18/04/2012 - 16h32min - Atualizado em 18/04/2012 - 16h32min

Ex-secretária-adjunta de Saúde do Governo Cahulla se diz marcada para morrer

Ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo. Assista o vídeo.

Tudorondonia

 

Porto Velho, Rondônia - “Meus amigos, na vida tem momento para tudo. Tem momento em que a gente tem que chorar e tem momento para sorrir. Esse é o momento de eu chorar. Estou aqui para pedir proteção à minha vida porque hoje sou uma mulher aos 42 anos marcada para morrer precocemente sem concluir meus projetos e sem criar minhas filhas”.

Assim começa um depoimento em vídeo postado na Internet, onde a ex-assessora técnica e ex-secretária-adjunta da Saúde nos governos Cassol e Cahulla, Josefa Nunes Ramos, de 42 anos, explica que há um grupo interessado em seu silêncio e outro querendo que ela fale. Os bens dela estão indisponíveis porque ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo (PTB-Porto Velho).

No vídeo, Josefa Ramos conta que apesar de haver decisão judicial determinando que nada mais fosse pago, a Reflexo recebeu o dinheiro porque havia uma decisão de governo. “Eu não depositei R$ 6 milhões na conta de Valter Araújo. O dinheiro público anda por um sistema. Ele (o dinheiro) saiu na Secretaria da Fazenda Pública e caiu no sistema de pagamento da Secretaria de Estado da Saúde. O secretário fez uma ordem bancária, que foi para o Banco do Brasil e foi paga”, contou.

Ela explicou que o processo tem assinatura de representantes de todos os órgãos capazes de validar um processo administrativo. Acrescentou que o processo foi instruído e que houve um realinhamento de preços autorizado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Detalhou, ainda, que tudo foi publicado em Diário Oficial e que foi feito um acordo de governo, para que em vez de ser pago R$ 23 milhões através de um realinhamento de preços, fosse pago R$ 2 milhões em duas parcelas.

“Foi uma decisão de governo. Se ele (o deputado Valter Araújo) praticava tráfico de influencia, se ele cometeu o crime que dizem que cometeu, eu não tenho nada a ver com isso. Não tenho dinheiro para pagar banca de advogado, não tenho dinheiro para comprar a imprensa. Só tenho a minha palavra. Se eu ficar calada, dirão que faço parte do bando de Valter Araújo. Se eu falar, a sociedade vai perguntar quem foi que mandou pagar o processo, quem foi que mandou transferir o dinheiro”, contou Josefa Ramos.

Ela pede para ser ouvida pela Justiça e acusa o governo Cassol de fazer recolhimento de dinheiro para calar a boca da imprensa. “Se calavam (os veículos de comunicação, segundo ela) porque era dado grão de milho todos os meses”, afirmou. Em seguida, Josefa Ramos contou que foi envolvida, segundo ela, injustamente na Operação Termópilas, em que o presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, foi preso.

A ex-secretária-adjunta da Sesau alegou, ainda, que em outubro de 2010 o então deputado Amauri dos Santos (PMDB-Jaru) teria ido ao gabinete dela e dito que se o processo fosse pago à empresa Reflexo, ela seria envolvida em uma trama que já estaria planejada e com uma liminar pronta. Josefa Ramos disse, ainda, que Amauri foi ao gabinete para intimidá-la.

Ela afirma que está denunciando o crime organizado em Rondônia, coisa que compete ao Ministério Público. Alegou, também, que aconselhou a não pagar (o processo), porque sabia que se envolveria em uma situação na qual se prejudicaria muito, porque ficaria sem direito a apresentar defesa.

“(Essa situação) Envolve o deputado foragido Valter Araújo. Eu não tenho nenhuma ligação com ele. O que fiz foi o mesmo procedimento que adotei em mais de 20 mil processos. Dei despachos e assinei. O processo foi pago porque não caberia a mim impedir de pagar. A liminar determinava que não fosse paga a segunda parte do processo, mas houve uma decisão de governo para que fosse paga”, acrescentou Josefa Ramos.

O processo tramita na Primeira Vara da Fazenda Pública sob o número 001054, de 29/11/2011, envolvendo o ex-secretário de Estado da Saúde, Milton Moreira, a empresa Reflexo e Josefa Nunes Ramos. “Posso até estar morta amanhã, mas minhas filhas não se envergonharão de mim. A sociedade não se envergonhará de mim”, destacou.

Nilton Salina

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 31/07/2015 ás 16:18:00

PCdoB fará reuniões com diretórios municipais visando eleições 2016

O secretário de Organização e Comunicação da sigla comunista, Francisco Batista Pantera, falou das pretensões do partido para o próximo ano e como seus membros devem se organizar a fim de eleger pelo menos 50 vereadores nos municípios de Rondônia

POLíTICA | matéria escrita em 31/07/2015 ás 12:53:00

Nota de Esclarecimento – Vereador Márcio Pacele

Ao contrário do que foi dito, o vereador jamais participou de qualquer reunião com o prefeito Mauro Nazif (PSB) para tratar sobre a CPI do Cachê.

POLíTICA | matéria escrita em 31/07/2015 ás 12:15:00

Nota de Esclarecimento – Vereador Eduardo Rodrigues desmente encontro com prefeito

No texto apresentado pelo jornalista Valdemir Caldas intitulado “Nazif se reúne com aliados e decidem engavetar a CPI do Cachê”, cabe dizer que o vereador Eduardo Rodrigues não participou de nenhum encontro com o prefeito para tratar sobre a CPI dos Shows

GERAL | matéria escrita em 31/07/2015 ás 11:58:00

Inadimplentes e falidas, empresas tentam ganhar contrato de saneamento de Porto Velho no "TAPETÃO"

A licitação foi aberta no dia 15 de maio deste ano pela Superintendência de Compras e Licitações de Rondônia (Supel).

GERAL | matéria escrita em 31/07/2015 ás 11:51:00

Conselheiro José Batista de Lima morreu nesta quinta-feira em Porto Velho. Corpo será sepultado às 16 horas

O sepultamento ocorre nesta sexta-feira (31), às 16 horas, no Cemitério Recanto da Paz, em frente ao campus da Universidade Federal de Rondônia (Unir).

GERAL | matéria escrita em 31/07/2015 ás 11:16:00

RONDÔNIA: A EDUCAÇÃO QUE CONFÚCIO ACABOU...

FRANCISCO XAVIER GOMES

POLíTICA | matéria escrita em 31/07/2015 ás 11:14:00

Confúcio Moura diz que governadores querem contribuir com ajustes para superar crise

Segundo Confúcio Moura, a presidente Dilma apresentou preocupações, mas, ao mesmo tempo, está animada em vencer esta crise de turbulência econômica e política.

GERAL | matéria escrita em 31/07/2015 ás 11:09:00

Sintero cobra solução para a falta de professores e pede audiência no MP para discutir a superlotação de salas de aula

O Sintero vem recebendo muitas denúncias de que várias turmas estão sendo juntadas em uma sala como medida paliativa adotada pela Seduc para solucionar temporariamente o problema da falta de professores.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 31/07/2015 ás 09:53:00

OAB e CEF promovem o Seminário “Debatendo o Novo CPC” na semana do Advogado

O evento inicia a programação alusiva ao Dia do Advogado, comemorado no dia 11 de agosto, e objetiva promover o congraçamento da classe por meio do seminário de atualização profissional.

POLíTICA | matéria escrita em 31/07/2015 ás 09:51:00

Nazif se reúne com aliados e decidem engavetar a CPI do Cachê

Valdemir Caldas

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 31/07/2015 ás 09:46:00

JUSTIÇA FEDERAL MANDA EFETIVAR TRANSPOSIÇÃO DOS SERVIDORES – APOSENTADOS E PENSIONISTAS. ADMITIDOS ATÉ 1991. Autos nº 6099-83-2013-4.01.4100. 1ª Vara Federal. Decisão Publicada em 30 de julho de 2015

Os Advogados Hélio Vieira e Zênia Cernov afirmaram que a União também foi condenada a proceder o enquadramento na folha do governo federal e ao pagamento dos retroativos desde o dia 12/11/2009, data da promulgação da Emenda Constitucional nº 60.

GERAL | matéria escrita em 30/07/2015 ás 11:37:00

Campanha Sobreviventes tem a adesão do Ministério Público de Rondônia

Vítimas sequeladas dos acidentes serão mostradas em depoimentos, como um apelo a favor da paz nas ruas.

GERAL | matéria escrita em 30/07/2015 ás 11:33:00

Governo de Rondônia sorteia mais 3.046 unidades em seis empreendimentos habitacionais

A Seas reserva cota de 92 unidades destinadas a pessoas idosas ou com deficiências físicas.

POLíTICA | matéria escrita em 30/07/2015 ás 11:28:00

Léo Moraes cobra reforço de patrulhamento policial no Espaço Alternativo

Segundo Léo Moraes, o lugar é alvo de constantes assaltos a mão armada, furto a veículos, consumo de drogas entre outros crimes.

POLíTICA | matéria escrita em 30/07/2015 ás 10:23:00

Prefeitura em parceria com o MPT garante direitos dos trabalhadores do transporte coletivo

O acordo foi firmado em audiência na 7ª Vara do Trabalho, após ações impetradas tanto pela PGM quanto pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com