20/01/2014 - 08h48min - Atualizado em 20/01/2014 - 08h48min

Mantido sequestro de valores do Estado de Rondônia para tratamento de saúde

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido .

A Justiça rondoniense, por meio do desembargador Eurico Montenegro Júnior, que compõe a 1ª Câmara Especial do TJRO, negou provimento ao agravo de instrumento interposto pelo Estado de Rondônia, no qual se pretendia suspender o sequestro de R$ 22.554,17 e R$ 304,17, que servirão para custear o fornecimento de passagens de ida e volta a uma paciente, para fins de tratamento de saúde, e seu acompanhante, além da ajuda de custo. O despacho foi publicado no Diário da Justiça desta sexta-feira, 17 de janeiro de 2014.

O agravante (Estado) pediu a suspensão da liminar, proferida pelo Juízo da 2ª Vara da comarca de Espigão do Oeste/RO, sob o argumento de que o sequestro não poderia ter sido deferido sem a sua oitiva ou sem que lhe fosse permitido providenciar o solicitado. Além disso, sustentou a impossibilidade da adoção da medida quando não demonstrado o descumprimento da ordem judicial.

Em seu despacho, o desembargador Eurico Montenegro disse que não existem motivos para autorizar a suspensão da decisão, pois o direito à saúde é um direito fundamental, além de ser dever do Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. De acordo com o decano do TJRO, em 4 de setembro de 2013, o Juízo em questão deferiu medida liminar para que o agravante, em até 10 dias, providenciasse a realização do procedimento adequado, adotando as providências necessárias, inclusive tratamento fora do domicílio, sob pena de bloqueio de valores do Estado, sem prejuízo da adoção de outras medidas. Como não houve o cumprimento daquilo que foi determinado, o sequestro foi efetuado em 12 de novembro de 2013.

Dito isso, Eurico Montenegro pontuou ainda que, em prol de um bem maior que é a vida, "tenho por relevantes os motivos apresentados pelo Juiz, em razão do estado de necessidade do impetrante, que é portadora Arritmia Complexa Sintomática e necessita urgente de fazer o exame Estudo Eletrofisiológico (EEF), devido a extensão e gravidade da doença, sob o risco de síncope e óbito".


Agravo de instrumento n. 0000210-77.2014.8.22.0000

Assessoria de Comunicação Institucional

Leia também:

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 11/02/2016 ás 09:36:00

Vilhena: advogado detalha concessão de liberdade a ex-secretário municipal

Serafim está sujeito a restrições legais, como comparecer mensalmente ao fórum, não sair da cidade ou mudar de endereço sem autorização prévia da Justiça...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 11/02/2016 ás 08:57:00

STF: Afastada decisão sobre devolução de verbas recebidas de boa-fé por servidores

Segundo o relator, a exigência de devolução dos valores já percebidos não pode ser realizada pelo TCU, uma vez que restou evidente a boa-fé dos servidores, o caráter alimentício dos valores recebidos e a ocorrência de errônea interpretação da lei.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 17:54:00

OAB/RO consegue liminar para suspender portaria da Receita que viola sigilo dos contribuintes

... o dispositivo da Receita viola a Constituição Federal, por ser uma invasão da intimidade e da vida privada dos cidadãos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 16:02:00

CNJ deve aprovar quatro resoluções para o novo CPC, prevê conselheiro

Entre os assuntos que deverão ser regulamentados pelo CNJ estão: penhora eletrônica; cadastro de peritos; comunicação de atos processuais eletrônicos e leilões.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 16:01:00

Prisão é exceção, não regra, defende catedrático que encerrará o 2° Fonape

Membro catedrático da Academia Brasileira de Direito Constitucional (ABDConst), Streck classificou como “extremamente relevante” o debate sobre a política de alternativas penais para o Poder Judiciário.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 15:59:00

Nova versão do sistema de peticionamento eletrônico reduz tempo para protocolar petições no STF

A última novidade é que o advogado pode acessar todas as suas petições e acompanhar outros processos de seu interesse através de apenas uma tela: seu painel de controle.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 15:58:00

Comissão de permanência pode ser cobrada no período de inadimplemento contratual

Esse entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi consolidado por meio da súmula 294.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 15:56:00

Princípio da insignificância não se aplica a contrabando de cigarros

Esse foi o entendimento adotado pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) no julgamento de recurso em habeas corpus no qual um homem, preso com 27 caixas de cigarros estrangeiros, pedia o trancamento da ação penal .

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 15:55:00

Cobrar juros antes da entrega das chaves de imóvel em construção não é abusivo

As diversas decisões da corte sobre esse tema foram disponibilizadas pela Pesquisa Pronta, ferramenta on-line do STJ criada para facilitar o trabalho de quem deseja conhecer o entendimento dos ministros em julgamentos semelhantes.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 10/02/2016 ás 15:53:00

Negócio jurídico frustrado não impede protesto de cheque

Salomão lembrou que o banco não poderia ser privado do direito de se resguardar em relação à prescrição para o ajuizamento da ação de execução, cujo prazo é interrompido com o protesto do título de crédito.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com