24/04/2012 - 09h47min - Atualizado em 24/04/2012 - 09h47min

Governo e comissão do Ministério da Saúde definem estratégia de ações

O representante direto do Ministério da Saúde (MS), o secretário-adjunto Adriano Massuda

Após dois dias de intensas visitas aos hospitais e unidades públicas de saúde de Porto Velho, a comitiva do Ministério da Saúde encerrou os trabalhos com uma reunião que ocorreu na tarde de segunda-feira (23), no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na presença do governador Confúcio Moura, do secretário de estado da Saúde (Sesau), Gilvan Ramos e de representantes de saúde de todos os municípios, foram definidas as ações a serem trabalhadas para adequar as políticas voltadas à saúde da população rondoniense.

O resultado final e a elaboração do documento com todas as ações e visitas só será elaborado após as visitas que irão ocorrer em todos os municípios do Estado. Uma das principais medidas passa pelo Programa de Saúde Básica hospitalar com as boas práticas incluídas no Sistema Único de Saúde (SUS) que terá que sofrer adequações, suprindo às necessidades da população. “Em todo o Brasil o grande problema do SUS é a sua má funcionalidade. Um desperdício de dinheiro jogado pelo ralo por um sistema que pouco segue as suas reais funções. A questão é a má distribuição de recursos que precisam ser repassados às áreas realmente necessitadas”, disse o governador

O representante direto do Ministério da Saúde (MS), o secretário-adjunto Adriano Massuda, destacou que a vinda da cúpula ministério “é um fator histórico e que espera que todas as exigências e ações apontadas aconteçam em conjunto”, destacou. Massuda também reafirmou que a saúde pública de Rondônia já não está com a mesma cara como da última vez em que esteve no Estado. Ele citou melhorias no Hospital de Base, onde o Estado realiza obras como a construção de 100 leitos reservas, caso ocorra nova demanda no Hospital João Paulo II e a melhoria dos centros cirúrgicos. Dentre essas, estão ainda as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) nas zonas Sul e Leste que serão inauguradas em junho.

Adriano Massuda anunciou a vinda do programa SOS-Urgências que é uma ação estratégica do Ministério da Saúde para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A meta do governo federal juntamente com os gestores locais é promover o enfrentamento das necessidades do hospital, qualificar a gestão, o acesso aos usuários em situações de urgência, total informatização e garantir atendimento ágil, humanizando e com acolhimento aos pacientes.

“Cada detalhe na área de urgência e emergência é motivo de atenção. Nosso objetivo é identificar os gargalos que atrapalham o bom funcionamento da unidade e fazer com que o atendimento seja feito de maneira mais humanizada e rápida”, explicou ele.

Para Adriano Massuda, o grande gargalo é a falta de “interligação das redes, que de acordo com ele precisam ter planos definidos, saber o que realmente querem”. Segundo o representante do Ministério da Saúde, a palavra chave é adequação. Tanto que o secretário-adjunto informou os novos projetos do governo do Estado em parceria com o MS, como a construção das UPAs que serão erguidas em Ariquemes, Ji-Paraná, Rolim de Moura e Vilhena.

Ao mesmo tempo em que ocorrem as visitas pela comissão do MS em Rondônia, atividades relacionadas à área da saúde serão desenvolvidas em breve. Um exemplo são as oficinas que debaterão o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PEMAQ-AB) entre os 20 municípios do Estado que aderiram ao benefício do governo federal. A atividade acontece nesta terça e quarta-feira (24 e 25), em Cacoal.

O PEMAQ-AB procura ampliar a capacidade das gestão nas esferas federal, estaduais e municipais, além de levar as equipes de Atenção Básica a ofertarem serviços que assegurem maior acesso e qualidade, de acordo com as necessidades concretas da população. Na quinta e sexta-feira (25 e 26), as Redes de Apoiadores irão detalhar sobre a Rede Cegonha e o Quadro de Atenção da Saúde da Mulher.

De 7 a 11 de maio, em Porto Velho, acontece o encontro de trabalho do Programa de Pactuação de Assistência e ainda de 7 a 18, acontecem reuniões dos apoiadores gerais da rede, urgência e emergência interfederativa e apoiadores de regulação, Rede Cegonha e Rede de Atenção Psicossocial, também na capital.

O propósito do encontro é discutir as matrizes diagnósticas. O resultado será enviado em forma de relatório ao Ministério da Saúde (MS), que irá analisar as propostas e possíveis envios de recursos. Algumas equipes técnicas da Comissão do Ministério da Saúde vão continuar as vistorias em hospitais e unidades de saúde no interior do Estado. E só após a finalização de todos os trabalhos é que uma carta aberta de intenções será elaborada e enviada ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 23/11/2014 ás 13:21:00

Lava-jato

Alma penada-Deve-se evitar dizer o nome de Fernando Baiano perto de Valdir Raupp. O senador peemedebista chega a passar mal com a simples menção ao lobista, sabe-se lá por quê.

POLíTICA | matéria escrita em 23/11/2014 ás 09:36:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX

E Batista, pelo jeito, era o mais honesto. Confira a lista de secretários e ex-secretários que foram depor na PF sobre o maior escândalo de propinas da história de Rondônia.

POLíTICA | matéria escrita em 23/11/2014 ás 09:31:00

OPERAÇÃO PLATEIAS

Manhã cedo, quando foram pegar figurão de Rondônia para conduzi-lo a depor sob vara, policiais não encontraram sua mulher, que vive em outra cidade. Surpreenderam-no em outra companhia. Masculina.

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 23:03:00

Veja as fotos da identificação criminal do secretário de Finanças de Rondônia e do cunhado do governador Confúcio Moura

Os dois saõ acusados de fazer parte de uma organização criminosa comandada pelo próprio governador de Rondônia.

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 19:21:00

PF pediu a prisão de Confúcio Moura. Ministra do STJ analisa provas

Confúcio Moura é acusado pela Polícia Federal de participar de uma organização criminosa que desviou R$ 57 milhões dos cofres públicos.

GERAL | matéria escrita em 21/11/2014 ás 17:00:00

Marcus Edson é apresentado oficialmente aos membros como subdefensor geral

O subdefensor (E) Marcus Edson de Lima ao lado do defensor geral Antonio Fontoura Coimbra (D).

GERAL | matéria escrita em 21/11/2014 ás 16:58:00

Caravana da Juventude leva atividades socioeducativas a jovens apenados

O coordenador da CMPPJ, Bruno Eduardo, explicou que o projeto Caravana da Juventude é uma iniciativa recente, que deve ainda se desenvolver bastante ao longo do próximo ano.

GERAL | matéria escrita em 21/11/2014 ás 16:52:00

I Fórum sobre a Saúde do Homem em Porto Velho integrou ações do novembro azul

O evento contou ainda com a participação do psicólogo Antônio Neto, que trabalha no Núcleo de Atenção à Saúde da Família da zona sul.

GERAL | matéria escrita em 21/11/2014 ás 15:24:00

Fhemeron abre neste sábado em parceria com a Igreja Adventista

Essa é a quarta edição da campanha de doação de sangue, mobilizada pela comunidade adventista de Porto Velho e região, em parceria com o hemocentro.

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 13:44:00

As duas eleições do governador estão comprometidas por crime eleitoral e outras práticas delituosas, afirma presidente da Assembleia

Diante das denúncias de corrupção, Hermínio levanta dúvidas sobre a diplomação e posse de Confúcio para um novo mandato e até sobre a conclusão do mandato atual.

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 13:46:00

Resenha política

Robson Oliveira

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 13:38:00

“Confúcio Moura é mentiroso, corrupto e o verdadeiro chefe da Organização Criminosa instalada no Governo Estadual”, diz Hermínio Coelho

Para o presidente da Assembleia, o governador Confúcio Moura "é um assaltante de alta periculosidade e chefia a organização criminosa, que tem como gestor seu próprio cunhado".

POLíTICA | matéria escrita em 21/11/2014 ás 13:36:00

Assembleia Legislativa recebe representação que pede afastamento do governador

O documento foi entregue ao presidente da Casa, deputado Hermínio Coelho, que segundo o regimento interno, tem 10 dias para fazer a tramitação.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com