/ geral / greve

19/09/2012 - 08h22min - Atualizado em 19/09/2012 - 08h22min

Greve é deflagrada no Sistema Penitenciário de Rondônia

Em reunião com a Diretoria do Singeperon, realizada no mesmo dia, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho, declarou o apoio incondicional aos servidores.

ASCOM - SINGEPERON


Paralisação começa a valer a partir de sábado (22). PCCR, carteira funcional com porte de arma, cumprimento de ordens judiciais em ações já ganhas pelo Singeperon, pagamento de adicionais de insalubridade e periculosidade e melhores condições de trabalho são as principais reivindicações.
Os servidores do Sistema Penitenciário e Socioeducativo de Rondônia deflagraram greve em todo o estado nesta terça-feira (29). A decisão foi tomada por unanimidade em Assembleia Geral Extraordinária realizada na sede Social do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Socioeducadores, Técnicos Penitenciários e Agentes Administrativos Penitenciários do Estado de Rondônia (Singeperon). Com a decisão, a paralisação iniciará de fato no sábado (22), em cumprimento ao prazo legal de 72 horas.

Os filiados disseram um basta ao descaso apresentado pelo Governo Confúcio Moura com os anseios da categoria, no que se refere: ao Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração (PCCR), que deveria ser aprovado com prioridade dentre outras categorias do funcionalismo público; entrega da Carteira Funcional com o respectivo porte de arma para os agentes penitenciários, conforme previsão em lei; pagamento do adicional de insalubridade e periculosidade; cumprimento de decisões judiciais em ações já ganhas pelo Singeperon, a exemplo do URV e risco de vida; e melhores condições de trabalho nas unidades prisionais, socioeducativas e órgãos onde existam servidores lotados e exercendo a função.

De acordo com o presidente do Singeperon, Anderson Pereira, a situação da maioria dos presídios e centros socioeducativos de Rondônia é lastimável. “São paredes caindo, coletes de proteção vencidos, depredação do sistema elétrico e hidráulico, viaturas sucateadas, falta de armamento, munição e de pessoal”, revelou.

Na pauta de reivindicações de greve, os filiados exigem também a saída dos secretários da Secretaria de Estado de Justiça, Fernando Oliveira (titular) e Zaqueu Vieira (adjunto), considerando que os mesmos não têm tomado as ações efetivas para garantir os direitos garantidos em lei para os servidores da pasta. Também está previsto na pauta o abono das possíveis faltas advindas da greve, bem como não ser aplicada qualquer sanção ou retaliação de ordem administrativa ou judicial.

Durante a assembleia, Anderson explicou que o diálogo junto ao Governo tem sido pouco efetivo para resolver os problemas dos servidores da Sejus. “Nos reunimos diversas vezes com os secretários no Gabinete, mas somente promessas nos são ditas. Estamos cansados de tanta enrolação. Os servidores e a segurança pública merecem respeito”, disse indignado.

Anderson disse que a situação financeira do estado não é desculpa para o cumprimento das pautas das categorias. “Muito do que pedimos já está garantido em lei e não onera os cofres públicos, como é o caso da entrega das carteiras funcionais, em cumprimento ao Estatuto do Desarmamento”, destacou.

Quanto aos auxílios já conquistados pelos servidores, o sindicalista falou da fragilidade do pagamento dos mesmos, pois podem ser retirados pela Administração a qualquer momento. “Somente a incorporação desses auxílios nos vencimentos resolverá o problema e garantirá que o servidor leve esse benefício para a sua aposentadoria”, explicou

“Em compromisso firmado com o Governo em 2011 já havia a ciência do mesmo que haveria a realização da greve com início em 01/10/2011, caso houvesse o descumprimento do acordo. E houve faz tempo, mas a categoria vem sistematicamente e pacientemente pleiteando e se submetendo a novos prazos e desculpas evasivas por parte do secretário de Justiça”, revelou o presidente do Singeperon.

Com o início da greve neste sábado, a visitação de familiares de apenados poderá ser prejudicada. Somente os serviços essenciais serão mantidos nas unidades prisionais e socioeducativas, por exemplo refeições, procedimentos médicos de urgência e emergência. A categoria irá manter os 30% de efetivo, conforme previsto legalmente.

Já o recebimento de presos das delegacias, escoltas aos Fóruns, atendimento a advogado, banho de sol, atividades laborais e escolares serão paralisados, conforme deliberado na Assembleia.

Apoio do Poder Legislativo Em reunião com a Diretoria do Singeperon, realizada no mesmo dia, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho, declarou o apoio incondicional aos servidores da Sejus, sendo deflagrada ou não à greve.

“Não votaremos em nenhum projeto de lei que venha a prejudicar o servidor. É política irrenunciável da Assembleia Legislativa a valorização do funcionalismo público”, destacou Hermínio.

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:55:00

Nilton Capixaba participa de culto em homenagem à mulher na Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, participou e enalteceu a importância do papel da mulher na família, na política e principalmente para o desenvolvimento do país.

GERAL | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:48:00

Prefeito faz vistoria na obra de implantação da rede de drenagem pluvial no bairro Marcos Freire

Após o estudo topográfico da região onde estão localizadas as onze ruas que receberão a rede de drenagem pluvial, a empresa responsável pelo serviço iniciou a fase de escavação.

GERAL | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:41:00

BASA quer triplicar crédito para assentados de Rondônia

O Incra participa do Pronaf também no processo de emissão de Declaração de Aptidão ao Pronaf- DAP, documento que credencia o acesso ao crédito.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:36:00

Vai a sanção pena de até 30 anos para assassinato de mulheres

Define feminicídio como o assassinato de mulher em razão de gênero, assim considerada quando o crime envolver violência doméstica ou familiar e menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

GERAL | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:31:00

CRMV-RO alerta sociedade sobre adaptação de estabelecimentos veterinários

Outros estabelecimentos, inclusive no interior do estado, também já estão recebendo a visita dos fiscais para que se adéqüem às duas Resoluções.

GERAL | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:29:00

União trava R$ 736 milhões de obras municipais em Rondônia e preocupa prefeitos

Segundo a Arom, o total de Restos a Pagar não processados é de R$ 663 milhões.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:24:00

CNJ veta advocacia indireta por parente de magistrado

O plenário do CNJ deliberou a matéria nesta terça-feira (3), durante a 203ª Sessão Ordinária.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:21:00

Conheça os cursos oferecidos pela Escola Nacional de Advocacia em 2015

Os novos cursos de pós-graduação da Escola Nacional de Advocacia terão como foco a advocacia eleitoral, direito imobiliário e urbanístico, direito do trabalho e previdenciário e direito processual civil à luz do Novo CPC.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:19:00

Plenário do CNJ aprova recomendação sobre uso exclusivo dos sistemas eletrônicos

A proposta de recomendação, que foi aprovada previamente pela Comissão Permanente de Tecnologia da Informação e Infraestrutura do CNJ, tem o objetivo de reduzir ou eliminar o envio de ofícios de papel.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:15:00

Conselho ratifica liminar que define o reajuste automático de remuneração para a magistratura estadual

Para Gilberto Valente Martins, a medida é fundamental por dois motivos: garante a remuneração correta e unificada para toda magistratura e limita o teto remuneratório, como a Constituição Federal prevê, evitando ingerências políticas.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:12:00

STF extigue punibilidade de José Genoino por cumprimento de requisitos para indulto

Ele recebeu indulto da presidente Dilma.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/03/2015 ás 19:06:00

Justiça determina pagamento imediato de salários atrasados a professores da ULBRA

Ainda intimou a Faculdade para cumprimento imediato da decisão, sob pena de multa diária no valor de R$ 1.000,00, limitados a R$ 100.000,00, que será revertida em favor dos substituídos.

POLíTICA | matéria escrita em 04/03/2015 ás 18:52:00

Laerte cobra mais ação do Governo em favor dos agricultores

Deputado lê carta que recebeu de um proprietário de agroindústria descontente com o Governo.

POLíTICA | matéria escrita em 04/03/2015 ás 18:47:00

Leo Moraes diz que falta gestão na Prefeitura de Porto Velho

Termos de compromissos foram rescindidos e a capital perdeu R$ 151 milhões nos últimos anos.

POLíTICA | matéria escrita em 04/03/2015 ás 18:44:00

Deputado Lazinho da Fetagro repudia prisão de sindicalista em Rondônia

Deputado afirma que bandido aguarda julgamento em liberdade, enquanto trabalhador é preso.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com