27/04/2012 - 18h47min - Atualizado em 27/04/2012 - 18h47min

‘Máquina de moer gente’ perde ação de R$ 111 mil na Justiça Trabalhista

A bancária foi representada pela advogada Karoline Monteiro, do Escritório Fonseca & Assis Associados.

O Bradesco, um dos bancos mais ricos do continente, foi mais uma vez derrotado na Justiça Trabalhista local por uma trabalhadora demitida injustamente e que estava gozando de estabilidade provisória.

Desta vez, o banco, que por sua conduta histórica de demitir funcionários acometidos de doenças adquiridas no exercício da função, acabou sendo apelidado de “máquina de moer gente”, teve que reintegrar ao trabalho uma bancária demitida em dezembro de 2011, e pagar a ela indenização por danos morais no valor de R$ 71.682,40.

Além disso, o Bradesco terá que arcar com o pagamento de todos os títulos (salários, férias acrescidas de um terço, 13º salário, gratificações, adicionais e FGTS) à que a bancária tem direito, no período compreendido entre a dispensa e a reintegração, pagar os honorários advocatícios no valor de 15% da condenação total e os valores relativos à perícia médica da trabalhadora. Pelo descumprimento de determinação judicial em sentença anterior, o banco terá que pagar mais uma multa no valor de R$ 40 mil. Todos estes valores, juntos, chegam a aproximadamente R$ 111 mil de ‘castigo’ para o banco que é recordista em demissões no Estado.

“Sopesando a capacidade econômica do reclamado (trata-se de um dos maiores bancos do Brasil), para fins de prudente quantificação do dano moral, o grau de responsabilidade; o espírito pedagógico voltado à coibição da conduta (omissiva ou comissiva) patronal tendente a, na irrefreável sanha por lucros crescentes, propiciar o fenômeno das lesões por esforços repetitivos na categoria dos bancários...”. Este é um dos trechos da sentença contra o Bradesco e que, para o Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB/RO), comprova que a fama da máxima dos “lucros em detrimento às pessoas” já é amplamente conhecida no seio da Justiça Trabalhista nacional.

A bancária foi representada pela advogada Karoline Monteiro, do Escritório Fonseca & Assis Associados.

“A Justiça Trabalhista está de parabéns pelo seu entendimento em favor de trabalhadores que são sucessivamente injustiçados pelas instituições financeiras. Com essa decisão, mostra-se ainda a valiosa celeridade nos processos da justiça local, que visa minimizar as perdas e o sofrimento de muitos pais e mães de famílias vítimas deste desrespeito dos bancos”, avalia Euryale Brasil, presidente em exercício do SEEB/RO.

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 11:06:00

Abertas as inscrições para escolha de Juiz de Paz e Suplentes na comarca de Santa Luzia do Oeste

Para ser candidato é necessário ter concluído no mínimo o ensino fundamental.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 11:04:00

Caminhada em prol da Adoção será neste domingo, no Espaço Alternativo

A Caminhada é aberta ao público e faz parte das comemorações do Dia Nacional da Adoção, 25/5, segunda-feira.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 11:02:00

Tribunal de Justiça e Ministério Público integram sistemas no PJe

O PJe é uma ferramenta inovadora, que substitui o processo em meio físico, com documentos, assinaturas e carimbos por arquivos digitais, manuseados por meio de computadores, tablets e até celulares.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:52:00

Ariquemes: Ginecologista tem mais um pedido de liberdade negado pela 1ª Câmara Criminal

No pedido de liberdade anterior a defesa do acusado argumentou que as provas testemunhais não tinham o poder cabal da veracidade para acusá-lo do suposto crime, uma vez que o profissional de ginecologia precisa utilizar-se do “toque” ...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:44:00

CNJ suspende licença-prêmio para magistrados do TRT do Mato Grosso

De acordo com o relator, a vantagem da licença-prêmio para os magistrados não encontra respaldo na Resolução n. 133/2011 do CNJ e na Lei Complementar n. 35/1979 (Lei Orgânica da Magistratura - Loman).

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:41:00

CCJ da Câmara aprova ampliação da atividade privativa da advocacia

O presidente destacou ainda que “somente o advogado está autorizado constitucionalmente a defender interesses de terceiros perante órgãos públicos”.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:37:00

Contratação de advogado particular não impede concessão de justiça gratuita

O relator do recurso, ministro Augusto César Leite de Carvalho, reconheceu a divergência jurisprudencial ...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:35:00

Colaboradores do Dicionário Aurélio não conseguem reconhecimento de coautoria

Com base nas conclusões das instâncias ordinárias sobre as provas do processo, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que esses colaboradores atuaram na obra como assistentes e não podem reivindicar coautoria.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:33:00

Extinta ação de improbidade contra Guilherme Fontes por demora na conclusão do filme “Chatô”

O particular só responde como participante do ato.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:30:00

Quarta Turma dispensa ex-companheiro de pagar alimentos definitivos

No caso apreciado, o casal viveu em união estável por 16 anos. Em 2007, houve a separação, e o juiz fixou alimentos provisórios em quatro salários mínimos em favor da ex-companheira, de 55 anos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/05/2015 ás 10:26:00

Suspensa nova sabatina para ministros que permanecerem no cargo após 70 anos

O entendimento do STF é o de que a exigência viola o núcleo essencial do princípio da separação dos Poderes, constituindo uma interferência política imprópria que colocaria em risco a liberdade e a independência dos magistrados.

GERAL | matéria escrita em 22/05/2015 ás 18:16:00

Sinprof-RO: Professores lançam sindicato próprio da categoria

O Sinprof-RO é filiado à CTB - Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 16:52:00

RETICÊNCIAS POLÍTICAS...POR ITAMAR FERREIRA

Será que o PT quer a saída da vereadora de Cacoal ou é ela que teria interesse de ser expulsa? Há controvérsias...

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:55:00

Luiz Cláudio vai ao FNDE em busca de recursos

Luiz Cláudio disse que os prefeitos precisam ficar atentos para os prazos e a devida protocolização dos seus projetos no PAR.

POLíTICA | matéria escrita em 22/05/2015 ás 10:53:00

Nilton Capixaba participa do relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida

Capixaba disse que a Frente da Família tem proposta inclusiva cristã e social para a redução da maioridade penal.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com