10/02/2012 - 17h39min - Atualizado em 10/02/2012 - 17h39min

Governo tem até segunda para contestar ação de isonomia

Processo tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública e consiste no direito do servidor em obter um tratamento isonomico, visto que todo trabalhador que possui o mesmo empregador.

O Governo tem até a próxima segunda-feira, dia 13, para contestar ação de isonomia defendida pelo Sindicato dos Servidores do Poder Executivo (Sintraer) em benefício dos servidores públicos.  O processo tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública e consiste no direito do servidor em obter um tratamento isonomico, visto que todo trabalhador que possui o mesmo empregador, que desenvolva funções e atividades semelhantes receberem o salario no mesmo patamar, “ respeitadas somente as diferenças de antiguidade (tempo de serviço) e as vantagens pessoais adquiridas, como anuênio, quintos.

De acordo com o sindicalista Paulo Duran, em julho de 2010 o Estado editou a LC 580/2010, que alterou o PCCS (LC 413/2007), dos servidores da Sejus, criando diversos cargos e funções iguais as de outras Secretarias (Sesau, Sead, Seduc, etc.) , como as funções de médico, administrador, contador, engenheiro civil, advogado (nível superior), agente em atividade administrativa técnico em informática, técnico em enfermagem, motorista (nível médio), e auxiliar de farmácia, auxiliar de serviços gerais, auxiliar de dentista (nível fundamental).

“Entretanto estas novas vagas criadas, foram com salário base superior ao que o Estado pagava aos servidores de outras Secretarias, a exemplo podemos citar que um auxiliar de servições gerais com mais de 25 anos de serviço público recebam o salario base proximo de R$ 400,00 quanto o servidor recem contratado pelo Estado através da SEJUS que exerce a função de auxiliar de serviçõs gerais recebem o salario base inicial da carreira no valor de R$ 648,00 (hoje)”, explicou.

Outro exemplo citado pelo sindicalista  é o de administrador lotado na Sead com mais de 25  anos de serviço. “Ele recebe hoje o salário base de R$ 1.241,42 sendo que o Estado pago ao mesmo cargo de Administrador na SEJUS em inicio de carreira o salario base de R$ 2.700,00”.

A diferença torna-se ainda mais gritante, explicou ele, se for colocado o direito a progressão funcional do servidor (administrador) com 25 (vinte e cinco) anos de carreira no Estado passaria a ter o direito a recer um salário de R$ 3.593,70 - ou seja o servidor (administrador) da Sead com mais de 25 (vinte e cinco) anos de serviço estaria recebendo hoje quase 03 (três) vezes – somente de salário base, tendo ainda o direito de ter mantida as demais vantagens pessoais (adicional  tempo de serviço, quintos, anuênio).

“O direito de isonomia é garantia constitucional, desde que tenhamos o mesmo empregador e as funções e atividades sejam iguais, não há justificativas para ser pago salário base diferentes, a não ser por questões de tempo de serviço (progressão  funcional) e pelas vantagens pessoais que o servidor passa a adquirir ao longo do tempo trabalhado (vantagens pessoais)”.

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíCIA | matéria escrita em 18/12/2014 ás 10:26:00

Investigado como chefe de quadrilha, Confúcio anuncia nomes de futuros secretários. CONFIRA

A relação anunciada pelo governador Confúcio Moura não trouxe nenhum nome de expressão.

GERAL | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:53:00

Confúcio garante honrar compromisso firmado com a Defensoria

O governador se comprometeu também a enviar à Assembleia Legislativa proposta de lei autorizativa para abrir financiamento por meio do PMAE/BNDEs em favor da Defensoria Pública.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:26:00

Aprovada aposentadoria especial para servidores portadores de deficiência

— Esse projeto oferece uma solução definitiva de equidade, já que todos os do Regime Geral já tinham esse benefício e o projeto traz isonomia para colocar fim a uma discriminação.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:24:00

Novo Código de Processo Civil vai à sanção

A chamada penhora on-line, que leva esse nome porque os juízes podem usar sistema de integração bancária para agilizar o procedimento, já é amparada pelo código vigente...

POLíTICA | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:21:00

Parlamentares e ministros do STF receberão subsídio de R$ 33.763

O aumento para os ministros do STF eleva o teto salarial do funcionalismo público brasileiro, que, por lei, é fixado como idêntico ao subsídio dos ministros.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:19:00

STJ acolhe pleito da OAB: processos com vista retornarão em 60 dias

Segundo o presidente do STJ, ministro Francisco Falcão, a medida inibirá o pedido de vistas, que só será feito agora quando houver grande dúvida ou em uma matéria extremamente importante.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:15:00

Procurador que fez comentários racistas em site de jornal não consegue suspender ação penal

No recurso em habeas corpus interposto no STJ, o procurador, que atua em causa própria, alegou que a acusação não deveria ser pelo crime de racismo, mas de injúria racial.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:12:00

Estado não é obrigado a fornecer medicamento a paciente com boa condição financeira

Não se trata de pessoa carente, uma vez que as condições financeiras do enfermo, possuidor de vários bens e elevadas aplicações financeiras, são mais do que o bastante para a aquisição.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 18/12/2014 ás 09:10:00

STF decide que processos penais em curso não podem ser considerados maus antecedentes

No recurso se discutia a possibilidade de considerar como maus antecedentes, para fins de dosimetria da pena, a existência de procedimentos criminais em andamento contra o sentenciado.

POLíTICA | matéria escrita em 17/12/2014 ás 17:48:00

Assembleia abre período de sessões extraordinárias e Hermínio Coelho alerta servidores para projetos polêmicos

"...porque estão aqui verdadeiras maldades contra o funcionalismo público. Esse governo já tirou dinheiro de todos os cantos e, agora, quer mexer nos fundos para manuseá-los da maneira como quise".

POLíTICA | matéria escrita em 17/12/2014 ás 17:46:00

Uso de carro oficial fora do expediente normal constitui ato de improbidade administrativa

Valdemir Caldas

GERAL | matéria escrita em 17/12/2014 ás 17:43:00

Programa “Adote uma Praça” é apresentado à Câmara de Dirigentes Lojistas

O presidente da CDL, Edson Gazoni, elogiou o Adote uma Praça e reconheceu a necessidade de iniciativas como essa serem adotadas na cidade.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 17/12/2014 ás 17:41:00

STJ atende OAB e federaliza crime contra os direitos humanos

Pela terceira vez na história o STJ aceita o Incidente de Deslocamento de Competência em casos envolvendo direitos humanos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 17/12/2014 ás 17:39:00

Novas sociedades de advogados podem solicitar o Simples na inscrição

As novas sociedades não precisam se preocupar com os prazos para as sociedades já existentes.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com