronegócio de Porto Velho e região

São 120 expositores e uma expectativa de negócios de R$ 250 milhões durante os cinco dias de evento.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 14:15:00

Causador de incidente processual deve arcar com as despesas de honorários

Ao todo são 743 decisões de colegiado, além de quatro acórdãos de repetitivos, publicações no Informativo de Jurisprudência e no periódico jurisprudência em teses.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/08/2016 ás 14:13:00

Regimento de Custas do Judiciário é sancionado pelo Governador

A aprovação veio ao encontro não só aos anseios dos membros do Poder Judiciário, mas também do Executivo...

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com