27/04/2012 - 18h47min - Atualizado em 27/04/2012 - 18h47min

‘Máquina de moer gente’ perde ação de R$ 111 mil na Justiça Trabalhista

A bancária foi representada pela advogada Karoline Monteiro, do Escritório Fonseca & Assis Associados.

O Bradesco, um dos bancos mais ricos do continente, foi mais uma vez derrotado na Justiça Trabalhista local por uma trabalhadora demitida injustamente e que estava gozando de estabilidade provisória.

Desta vez, o banco, que por sua conduta histórica de demitir funcionários acometidos de doenças adquiridas no exercício da função, acabou sendo apelidado de “máquina de moer gente”, teve que reintegrar ao trabalho uma bancária demitida em dezembro de 2011, e pagar a ela indenização por danos morais no valor de R$ 71.682,40.

Além disso, o Bradesco terá que arcar com o pagamento de todos os títulos (salários, férias acrescidas de um terço, 13º salário, gratificações, adicionais e FGTS) à que a bancária tem direito, no período compreendido entre a dispensa e a reintegração, pagar os honorários advocatícios no valor de 15% da condenação total e os valores relativos à perícia médica da trabalhadora. Pelo descumprimento de determinação judicial em sentença anterior, o banco terá que pagar mais uma multa no valor de R$ 40 mil. Todos estes valores, juntos, chegam a aproximadamente R$ 111 mil de ‘castigo’ para o banco que é recordista em demissões no Estado.

“Sopesando a capacidade econômica do reclamado (trata-se de um dos maiores bancos do Brasil), para fins de prudente quantificação do dano moral, o grau de responsabilidade; o espírito pedagógico voltado à coibição da conduta (omissiva ou comissiva) patronal tendente a, na irrefreável sanha por lucros crescentes, propiciar o fenômeno das lesões por esforços repetitivos na categoria dos bancários...”. Este é um dos trechos da sentença contra o Bradesco e que, para o Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB/RO), comprova que a fama da máxima dos “lucros em detrimento às pessoas” já é amplamente conhecida no seio da Justiça Trabalhista nacional.

A bancária foi representada pela advogada Karoline Monteiro, do Escritório Fonseca & Assis Associados.

“A Justiça Trabalhista está de parabéns pelo seu entendimento em favor de trabalhadores que são sucessivamente injustiçados pelas instituições financeiras. Com essa decisão, mostra-se ainda a valiosa celeridade nos processos da justiça local, que visa minimizar as perdas e o sofrimento de muitos pais e mães de famílias vítimas deste desrespeito dos bancos”, avalia Euryale Brasil, presidente em exercício do SEEB/RO.

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 09:07:00

Encontro de Direito Médico de Rondônia debate judicialização da medicina

A contribuição primordial do VI Encontro de Direito Médico de Rondônia é a abertura de temas para discussão.

POLíTICA | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:57:00

PMDB define pré-candidatura à Prefeitura de Ariquemes

Diretório municipal do partido faz opção pelo nome de Thiago Flores.

POLíTICA | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:54:00

Voto facultativo - Pedro Cardoso da Costa

Pior do que isso é a discussão a respeito da obrigatoriedade ou não do voto. O argumento dos defensores da obrigatoriedade limita-se e se esgota na tese de que o brasileiro não sabe votar e é desinteressado pela política.

POLíTICA | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:52:00

CIMCERO – Experiência arriscada?

Valdemir Caldas

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:35:00

Juiz do TJMA que mandou prender funcionários da TAM é afastado pelo CNJ

Para a corregedora, em todos os casos há fortes indícios de que o magistrado teria agido com abuso de autoridade ao determinar prisões arbitrárias, além de ser suspeito de ter cometido apropriação indébita de um lote de gado.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:29:00

Assembleias e câmaras têm capacidade processual limitada à defesa institucional

Para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), como as casas legislativas são órgãos integrantes de entes políticos, possuem capacidade processual limitada, podendo atuar apenas na defesa de interesses estritamente institucionais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:27:00

Pesquisa Pronta traz princípio da insignificância nos atos de improbidade

Ele verificou que, para condenar os agentes, o tribunal de segundo grau considerara apenas o dolo genérico, com o argumento de que a aplicação de recursos públicos em obras e eventos religiosos viola a laicidade estatal.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:25:00

Justiça estadual deve julgar delito de apropriação ilegal de sinal de TV a cabo

O ministro relator do conflito, Joel Ilan Paciornik, destacou o ineditismo da demanda, sem precedentes no STJ.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 08:23:00

Combate à corrupção está entre os temas preferidos por juízes para cursos

Essa foi a constatação da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) por ocasião da pesquisa realizada com a magistratura nacional sobre suas demandas por ações educacionais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 07:41:00

STJ define tese em repetitivo sobre inscrição em cadastro de inadimplentes

A decisão no repetitivo (tema 922) deverá embasar julgamentos em recursos semelhantes na Justiça brasileira.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 01/05/2016 ás 07:38:00

É válido acordo judicial em execução de alimentos sem a presença do advogado

O colegiado entendeu, mantendo o que decidido pelo TJSP, ser indiscutível a capacidade e a legitimidade do alimentante para transacionar, independentemente da presença de seu advogado no momento da realização do ato.

POLíCIA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 20:00:00

Mecânico e roqueiro Heavy Nei é assassinado a tiros na capital

Ele foi morto no início da noite deste sábado em um bar da Zona Leste de Porto Velho.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 11:39:00

Raupp discute em Ariquemes importância da modernização agrícola

Segundo o senador, a tecnologia proporciona produção com melhor qualidade, em maior quantidade e área menor.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2016 ás 11:14:00

Após novo requerimento da OAB, MEC analisará a retirada de cursos técnicos jurídicos do catálogo nacional

A decisão foi tomada em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (28), na sede do Ministério da Educação.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com