20/01/2014 - 08h48min - Atualizado em 20/01/2014 - 08h48min

Mantido sequestro de valores do Estado de Rondônia para tratamento de saúde

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido .

A Justiça rondoniense, por meio do desembargador Eurico Montenegro Júnior, que compõe a 1ª Câmara Especial do TJRO, negou provimento ao agravo de instrumento interposto pelo Estado de Rondônia, no qual se pretendia suspender o sequestro de R$ 22.554,17 e R$ 304,17, que servirão para custear o fornecimento de passagens de ida e volta a uma paciente, para fins de tratamento de saúde, e seu acompanhante, além da ajuda de custo. O despacho foi publicado no Diário da Justiça desta sexta-feira, 17 de janeiro de 2014.

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido sem a sua oitiva ou sem que lhe fosse permitido providenciar o solicitado. Além disso, sustentou a impossibilidade da adoção da medida quando não demonstrado o descumprimento da ordem judicial.

Em seu despacho, o desembargador Eurico Montenegro disse que não existem motivos para autorizar a suspensão da decisão, pois o direito à saúde é um direito fundamental, além de ser dever do Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. De acordo com o decano do TJRO, em 4 de setembro de 2013, o Juízo em questão deferiu medida liminar para que o agravante, em até 10 dias, providenciasse a realização do procedimento adequado, adotando as providências necessárias, inclusive tratamento fora do domicílio, sob pena de bloqueio de valores do Estado, sem prejuízo da adoção de outras medidas. Como não houve o cumprimento daquilo que foi determinado, o sequestro foi efetuado em 12 de novembro de 2013.

Dito isso, Eurico Montenegro pontuou ainda que, em prol de um bem maior que é a vida, "tenho por relevantes os motivos apresentados pelo Juiz, em razão do estado de necessidade do impetrante, que é portadora Arritmia Complexa Sintomática e necessita urgente de fazer o exame Estudo Eletrofisiológico (EEF), devido a extensão e gravidade da doença, sob o risco de síncope e óbito".


Agravo de instrumento n. 0000210-77.2014.8.22.0000

Assessoria de Comunicação Institucional

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 07:24:00

Abertura do Mês da Mulher no Judiciário de RO será em Ji-Paraná

O simpósio “Paz em Casa” será realizado no auditório do SEJUSC.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 07:21:00

Escritório Digital, plataforma integrada do PJe, entra em teste

O projeto está sendo desenvolvido desde dezembro em parceria entre as duas instituições. Na reunião de quinta-feira (26), foi apresentado o protótipo da plataforma.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 07:19:00

OAB lança campanha em defesa do Exame de Ordem

Leia, abaixo, o texto da campanha pela manutenção do Exame de Ordem, elaborado pela diretoria nacional da OAB.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 07:13:00

Com avanços para a advocacia pública, novo Código de Processo Civil foi para sanção presidencial

Uma alteração importante no texto do código obtida pelo grupo de trabalho da AGU, por exemplo, é a que diz respeito ao pagamento de honorários advocatícios.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 07:11:00

Cooperativa é condenada por usar extratos bancários de empregado como prova na JT

Em 2008, a cooperativa juntou os extratos bancários do trabalhador em uma reclamação trabalhista com o objetivo de comprovar o pagamento de despesas com a utilização de veículo particular em serviço.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 28/02/2015 ás 06:09:00

Universalizar o processo eletrônico - Pedro Cardoso da Costa

Não existe processo de transformação ou de inovação que não seja lento, não traga incertezas e não tenha muita resistência no início, seja sutil ou deliberada.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/02/2015 ás 17:35:00

STF volta a analisar pensão vitalícia para ex-governadores

Tramitam no STF pelo menos outras nove ações direitas de inconstitucionalidade sobre o mesmo tema,inclusive referente a Rondônia.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/02/2015 ás 14:52:00

Exames da Ordem

Por Andrey Cavalcante

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/02/2015 ás 07:34:00

Condenado por latrocínio terá de cumprir 21 anos de reclusão

Bandidos mataram para roubar.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/02/2015 ás 06:45:00

Ex-deputado consegue suspender, temporariamente, penhora da Fazenda Três Capelas

Penhora do hotel fazenda foi determinada pelo juízo da 2a Vara da Fazenda Pública de Porto Velho como forma de ressarcir o erário dos prejuízos causados no esquema das passagens aéreas na Assembleia Legislativa.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com