/ geral / iptu

09/12/2013 - 16h41min - Atualizado em 09/12/2013 - 16h41min

Porto Velho: Semfaz divulga atualização do valor do IPTU para 2014

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa.

Porto Velho, Rondônia - A atualização anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município de Porto Velho acontece em conformidade à Lei Complementar 199/2004. Para o caso dos imóveis edificados, que se constituem na parte mais expressiva do total da arrecadação, a base de cálculo para os valores é composta pela alíquota de 0,5 % do valor venal dos imóveis, para a qual podem ser aplicados percentuais redutores, e pela Unidade de Padrão Fiscal (UPF) relativa ao período passado desde a última atualização. No exercício de 2014 a atualização será correspondente a 11,71%.

De acordo com Adão Colombo, diretor em exercício da Divisão de Administração de Tributos da Secretaria Municipal de Fazenda (DAT/Semfaz), a base de cálculo para depreensão do valor venal dos imóveis em Porto Velho está defasada em função da Planta Genérica de Valores (PGV) ter sido atualizada pela última vez em 2003. Para atualizar a PGV é preciso imagens aéreas de toda a cidade, segundo um processo de fotos em alta definição chamado de aerofotogrametria. É por meio dessas imagens que são verificadas as mudanças ocorridas nos imóveis e são analisadas suas áreas construídas de acordo com os valores atualizados pelo mercado imobiliário.

Em 2003, quando ocorreu a última atualização da PGV, foi adotado um percentual redutor na Base de 35%, porque naquele momento o IPTU passava a ficar muito alto em relação ao ano anterior. Assim, de ano a ano o redutor deveria diminuir, até que não fosse mais adotado. Um imóvel no valor de R$ 100.000,00, por exemplo, passava a ser avaliado para efeitos de tributação por R$ 65.000,00. A cada ano o índice redutor deveria abaixar até que o imóvel pudesse ser considerado de acordo com a realidade demonstrada na PGV de 2003. À Semfaz caberia levar anualmente à Câmara Municipal um anteprojeto de lei propondo qual seria a taxa de redução. No caso do lançamento de 2014, o redutor deveria estar zerado, mas o prefeito, porém, pediu a manutenção do índice redutor em 5%.

Quanto ao percentual relativo à UPF, o calculo é feito pela média do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período passado desde a última verificação até a data de lançamento do próximo período. Para o exercício de 2014, considerando-se a data de novembro de 2012 a outubro de 2013, o índice encontrado foi de 5,83%. O secretário da Semfaz, Marcelo Siqueira, explicou que a adequação aos diversos casos específicos para a cobrança do IPTU possibilitou o resultado geral de 11,83%.

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa. O valor orçado era de 11,59 milhões, mas em outubro já se verificava uma arrecadação superior a 12 milhões. “O pagamento desse imposto é uma obrigação dos cidadãos. Em todo o território nacional ele é cobrado pelos municípios. Embora ainda tenhamos um índice muito alto de inadimplência, percebemos que em Porto Velho as pessoas estão se tornando mais conscientes de suas obrigações. Isso é bom para o município, mas também é bom para os contribuintes que não passa a acumular juros e multas aos seus impostos”, observou Adão Colombo.

De acordo com o secretário da Semfaz, os carnês do IPTU 2014 já foram licitados e, até a primeira quinzena de janeiro, deverão estar todos entregues nas residências. Nos primeiros dias de janeiro estarão também disponíveis pela WEB os valores relativos a cada imóvel. “Neste ano, a arrecadação foi quase maior pela WEB. Sabemos que esse é o melhor meio para arrecadação, porque ajuda ao contribuinte que não precisa mais se deslocar e vir à Semfaz, entrar em filas e esperar pelo atendimento. Contudo, de acordo com lei, a notificação do IPTU ocorre com a entrega dos carnês, essa é a forma oficial de notificação pessoal, de forma que não é pensado, ao menos por enquanto, a não emissão de carnês”, explicou Siqueira, que também informou que para o exercício de 2015 deverá haver mudanças na cobrança do imposto, porque uma nova Planta Genérica de Valores (PGV) deverá ser efetuada durante 2014, o que fará com que os valores venais sejam atualizados de acordo com as mudanças acontecidas na cidade e com a realidade do mercado imobiliário.

Por Renato Menghi

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 20:47:00

Amir Lando é o relator da PEC que regulamenta a aposentadoria ao extrativista vegetal

Amir disse que é justo que o seringueiro também seja incluído nas mesmas regras que o garimpeiro, o pescador artesanal e o trabalhador rural no regime de tempo da Previdência Social.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:28:00

OAB Nacional prestigia Conferência dos Advogados de Rondônia

“Esta é a oportunidade de reafirmar o protagonismo da OAB debatendo temas da maior relevância para a advocacia e para a cidadania.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:26:00

Vantagem de caráter geral pode ser concedida a servidor inativo, decide STF

Nas diretrizes fixadas, o ministro ressalta, entre outros aspectos, a observação de regras de transição introduzidas pelas Emendas Constitucionais (ECs) nº 41/2003 e 47/2005.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:23:00

Prestação de serviços à comunidade não pode ser cumulada com pena no regime aberto

A pena restritiva de liberdade foi substituída por uma restritiva de direitos, que consistia em prestação pecuniária e de serviços à comunidade.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:22:00

CDH continua ciclo de debates sobre regulamentação da maconha

Devem participar do debate Renato Malcher Lopes, neurocientista e professor adjunto do Departamento de Ciências Fisiológicas da Universidade de Brasília (UnB).

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:20:00

Projeto que admite remoções de titulares de cartórios de 88 a 94 será relatado por Vital

Para dar segurança jurídica aos concursados removidos nesse período, o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) apresentou projeto (PLC 89/2014) em outubro de 2013 à Câmara.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/08/2014 ás 18:19:00

Mutirão da Justiça Federal ultrapassa a casa dos 10 milhões em RPV

. O acervo atual em tramitação ajustada é de 7.590 processos. Motivados e mobilizados, os servidores do Juizado Especial Federal da 4ª vara mostram.

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 17:45:00

Qual é o nome?

Davi Nigueira

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 17:42:00

Por descumprir ordem judicial, Jaqueline Cassol perde programa de TV

A alegação do advogado do PT, . Nelson Canedo, era a existência de irregularidade na veiculação da propaganda, tendo em vista que não havia sua identificação como propaganda eleitoral.

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 17:39:00

Prefeitura implantará Farmácias Municipais em Porto Velho

“Serão inicialmente 4 farmácias que coordenarão a distribuição de remédios gratuitos para toda a população portovelhense”, afirmou o secretário Domingos Fernandes.

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 17:17:00

PAINEL POLÍTICO- ALAN ALEX

“Confúcio nunca esteve lá”, diz seu vice sobre os demitidos de Bianco.

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 17:05:00

Para Expedito, é possível resgatar credibilidade na saúde

“O atual governo foi bastante beneficiado com as obras de compensação social das usinas do rio Madeira na área da saúde, mas os problemas mais crônicos continuam os mesmos”.

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 16:53:00

Confúcio cria "Exército da Verdade" para divulgar ações de seu governo

O “Exército da Verdade”, segundo Confúcio Moura, " tem a responsabilidade de divulgar as ações do governo estadual e pedir votos à população".

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 16:43:00

No rádio, Jaqueline Cassol anuncia construção de centro de eventos na capital

Questionada sobre nunca ter participado de um pleito e, logo na primeira vez, buscar o Governo do Estado, a candidata encarou como natural, " numa família com a política no DNA".

POLíTICA | matéria escrita em 22/08/2014 ás 16:35:00

Padre Ton: “Quero ser um governador que não fique de costas para Porto Velho”

Padre Ton se comprometeu em buscar solução para ampliar redes e baratear a energia, em trabalho de parceria com a Eletrobras.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com