/ geral / iptu

09/12/2013 - 16h41min - Atualizado em 09/12/2013 - 16h41min

Porto Velho: Semfaz divulga atualização do valor do IPTU para 2014

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa.

Porto Velho, Rondônia - A atualização anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município de Porto Velho acontece em conformidade à Lei Complementar 199/2004. Para o caso dos imóveis edificados, que se constituem na parte mais expressiva do total da arrecadação, a base de cálculo para os valores é composta pela alíquota de 0,5 % do valor venal dos imóveis, para a qual podem ser aplicados percentuais redutores, e pela Unidade de Padrão Fiscal (UPF) relativa ao período passado desde a última atualização. No exercício de 2014 a atualização será correspondente a 11,71%.

De acordo com Adão Colombo, diretor em exercício da Divisão de Administração de Tributos da Secretaria Municipal de Fazenda (DAT/Semfaz), a base de cálculo para depreensão do valor venal dos imóveis em Porto Velho está defasada em função da Planta Genérica de Valores (PGV) ter sido atualizada pela última vez em 2003. Para atualizar a PGV é preciso imagens aéreas de toda a cidade, segundo um processo de fotos em alta definição chamado de aerofotogrametria. É por meio dessas imagens que são verificadas as mudanças ocorridas nos imóveis e são analisadas suas áreas construídas de acordo com os valores atualizados pelo mercado imobiliário.

Em 2003, quando ocorreu a última atualização da PGV, foi adotado um percentual redutor na Base de 35%, porque naquele momento o IPTU passava a ficar muito alto em relação ao ano anterior. Assim, de ano a ano o redutor deveria diminuir, até que não fosse mais adotado. Um imóvel no valor de R$ 100.000,00, por exemplo, passava a ser avaliado para efeitos de tributação por R$ 65.000,00. A cada ano o índice redutor deveria abaixar até que o imóvel pudesse ser considerado de acordo com a realidade demonstrada na PGV de 2003. À Semfaz caberia levar anualmente à Câmara Municipal um anteprojeto de lei propondo qual seria a taxa de redução. No caso do lançamento de 2014, o redutor deveria estar zerado, mas o prefeito, porém, pediu a manutenção do índice redutor em 5%.

Quanto ao percentual relativo à UPF, o calculo é feito pela média do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período passado desde a última verificação até a data de lançamento do próximo período. Para o exercício de 2014, considerando-se a data de novembro de 2012 a outubro de 2013, o índice encontrado foi de 5,83%. O secretário da Semfaz, Marcelo Siqueira, explicou que a adequação aos diversos casos específicos para a cobrança do IPTU possibilitou o resultado geral de 11,83%.

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa. O valor orçado era de 11,59 milhões, mas em outubro já se verificava uma arrecadação superior a 12 milhões. “O pagamento desse imposto é uma obrigação dos cidadãos. Em todo o território nacional ele é cobrado pelos municípios. Embora ainda tenhamos um índice muito alto de inadimplência, percebemos que em Porto Velho as pessoas estão se tornando mais conscientes de suas obrigações. Isso é bom para o município, mas também é bom para os contribuintes que não passa a acumular juros e multas aos seus impostos”, observou Adão Colombo.

De acordo com o secretário da Semfaz, os carnês do IPTU 2014 já foram licitados e, até a primeira quinzena de janeiro, deverão estar todos entregues nas residências. Nos primeiros dias de janeiro estarão também disponíveis pela WEB os valores relativos a cada imóvel. “Neste ano, a arrecadação foi quase maior pela WEB. Sabemos que esse é o melhor meio para arrecadação, porque ajuda ao contribuinte que não precisa mais se deslocar e vir à Semfaz, entrar em filas e esperar pelo atendimento. Contudo, de acordo com lei, a notificação do IPTU ocorre com a entrega dos carnês, essa é a forma oficial de notificação pessoal, de forma que não é pensado, ao menos por enquanto, a não emissão de carnês”, explicou Siqueira, que também informou que para o exercício de 2015 deverá haver mudanças na cobrança do imposto, porque uma nova Planta Genérica de Valores (PGV) deverá ser efetuada durante 2014, o que fará com que os valores venais sejam atualizados de acordo com as mudanças acontecidas na cidade e com a realidade do mercado imobiliário.

Por Renato Menghi

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 02/05/2015 ás 18:23:00

Nilton Capixaba cobra providências para as obras dos viadutos de Porto Velho

“Havia a promessa de retomarem as obras e até agora nada de concreto foi feito”, frisou.

POLíTICA | matéria escrita em 02/05/2015 ás 18:20:00

Greve é sempre para prejudicar

Pedro Cardoso da Costa

POLíTICA | matéria escrita em 02/05/2015 ás 18:19:00

O conúbio entre política e corrupção

Valdemir Caldas

POLíCIA | matéria escrita em 02/05/2015 ás 18:12:00

Trabalhadores das Usinas do Madeira conquistam o melhor acordo do Brasil em 2015 e encerram greve"

Na manhã desta sexta-feira (1º), na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (STICCERO), houve a assinatura do Acordo Coletivo 2015/2016 .

POLíTICA | matéria escrita em 02/05/2015 ás 18:08:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

POLíTICA | matéria escrita em 01/05/2015 ás 12:06:00

Isonomia do Sintero: O não pagamento dos precatórios é um ato de corrupção da União

Se o Estado não honra a dívida que lhe foi imposta judicialmente, poderá exigir a adimplência daquele pobre que não conseguiu pagar seus impostos?

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:22:00

Ministros de FHC, Lula e Dilma assinam carta contra redução da maioridade penal

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos, foi admitida pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados no final de março.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:19:00

“Antijurídica e antissocial”, diz Dallari sobre redução da maioridade

Ele lembrou que determinados direitos não podem ser reduzidos por Emenda Constitucional, como já reiterado por constitucionalistas brasileiros.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:15:00

AGU aponta impossibilidade de contar tempo não trabalhado para aposentadoria especial

Foi o que a Advocacia-Geral da União (AGU) defendeu nesta quinta-feira (30/04), no Supremo Tribunal Federal (STF), durante julgamento de mandado de injunção .

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:12:00

Turma reconhece vínculo de emprego de motorista “pejotizado”

A decisão foi por unanimidade.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:05:00

Empresa é absolvida de indenizar auxiliar por revista com detector de metais

"Não se trata aqui de revista íntima, principalmente porque a trabalhadora não comprovou o contato do detector de metais com o corpo ou qualquer outra forma de violação da intimidade", frisou o ministro.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 20:02:00

Tribunal deverá considerar data de requerimento para auxílio-moradia

A decisão do CNJ ocorreu na 207ª Sessão Plenária do órgão, durante apreciação do recurso administrativo no Pedido de Providência 0002581-27.2014.2.00.0000, apresentado pela Associação Cearense de Magistrados ao Conselho.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2015 ás 19:59:00

Reformada decisão que considerou indevido protesto de cheque após prazo de apresentação

No caso julgado, o cheque foi levado a protesto após o prazo de apresentação, mas antes do prazo prescricional de seis meses para ajuizamento da ação cambial de execução.

GERAL | matéria escrita em 30/04/2015 ás 19:53:00

OAB/RO homenageia ferroviários e lembra conquista em favor do patrimônio histórico da EFMM

O presidente da OAB/RO, Andrey Cavalcante, relembra a garra dos milhares de ferroviários que dedicaram suas vidas na construção da 15ª ferrovia do país entre os anos de 1907 e 1912.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2015 ás 19:49:00

Este ano OAB elege nova diretoria. Melhor reeleger a atual

Andrey Cavalcante conseguiu fazer de sua gestão um divisor de águas e precisa vir para reeleição.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com