18/04/2012 - 16h32min - Atualizado em 18/04/2012 - 16h32min

Ex-secretária-adjunta de Saúde do Governo Cahulla se diz marcada para morrer

Ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo. Assista o vídeo.

Tudorondonia

 

Porto Velho, Rondônia - “Meus amigos, na vida tem momento para tudo. Tem momento em que a gente tem que chorar e tem momento para sorrir. Esse é o momento de eu chorar. Estou aqui para pedir proteção à minha vida porque hoje sou uma mulher aos 42 anos marcada para morrer precocemente sem concluir meus projetos e sem criar minhas filhas”.

Assim começa um depoimento em vídeo postado na Internet, onde a ex-assessora técnica e ex-secretária-adjunta da Saúde nos governos Cassol e Cahulla, Josefa Nunes Ramos, de 42 anos, explica que há um grupo interessado em seu silêncio e outro querendo que ela fale. Os bens dela estão indisponíveis porque ela é acusada de ter participado do pagamento de R$ 2 milhões à empresa Reflexo, que seria do deputado Valter Araújo (PTB-Porto Velho).

No vídeo, Josefa Ramos conta que apesar de haver decisão judicial determinando que nada mais fosse pago, a Reflexo recebeu o dinheiro porque havia uma decisão de governo. “Eu não depositei R$ 6 milhões na conta de Valter Araújo. O dinheiro público anda por um sistema. Ele (o dinheiro) saiu na Secretaria da Fazenda Pública e caiu no sistema de pagamento da Secretaria de Estado da Saúde. O secretário fez uma ordem bancária, que foi para o Banco do Brasil e foi paga”, contou.

Ela explicou que o processo tem assinatura de representantes de todos os órgãos capazes de validar um processo administrativo. Acrescentou que o processo foi instruído e que houve um realinhamento de preços autorizado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Detalhou, ainda, que tudo foi publicado em Diário Oficial e que foi feito um acordo de governo, para que em vez de ser pago R$ 23 milhões através de um realinhamento de preços, fosse pago R$ 2 milhões em duas parcelas.

“Foi uma decisão de governo. Se ele (o deputado Valter Araújo) praticava tráfico de influencia, se ele cometeu o crime que dizem que cometeu, eu não tenho nada a ver com isso. Não tenho dinheiro para pagar banca de advogado, não tenho dinheiro para comprar a imprensa. Só tenho a minha palavra. Se eu ficar calada, dirão que faço parte do bando de Valter Araújo. Se eu falar, a sociedade vai perguntar quem foi que mandou pagar o processo, quem foi que mandou transferir o dinheiro”, contou Josefa Ramos.

Ela pede para ser ouvida pela Justiça e acusa o governo Cassol de fazer recolhimento de dinheiro para calar a boca da imprensa. “Se calavam (os veículos de comunicação, segundo ela) porque era dado grão de milho todos os meses”, afirmou. Em seguida, Josefa Ramos contou que foi envolvida, segundo ela, injustamente na Operação Termópilas, em que o presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, foi preso.

A ex-secretária-adjunta da Sesau alegou, ainda, que em outubro de 2010 o então deputado Amauri dos Santos (PMDB-Jaru) teria ido ao gabinete dela e dito que se o processo fosse pago à empresa Reflexo, ela seria envolvida em uma trama que já estaria planejada e com uma liminar pronta. Josefa Ramos disse, ainda, que Amauri foi ao gabinete para intimidá-la.

Ela afirma que está denunciando o crime organizado em Rondônia, coisa que compete ao Ministério Público. Alegou, também, que aconselhou a não pagar (o processo), porque sabia que se envolveria em uma situação na qual se prejudicaria muito, porque ficaria sem direito a apresentar defesa.

“(Essa situação) Envolve o deputado foragido Valter Araújo. Eu não tenho nenhuma ligação com ele. O que fiz foi o mesmo procedimento que adotei em mais de 20 mil processos. Dei despachos e assinei. O processo foi pago porque não caberia a mim impedir de pagar. A liminar determinava que não fosse paga a segunda parte do processo, mas houve uma decisão de governo para que fosse paga”, acrescentou Josefa Ramos.

O processo tramita na Primeira Vara da Fazenda Pública sob o número 001054, de 29/11/2011, envolvendo o ex-secretário de Estado da Saúde, Milton Moreira, a empresa Reflexo e Josefa Nunes Ramos. “Posso até estar morta amanhã, mas minhas filhas não se envergonharão de mim. A sociedade não se envergonhará de mim”, destacou.

Nilton Salina

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 17/09/2014 ás 10:14:00

Pesquisa IBOPE diz que Gurgacz lidera disputa para o Senado seguido por Ivone Cassol

O Ibope realizou a pesquisa de 13 a 15 de setembro e ouviu 812 eleitores. A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 17/09/2014 ás 09:48:00

Conselho Federal atende proposição da OAB Rondônia em defesa do sigilo fiscal

Segundo Andrey Cavalcante, a prestação de informação acerca das operações financeiras dos contribuintes, sem ordem judicial, ofende o processo legal.

GERAL | matéria escrita em 17/09/2014 ás 08:08:00

Confira os gabaritos do Concurso da SESAU

As provas objetivas foram aplicadas nas cidades de Ariquemes, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Porto Velho, Rolim de Moura e Vilhena.

POLíCIA | matéria escrita em 17/09/2014 ás 07:57:00

PF faz operação Naclo nesta quarta contra o tráfico de droga envolvendo PMs em Rondônia; 13 foram presos

(Atualizada) 13 pessoas foram presas, inclusive 9 policiais militares do 5º BPM, todas acusadas de diversos crimes.

POLíTICA | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:37:00

Reeleição de Confúcio é fundamental para o desenvolvimento de Rondônia, diz Jaques Testoni

O deputado estadual reforçou o seu apoio a Confúcio Moura.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:35:00

Comarca Buritis receberá oficina de desdobramento de metas na quinta-feira

Nesta terça-feira, 16/09, na comarca de Ariquemes, foi concluída a mesma oficina que será promovida em Buritis.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:33:00

TJRO implanta PJe nos Juizados Especiais Cíveis de Porto Velho e na Turma Recursal

A partir de outubro, o sistema do PJe será instalado em todos os Juizados Especiais Cíveis e da Fazenda Pública do interior do Estado de Rondônia.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:30:00

Padrasto acusado de matar menino Joaquim continuará preso

A denúncia aponta infração ao artigo 121, parágrafo 2º, incisos II, III e IV (homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e meio que dificultou a defesa da vítima), e ao artigo 211 (ocultação de cadáver) do Código Penal.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:28:00

Corte Especial julgará se sucessão na união estável é constitucional

A inconstitucionalidade do artigo 1.790 tem sido apontada com frequência por alguns doutrinadores e magistrados.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:25:00

Ação sobre aposentadoria de mulheres policiais terá rito abreviado

O autor da ação pede a declaração de mora legislativa dos citados entes governamentais e a definição de prazo para a apresentação de projeto de lei e da edição de lei complementar ...

GERAL | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:20:00

Grupamento de Aviação do Corpo de Bombeiros tem novo comandante

Ele lembrou que todos estão sempre de prontidão para atender aos chamados e que muitas vidas foram salvas graças a este desempenho.

GERAL | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:17:00

Estudantes do Júlio Guerra já contam com salas refrigeradas

Na escola Júlio Guerra, em Ji-Paraná, o Programa Eficiência Energética refeza estrutura de energia elétrica e equipou as salas de aulas com centrais de ar condicionado.

GERAL | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:03:00

Eficiência das propriedades rurais é discutida em Ji-Paraná

Evento será realizado quarta e quinta-feira no parque de exposições Hermínio Victorelli; No ano passado evento discutiu a cadeia produtiva do gado de corte.

POLíTICA | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:09:00

Expedito comemora Ibope e diz que responsabilidade aumenta

A nova pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (16) mostrou o candidato Expedito Júnior (PSDB) com 35% das intenções de voto, o governador Confúcio Moura (PMDB) com 28% .

POLíTICA | matéria escrita em 16/09/2014 ás 19:06:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX

Segunda pesquisa IBOPE coloca Expedito em primeiro

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com