/ geral / iptu

09/12/2013 - 16h41min - Atualizado em 09/12/2013 - 16h41min

Porto Velho: Semfaz divulga atualização do valor do IPTU para 2014

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa.

Porto Velho, Rondônia - A atualização anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município de Porto Velho acontece em conformidade à Lei Complementar 199/2004. Para o caso dos imóveis edificados, que se constituem na parte mais expressiva do total da arrecadação, a base de cálculo para os valores é composta pela alíquota de 0,5 % do valor venal dos imóveis, para a qual podem ser aplicados percentuais redutores, e pela Unidade de Padrão Fiscal (UPF) relativa ao período passado desde a última atualização. No exercício de 2014 a atualização será correspondente a 11,71%.

De acordo com Adão Colombo, diretor em exercício da Divisão de Administração de Tributos da Secretaria Municipal de Fazenda (DAT/Semfaz), a base de cálculo para depreensão do valor venal dos imóveis em Porto Velho está defasada em função da Planta Genérica de Valores (PGV) ter sido atualizada pela última vez em 2003. Para atualizar a PGV é preciso imagens aéreas de toda a cidade, segundo um processo de fotos em alta definição chamado de aerofotogrametria. É por meio dessas imagens que são verificadas as mudanças ocorridas nos imóveis e são analisadas suas áreas construídas de acordo com os valores atualizados pelo mercado imobiliário.

Em 2003, quando ocorreu a última atualização da PGV, foi adotado um percentual redutor na Base de 35%, porque naquele momento o IPTU passava a ficar muito alto em relação ao ano anterior. Assim, de ano a ano o redutor deveria diminuir, até que não fosse mais adotado. Um imóvel no valor de R$ 100.000,00, por exemplo, passava a ser avaliado para efeitos de tributação por R$ 65.000,00. A cada ano o índice redutor deveria abaixar até que o imóvel pudesse ser considerado de acordo com a realidade demonstrada na PGV de 2003. À Semfaz caberia levar anualmente à Câmara Municipal um anteprojeto de lei propondo qual seria a taxa de redução. No caso do lançamento de 2014, o redutor deveria estar zerado, mas o prefeito, porém, pediu a manutenção do índice redutor em 5%.

Quanto ao percentual relativo à UPF, o calculo é feito pela média do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período passado desde a última verificação até a data de lançamento do próximo período. Para o exercício de 2014, considerando-se a data de novembro de 2012 a outubro de 2013, o índice encontrado foi de 5,83%. O secretário da Semfaz, Marcelo Siqueira, explicou que a adequação aos diversos casos específicos para a cobrança do IPTU possibilitou o resultado geral de 11,83%.

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa. O valor orçado era de 11,59 milhões, mas em outubro já se verificava uma arrecadação superior a 12 milhões. “O pagamento desse imposto é uma obrigação dos cidadãos. Em todo o território nacional ele é cobrado pelos municípios. Embora ainda tenhamos um índice muito alto de inadimplência, percebemos que em Porto Velho as pessoas estão se tornando mais conscientes de suas obrigações. Isso é bom para o município, mas também é bom para os contribuintes que não passa a acumular juros e multas aos seus impostos”, observou Adão Colombo.

De acordo com o secretário da Semfaz, os carnês do IPTU 2014 já foram licitados e, até a primeira quinzena de janeiro, deverão estar todos entregues nas residências. Nos primeiros dias de janeiro estarão também disponíveis pela WEB os valores relativos a cada imóvel. “Neste ano, a arrecadação foi quase maior pela WEB. Sabemos que esse é o melhor meio para arrecadação, porque ajuda ao contribuinte que não precisa mais se deslocar e vir à Semfaz, entrar em filas e esperar pelo atendimento. Contudo, de acordo com lei, a notificação do IPTU ocorre com a entrega dos carnês, essa é a forma oficial de notificação pessoal, de forma que não é pensado, ao menos por enquanto, a não emissão de carnês”, explicou Siqueira, que também informou que para o exercício de 2015 deverá haver mudanças na cobrança do imposto, porque uma nova Planta Genérica de Valores (PGV) deverá ser efetuada durante 2014, o que fará com que os valores venais sejam atualizados de acordo com as mudanças acontecidas na cidade e com a realidade do mercado imobiliário.

Por Renato Menghi

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 19:40:00

TJRO coordena encontro nacional para definição de metas

Para o coordenador do Comitê Gestor da Justiça Estadual, desembargador Alexandre Miguel, é importante a troca de ideias e experiências entre os Tribunais de Justiça para criação de um Poder Judiciário mais moderno e eficaz.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 19:27:00

Servidores da prefeitura de Porto Velho são transpostos para a União

No total, cerca de 200 trabalhadores serão transpostos nessa primeira fase, mas a prefeitura vai pleitear para beneficiar outros servidores.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 17:56:00

Mídia Elitista a Serviço da Direita Golpista

A grande imprensa brasileira... Tem uma história oportunista... Na maioria das fases da República... Foi instrumento das oligarquias agrarista

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:41:00

Peritos do INSS anunciam greve para a próxima sexta-feira

A perícia médica é requisito para benefícios como auxílío-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria especial e, para reconhecimento de acidentes de trabalho.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:35:00

CCJ aprova mudanças no Código de Defesa do Consumidor

Ferraço chamou atenção , em seu parecer, para o esforço em reforçar a proteção administrativa concedida pelo CDC, por meio de norma para fortalecimento dos Procons.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:26:00

Machadinho do Oeste: mulher que matou cunhado para defender marido é absolvida sumariamente

O caso ocorreu durante uma festa familiar, onde a vítima, embriagada, armou-se com uma faca e começou ameaçar os familiares presentes no evento.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:23:00

Empresa reduz indenização de operador de caixa impedido de usar banheiro

No processo trabalhista, ficou constatado que o profissional chegou a vomitar diversas vezes na frente de clientes e de colegas de trabalho, dentro da sacola do mercado, por ser impedido de ir ao banheiro pelos supervisores.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:15:00

CNJ afasta juiz do TJMS para apurar suspeitas de irregularidades

Aldo Ferreira da Silva Júnior já vinha sendo alvo de apurações da Corregedoria Nacional de Justiça, que havia instaurado reclamação disciplinar contra o juiz em 2014.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:13:00

Terceira Seção aprova súmula sobre violência doméstica

No enunciado aprovado, ficou definido que “a ação penal relativa ao crime de lesão corporal resultante de violência doméstica contra a mulher é pública incondicionada”.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:02:00

TRANSPOSIÇÃO: Comissão de Rondônia trará de Brasília notificações devolvidas pelos Correios

As correspondências que retornaram a Brasília, por razões como incorreção e não atualização de endereços, devem ser entregues ainda na nesta quarta-feira ao Procurador de Rondônia ,Luciano Alve.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 14:56:00

O PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO E O ATRASO DO AVANÇO TECNOLÓGICO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA

Ernande Segismundo (*)

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 14:51:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 13:47:00

Justiça condena jornalista acusado de difamar e caluniar Jaqueline Cassol

Outros dois jornalistas também foram responsabilizados, este ano, pela Justiça rondoniense por publicarem notícias difamatórias e caluniosas contra Jaqueline Cassol.

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 11:21:00

Léo Moraes quer redução do ICMS embutido na tarifa de energia para reduzir preço da conta de luz em Rondônia

Segundo ele, de acordo com a equipe do Ministério de Minas e Energia, a tarifa de Rondônia estaria entre as mais caras e mais altas do país porque teria "uma boa contrapartida de serviços públicos oferecidos pela Eletrobrás".

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 11:16:00

FARRA CONTINUA: vereadores de Cerejeiras gastam mais de R$ 96 mil em oito meses

O resultado dessas viagens, na maioria das vezes, dificilmente é observado.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com