20/01/2014 - 08h48min - Atualizado em 20/01/2014 - 08h48min

Mantido sequestro de valores do Estado de Rondônia para tratamento de saúde

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido .

A Justiça rondoniense, por meio do desembargador Eurico Montenegro Júnior, que compõe a 1ª Câmara Especial do TJRO, negou provimento ao agravo de instrumento interposto pelo Estado de Rondônia, no qual se pretendia suspender o sequestro de R$ 22.554,17 e R$ 304,17, que servirão para custear o fornecimento de passagens de ida e volta a uma paciente, para fins de tratamento de saúde, e seu acompanhante, além da ajuda de custo. O despacho foi publicado no Diário da Justiça desta sexta-feira, 17 de janeiro de 2014.

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido sem a sua oitiva ou sem que lhe fosse permitido providenciar o solicitado. Além disso, sustentou a impossibilidade da adoção da medida quando não demonstrado o descumprimento da ordem judicial.

Em seu despacho, o desembargador Eurico Montenegro disse que não existem motivos para autorizar a suspensão da decisão, pois o direito à saúde é um direito fundamental, além de ser dever do Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. De acordo com o decano do TJRO, em 4 de setembro de 2013, o Juízo em questão deferiu medida liminar para que o agravante, em até 10 dias, providenciasse a realização do procedimento adequado, adotando as providências necessárias, inclusive tratamento fora do domicílio, sob pena de bloqueio de valores do Estado, sem prejuízo da adoção de outras medidas. Como não houve o cumprimento daquilo que foi determinado, o sequestro foi efetuado em 12 de novembro de 2013.

Dito isso, Eurico Montenegro pontuou ainda que, em prol de um bem maior que é a vida, "tenho por relevantes os motivos apresentados pelo Juiz, em razão do estado de necessidade do impetrante, que é portadora Arritmia Complexa Sintomática e necessita urgente de fazer o exame Estudo Eletrofisiológico (EEF), devido a extensão e gravidade da doença, sob o risco de síncope e óbito".


Agravo de instrumento n. 0000210-77.2014.8.22.0000

Assessoria de Comunicação Institucional

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 20:05:00

Presidente da Ameron participa do projeto Tarde de Diálogos da Biblioteca Municipal de Porto Velho

Durante o evento, o juiz Francisco Borges contou toda trajetória vivida antes de chegar à carreira da magistratura, a experiência adquirida quando trabalhava na iniciativa privada, as dúvidas da juventude...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:27:00

OAB cobra aos bancos o respeito às prerrogativas

Conforme os ofícios, a prática de comunicar primeiro as partes tem causado “impacto negativo aos advogados”, pois em certas situações não houve previsão de pagamento dos honorários de modo prévio.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:24:00

CJF atende OAB e determina correção dos precatórios

Para o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, a defesa dos credores públicos é uma missão institucional da entidade.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:16:00

AGU usa Facebook para provar que beneficiada tem condições de retornar ao trabalho

As publicações feitas pela trabalhadora entre abril e julho de 2014 na rede social, contudo, são fotos de passeios em cachoeiras e acompanhadas por frases que demonstram alegria, como "não estou me aguentando de tanta felicidade", "se sentindo animada" e

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:11:00

Vale é condenada a indenizar trabalhadora atacada por onça em reserva de Carajás

Em processo distinto, a colega da trabalhadora atacada pela onça também acionou a Justiça do Trabalho pedindo indenização por danos morais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:09:00

Colégio vai indenizar professor demitido sem justa causa após boato de assédio a aluna

Em decisão anterior, o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR) havia majorado o valor da indenização para R$ 100 mil, com base em prova testemunhal que confirmou que o fato que desencadeou o dano moral repercutiu negativamente.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 16:01:00

Seção uniformiza entendimento sobre sucessão em regime de comunhão parcial de bens

Segundo o ministro Raul Araújo, que ficou responsável por lavrar o acórdão, o CC/02 modificou a ordem de vocação hereditária, incluindo o cônjuge como herdeiro necessário.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 15:58:00

TJRO mantém sentença condenatória do Júri e réu terá de cumprir 12 anos de reclusão

O réu, agindo com vontade de matar, fazendo uso de socos e pontapés e um pedaço de madeira, provocou lesões corporais na vítima Cláudio José de Oliveira, causando sua morte

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 15:55:00

1ª Câmara Criminal mantém na prisão homem que deu fim a caso amoroso com homicídio

Premeditadamente, o acusado, para por fim a um relacionamento amoroso, emprestou um carro de uma pessoa, foi até a residência da vítima e, sem dar oportunidade de defesa, desferiu vários golpes de faca, matando-a.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/05/2015 ás 15:50:00

Justiça nega liminar em recurso impetrado pelas empresas de ônibus

Em sua decisão, o desembargador manteve vigente o decreto do prefeito Mauro Nazif que suspendeu o contrato com as empresas de ônibus e o edital da licitação simplificada para a contratação de uma nova empresa para explorar o serviço na capital.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com