/ geral / iptu

09/12/2013 - 16h41min - Atualizado em 09/12/2013 - 16h41min

Porto Velho: Semfaz divulga atualização do valor do IPTU para 2014

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa.

Porto Velho, Rondônia - A atualização anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município de Porto Velho acontece em conformidade à Lei Complementar 199/2004. Para o caso dos imóveis edificados, que se constituem na parte mais expressiva do total da arrecadação, a base de cálculo para os valores é composta pela alíquota de 0,5 % do valor venal dos imóveis, para a qual podem ser aplicados percentuais redutores, e pela Unidade de Padrão Fiscal (UPF) relativa ao período passado desde a última atualização. No exercício de 2014 a atualização será correspondente a 11,71%.

De acordo com Adão Colombo, diretor em exercício da Divisão de Administração de Tributos da Secretaria Municipal de Fazenda (DAT/Semfaz), a base de cálculo para depreensão do valor venal dos imóveis em Porto Velho está defasada em função da Planta Genérica de Valores (PGV) ter sido atualizada pela última vez em 2003. Para atualizar a PGV é preciso imagens aéreas de toda a cidade, segundo um processo de fotos em alta definição chamado de aerofotogrametria. É por meio dessas imagens que são verificadas as mudanças ocorridas nos imóveis e são analisadas suas áreas construídas de acordo com os valores atualizados pelo mercado imobiliário.

Em 2003, quando ocorreu a última atualização da PGV, foi adotado um percentual redutor na Base de 35%, porque naquele momento o IPTU passava a ficar muito alto em relação ao ano anterior. Assim, de ano a ano o redutor deveria diminuir, até que não fosse mais adotado. Um imóvel no valor de R$ 100.000,00, por exemplo, passava a ser avaliado para efeitos de tributação por R$ 65.000,00. A cada ano o índice redutor deveria abaixar até que o imóvel pudesse ser considerado de acordo com a realidade demonstrada na PGV de 2003. À Semfaz caberia levar anualmente à Câmara Municipal um anteprojeto de lei propondo qual seria a taxa de redução. No caso do lançamento de 2014, o redutor deveria estar zerado, mas o prefeito, porém, pediu a manutenção do índice redutor em 5%.

Quanto ao percentual relativo à UPF, o calculo é feito pela média do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período passado desde a última verificação até a data de lançamento do próximo período. Para o exercício de 2014, considerando-se a data de novembro de 2012 a outubro de 2013, o índice encontrado foi de 5,83%. O secretário da Semfaz, Marcelo Siqueira, explicou que a adequação aos diversos casos específicos para a cobrança do IPTU possibilitou o resultado geral de 11,83%.

No caso do ano de 2013, a arrecadação do IPTU superou a expectativa. O valor orçado era de 11,59 milhões, mas em outubro já se verificava uma arrecadação superior a 12 milhões. “O pagamento desse imposto é uma obrigação dos cidadãos. Em todo o território nacional ele é cobrado pelos municípios. Embora ainda tenhamos um índice muito alto de inadimplência, percebemos que em Porto Velho as pessoas estão se tornando mais conscientes de suas obrigações. Isso é bom para o município, mas também é bom para os contribuintes que não passa a acumular juros e multas aos seus impostos”, observou Adão Colombo.

De acordo com o secretário da Semfaz, os carnês do IPTU 2014 já foram licitados e, até a primeira quinzena de janeiro, deverão estar todos entregues nas residências. Nos primeiros dias de janeiro estarão também disponíveis pela WEB os valores relativos a cada imóvel. “Neste ano, a arrecadação foi quase maior pela WEB. Sabemos que esse é o melhor meio para arrecadação, porque ajuda ao contribuinte que não precisa mais se deslocar e vir à Semfaz, entrar em filas e esperar pelo atendimento. Contudo, de acordo com lei, a notificação do IPTU ocorre com a entrega dos carnês, essa é a forma oficial de notificação pessoal, de forma que não é pensado, ao menos por enquanto, a não emissão de carnês”, explicou Siqueira, que também informou que para o exercício de 2015 deverá haver mudanças na cobrança do imposto, porque uma nova Planta Genérica de Valores (PGV) deverá ser efetuada durante 2014, o que fará com que os valores venais sejam atualizados de acordo com as mudanças acontecidas na cidade e com a realidade do mercado imobiliário.

Por Renato Menghi

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 17:38:00

Cremero critica número de vagas abertas pela Sesau para a contratação de profissionais de diversas especialidades médicas

Segundo o presidente do Cremero, Rodrigo Almeida, há apenas uma vaga para as diversas especialidades médicas, que, na verdade, necessitam da contratação de vários profissionais.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 17:29:00

Responsabilidade Fiscal: Relatório do TCE mostra que prefeito de Ouro Preto cometeu dezenas de ilegalidades

O descalabro administrativo na administração municipal de Ouro Preto levou o TCE a determinar apuração da conduta do prefeito, Alex testoni.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 16:20:00

Projeto obriga candidato a informar eventual situação de 'ficha suja' na propaganda eleitoral

O autor acrescenta que, já nestas eleições, é possível ver candidatos pedindo votos embora tenham condenação por órgão judicial colegiado.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 16:17:00

Novas regras para processos trabalhistas entram em vigor em 60 dias

Entre outras medidas, a lei estabelece regras para a uniformização da jurisprudência no âmbito dos Tribunais Regionais do Trabalho, amplia o poder dos ministros relatores no TST...

GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 15:39:00

Associação eleitoreira dos Donadon é condenada a devolver quase R$ 700 mil aos cofres públicos

Segundo apurou o TCE, a fundação recebeu duas vezes pelos mesmos supostos serviços assistencialistas. Embolsou dinheiro federal repassado à Prefeitura de Vilhena e também do Estado.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 14:54:00

Juiz absolve deputada da acusação de propaganda eleitoral antecipada no Facebook

Segundo o juiz, "a propaganda eleitoral extemporânea se configura, segundo jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral, quando estas tem o propósito objetivo de angariar votos".

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 13:15:00

2ª Câmara Especial do TJRO mantém os direitos políticos suspensos de ex-parlamentar

Ele utilizou o trabalho de dois servidores custeados pela Assembleia Legislativa estadual em sua instituição particular,uma fundação asssistencialista que leva seu nome.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:27:00

Liminar obriga Ifro a aplicar nova prova de concurso para professor de Libras

No prazo de 60 dias, a Ifro deverá aplicar nova prova objetiva para o cargo de professor de Libras

GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:20:00

Mauro Nazif recebe representantes de agremiações para discutir sobre o desfile de carnaval

O primeiro tema a ser debatido foi quando a data do desfile, programada inicialmente para os dias 25, 26 e 27 de julho.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:21:00

Tiro no pé

Valdemir Caldas

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:15:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX

CEMADERON está sendo usada para fins eleitorais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:04:00

União não pode confiscar recursos de RO destinados ao reparo de calamidades

A decisão foi tomada após o estado informar que a União realizou no início de julho lançamento de débitos no valor de R$ 6,3 milhões.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 09:51:00

Justiça manda tirar do ar página no Facebook com o perfil "Confúcio nunca mais"

Numa das imagens, o perfil mostra "o governador com um monte de coco na cabeça (sic), com a seguinte mensagem: Confúcio expressa no facebook o que tem na cabeça".

POLíTICA | matéria escrita em 22/07/2014 ás 16:28:00

Resenha política

Robson Oliveira

GERAL | matéria escrita em 22/07/2014 ás 16:25:00

Juiz determina 15 dias de detenção a ex-secretário por desobediência

Ele foi condenado a 15 dias de detenção, além de pagamento de 10 dias multa.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com