18/04/2012 - 16h32min - Atualizado em 18/04/2012 - 16h32min

Ex-secretária-adjunta de Saúde do Governo Cahulla se diz marcada para morrer

Ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo. Assista o vídeo.

Tudorondonia

 

Porto Velho, Rondônia - “Meus amigos, na vida tem momento para tudo. Tem momento em que a gente tem que chorar e tem momento para sorrir. Esse é o momento de eu chorar. Estou aqui para pedir proteção à minha vida porque hoje sou uma mulher aos 42 anos marcada para morrer precocemente sem concluir meus projetos e sem criar minhas filhas”.

Assim começa um depoimento em vídeo postado na Internet, onde a ex-assessora técnica e ex-secretária-adjunta da Saúde nos governos Cassol e Cahulla, Josefa Nunes Ramos, de 42 anos, explica que há um grupo interessado em seu silêncio e outro querendo que ela fale. Os bens dela estão indisponíveis porque ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo (PTB-Porto Velho).

No vídeo, Josefa Ramos conta que apesar de haver decisão judicial determinando que nada mais fosse pago, a Reflexo recebeu o dinheiro porque havia uma decisão de governo. “Eu não depositei R$ 6 milhões na conta de Valter Araújo. O dinheiro público anda por um sistema. Ele (o dinheiro) saiu na Secretaria da Fazenda Pública e caiu no sistema de pagamento da Secretaria de Estado da Saúde. O secretário fez uma ordem bancária, que foi para o Banco do Brasil e foi paga”, contou.

Ela explicou que o processo tem assinatura de representantes de todos os órgãos capazes de validar um processo administrativo. Acrescentou que o processo foi instruído e que houve um realinhamento de preços autorizado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Detalhou, ainda, que tudo foi publicado em Diário Oficial e que foi feito um acordo de governo, para que em vez de ser pago R$ 23 milhões através de um realinhamento de preços, fosse pago R$ 2 milhões em duas parcelas.

“Foi uma decisão de governo. Se ele (o deputado Valter Araújo) praticava tráfico de influencia, se ele cometeu o crime que dizem que cometeu, eu não tenho nada a ver com isso. Não tenho dinheiro para pagar banca de advogado, não tenho dinheiro para comprar a imprensa. Só tenho a minha palavra. Se eu ficar calada, dirão que faço parte do bando de Valter Araújo. Se eu falar, a sociedade vai perguntar quem foi que mandou pagar o processo, quem foi que mandou transferir o dinheiro”, contou Josefa Ramos.

Ela pede para ser ouvida pela Justiça e acusa o governo Cassol de fazer recolhimento de dinheiro para calar a boca da imprensa. “Se calavam (os veículos de comunicação, segundo ela) porque era dado grão de milho todos os meses”, afirmou. Em seguida, Josefa Ramos contou que foi envolvida, segundo ela, injustamente na Operação Termópilas, em que o presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, foi preso.

A ex-secretária-adjunta da Sesau alegou, ainda, que em outubro de 2010 o então deputado Amauri dos Santos (PMDB-Jaru) teria ido ao gabinete dela e dito que se o processo fosse pago à empresa Reflexo, ela seria envolvida em uma trama que já estaria planejada e com uma liminar pronta. Josefa Ramos disse, ainda, que Amauri foi ao gabinete para intimidá-la.

Ela afirma que está denunciando o crime organizado em Rondônia, coisa que compete ao Ministério Público. Alegou, também, que aconselhou a não pagar (o processo), porque sabia que se envolveria em uma situação na qual se prejudicaria muito, porque ficaria sem direito a apresentar defesa.

“(Essa situação) Envolve o deputado foragido Valter Araújo. Eu não tenho nenhuma ligação com ele. O que fiz foi o mesmo procedimento que adotei em mais de 20 mil processos. Dei despachos e assinei. O processo foi pago porque não caberia a mim impedir de pagar. A liminar determinava que não fosse paga a segunda parte do processo, mas houve uma decisão de governo para que fosse paga”, acrescentou Josefa Ramos.

O processo tramita na Primeira Vara da Fazenda Pública sob o número 001054, de 29/11/2011, envolvendo o ex-secretário de Estado da Saúde, Milton Moreira, a empresa Reflexo e Josefa Nunes Ramos. “Posso até estar morta amanhã, mas minhas filhas não se envergonharão de mim. A sociedade não se envergonhará de mim”, destacou.

Nilton Salina

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 22/05/2015 ás 18:16:00

Sinprof-RO: Professores lançam sindicato próprio da categoria

O Sinprof-RO é filiado à CTB - Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 16:52:00

RETICÊNCIAS POLÍTICAS...POR ITAMAR FERREIRA

Será que o PT quer a saída da vereadora de Cacoal ou é ela que teria interesse de ser expulsa? Há controvérsias...

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:55:00

Luiz Cláudio vai ao FNDE em busca de recursos

Luiz Cláudio disse que os prefeitos precisam ficar atentos para os prazos e a devida protocolização dos seus projetos no PAR.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:53:00

Nilton Capixaba participa do relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida

Capixaba disse que a Frente da Família tem proposta inclusiva cristã e social para a redução da maioridade penal.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:24:00

Deputado Léo Moraes critica administração do prefeito Mauro Nazif

De acordo com o deputado Léo Moraes a situação de Porto Velho é lastimável e é seguramente fruto de péssimas administrações ao longo dos tempos.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:19:00

PAINEL POLÍTICO

ALAN ALEX

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:15:00

Política sem Censura - Davi Nogueira

Negócio de olho apertado...

GERAL | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:09:00

Caixa Econômica apoia projeto de exportação de pequenos empresários em Rondônia

O sistema visa a exportação dos chamados produtos exóticos da Amazônia – com venda direta ao consumidor final – e importação de confecções e outros produtos ...

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:49:00

Deputado Ezequiel visita Nova Mutum onde vereador Bengala e empresa são denunciados

Camargo Corrêa tentou vender as casas para as famílias e agora estaria tentando tirá-las a qualquer custo. Presidente da Câmara de Porto Velho se aliou à empresa, dizem moradores.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:42:00

Ezequiel Júnior e Etnia Tupari cobram melhorias na SEDUC

O objetivo da reunião foi trazer de volta ao município de Alta Floresta a Representação de Ensino (REN), que atualmente está em Rolim de Moura.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:33:00

Porto Velho: Funcultural programa investimentos no artesanato local

A audiência proposta pelo Deputado Cleiton Roque trouxe uma ampla discussão sobre as demandas necessárias para que o artesanato continue gerando renda e emprego para centenas de famílias.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:29:00

Mosquini e Confúcio discutem projetos

"O governador Confúcio Moura solicitou meu apoio a diversos projetos importantes para o estado, como o Minha Casa Minha Vida, a transposição e o projeto da rede de água e esgoto", informou Mosquini.

GERAL | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:24:00

Em parceria com o DER, Semob asfalta parte da Rua da Beira

Ainda na quinta-feira, 21, a equipe fará a imprimação da via e na próxima semana a massa asfáltica será aplicada.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:22:00

Conselho Administrativo de Defesa Econômica não pode usar interceptação de comunicação telefônica como prova em processo administrativo

Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 09:19:00

Executiva do PT condena a corrupção na prefeitura de Cacoal, mas silencia sobre Padre Franco

Lamenta-se que o partido não tenha adotado a mesma postura com relação ao ex-prefeito Roberto Sobrinho.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com