21/01/2013 - 10h31min - Atualizado em 21/01/2013 - 10h31min

Prefeitura de Porto Velho beneficia 82 famílias com entrega de imóveis do Minha Casa Minha Vida

Para receber as chaves dos imóveis do conjunto Cidade de Todos II, no bairro Socialista, as famílias participaram de um sorteio realizado pela prefeitura em outubro de 2011.

Porto Velho, Rondônia - Oitenta e duas famílias que moravam em áreas de risco ou não tinham onde habitar, desde o último sábado,19, passaram a residir em um local mais digno. Elas foram as primeiras de um grupo de 716 que receberão imóveis pelo programa Minha Casa Minha Vida I, do governo federal, executado em Porto Velho pela prefeitura da capital.

Para receber as chaves dos imóveis do conjunto Cidade de Todos II, no bairro Socialista, as famílias participaram de um sorteio realizado pela prefeitura em outubro de 2011. As mais de 700 residências foram disputadas por mais de 11 mil famílias, que após averiguados os critérios de seleção, foram consideradas aptas a participarem do sorteio.

A solenidade de entrega das chaves foi coordenada pelo prefeito Mauro Nazif que estava acompanhado do vice-prefeito, Dalton di Franco, do secretário Christian Camurça, da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação (Semur), do governador Confúcio Moura, e do deputado federal Nilton Capixaba (PTB/RO).

Também participaram do evento o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Wilson Alves e os vereadores Cabo Anjos (PDT), Chico Lata (PP), Marcio do Sitetuperon (PSB), Ellis Regina (PC do B), Aelcio da TV (PP), Dindim (PSL) e Fogaça PTB).

Esforço
O prefeito Mauro Nazif agradeceu o empenho da equipe da Semur para que as famílias não tivessem o sonho da casa própria frustrado por causa de problemas de última hora e todo o esforço para que a data da entrega das unidades habitacionais não fosse novamente mudada. Os moradores já eram para estar ocupando as casas desde o segundo semestre de 2011. “Temos em Porto Velho mais de trinta mil famílias sem casa e nossa missão é reduzir esse déficit habitacional garantindo moradia digna a quem realmente merece. A prefeitura está ombreada com o governo do estado e com o governo federal na busca de ampliar a oferta de moradia às famílias que não têm onde morar”, disse o prefeito.

O vice-prefeito Dalto di Franco falou da alegria estampada no rosto das pessoas que estavam prestes a receber a casa própria e também da burocracia que muita das vezes faz com que o processo seja demorado. “Nossa vontade era fazer a entrega imediatamente, mas a prefeitura tem que seguir os trâmites para quando a casa for entregue ela esteja toda documentada e a pessoa beneficiada tenha a garantia de que aquele imóvel é realmente seu”, afirmou o vice-prefeito.

Christian Camurça, da Semur, lembrou do esforço concentrado iniciado pela equipe de transição, para que as famílias beneficiárias não tivessem mais que esperar. Há mais de uma ano que elas aguardavam o momento de receber as chaves para ocupar as casas. “Foi um esforço conjunto que envolveu outras secretarias, como a Semfaz, a Caixa Econômica, a Caerd e a Eletronorte. As dificuldades foram superadas e conseguimos a liberação do Habite-se e a instalação das redes de água e de energia elétrica, entraves que estavam dificultando a liberação das casas para os moradores. Essa foi uma determinação passada pelo prefeito Mauro para acabar com a angústia dessas pessoas”, disse

Fim do Sofrimento

A primeira moradora a receber as chaves das mãos do prefeito Mauro Nazif foi a senhora Maria do Livramento, de 74 anos. Emocionada, ela agradeceu a Deus por ter conseguido o que disse ser uma graça divina. “Só Deus mesmo poderia permitir que eu recebesse essa casa. Agradeço também a prefeitura por ter lembrado de nós, que não tínhamos onde morar. Estou muito feliz. Agora já tenho onde viver com o meu marido”, disse.

Outra sorteada, Tanira Costa, de 72 anos, afirmou que chegou até a desconfiar de que tudo não passava de “embromação”, e quase desistiu de participar do programa. “Já fazia muito tempo que eu estava inscrita e nada de sair as casas. Já estava até desestimulada quando a minha nora me falou que o sorteio ia acontecer. E depois do sorteio tivemos que esperar mais de um ano até chegar este dia”, relembrou.

Sorteada com a casa de número 9497, no Cidade de Todos II, a moradora Ana Célia entrou em sua residência acompanhada do prefeito Mauro Nazif, que fez questão de conhecer a casa que a prefeitura acabava de entregar às famílias sorteadas. Dizendo-se muito feliz e satisfeita com o sonho realizado ela agradeceu pelo imóvel.

“Estou muito feliz e quero agradecer primeiro a Deus por ter conseguido realizar esse sonho e também ao pessoal da prefeitura. Demorou mas, felizmente, tudo acabou bem para nós que já estávamos cansados de esperar”, desabafou.

Critérios

Pelo critério do programa, a destinação das moradias tem que obedecer a uma hierarquização nacional e local com a seguinte distribuição: 3% para idosos; e 6% para pessoas com necessidades especiais. Em seguida vêm o grupo geral que engloba as famílias residentes ou que tenham sido desabrigadas de áreas de riscos ou insalubres; famílias com mulheres responsáveis pelo sustento familiar; famílias inscritas no CADúnico; famílias com maior número de dependentes; e famílias beneficiárias do Bolsa Família.

Em Porto Velho serão construídas 716 unidades habitacionais na primeira fase do Minha Casa Minha Vida. São dois empreendimentos localizados na zona leste, o que Cidade de Todos II, entregue no último sábado, e outro no Jardim Santana.
O número de unidades habitacionais por empreendimento é estabelecido em função da área e do projeto, limitado em 500 unidades por empreendimento. As unidades habitacionais apresentam tipologia de casas térreas ou apartamentos. As casas com 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e área útil mínima de 32 m². Os apartamentos com
02 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e área útil mínima de 37 m².

Por Joel Elias
Fotos: Medeiros

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 20:34:00

Oposição sim, mas com responsabilidade! - Valdemir Caldas

Assisti aos mais recentes debates eleitorais pela Televisão. E o que vi fui um Confúcio sendo alvo preferencial da artilharia adversária, como se ele fosse o responsável por tudo de ruim que acontece .

POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 20:30:00

Contratação de obras e serviços públicos será feita com transparência e publicidade, diz Padre Ton

Padre Ton e demais candidatos presentes – Jaqueline Cassol e Pimenta de Rondônia – responderam três perguntas da organização do evento, e considerações finais.

POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 20:26:00

TRE defere pedido de MP e proíbe som nos arredores da emissora que realizará o último debate em RO

ÍNTEGRA DA DECISÃO

POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 17:41:00

Debate 2014: Liminar proíbe propaganda sonora próximo à TV Rondônia

O debate entre os candidatos ao governo vai ocorrer hoje, 30 de setembro. Para PRE, o objetivo é que não ocorra aglomeração de cabos eleitorais, após 22h, congestionando trânsito .

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 15:02:00

Porto Velho - Cem Anos de História

Antes habitada por tribos valentes... De grandes nações guerreiras... Estou falando de Porto Velho... Gerada nas barrancas do madeira...

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 14:29:00

Greve dos bancários em Rondônia começa com 71 agências fechadas

Das mais de 130 agências espalhadas no Estado, 71 foram fechadas nesta terça-feira, 30/9, o que representa aproximadamente 55% de unidades com as portas fechadas.

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 13:26:00

Prefeito Mauro Nazif decreta ponto facultativo no dia 03 de outubro

O ponto facultativo nesta data, que é precedida pelo dia da comemoração dos 100 anos de criação da cidade de Porto Velho (02/10/1914), visa...

POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 13:18:00

As Eleições e os Candidatos que não Deveriam Ser

Por Reginaldo Trindade[1]

POLíTICA | matéria escrita em 30/09/2014 ás 13:13:00

Em Linhas Gerais: Cadê o MP eleitoral que não fala nada das promessas estapafúrdias de Gurgacz?

Gessi Taborda

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/09/2014 ás 13:10:00

OAB repudia projeto de lei que extingue o Exame de Ordem

Se aprovado o projeto, haverá uma classe de subadvogados e quem perde é a sociedade.

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 11:55:00

MP e parceiros concluem primeira etapa de implementação da Polícia Comunitária

O projeto, iniciado em 10 de julho de 2014, consiste na presença diária da Policia Comunitária em bairro pré-selecionado

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 11:52:00

Educação na cultura digital é tema de palestra oferecida pela UNIR

O professor Nelson de Luca Pretto vem a Porto Velho especialmente para ministrar, juntamente com o professor José Lucas Pedreira Bueno (UNIR)

GERAL | matéria escrita em 30/09/2014 ás 11:46:00

Semusb prepara Parque da Cidade para comemorações do centenário

Fávaro afirma que além da estrutura do parque, a prefeitura também está beneficiando as ruas do entorno.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/09/2014 ás 10:34:00

Promotor recorre à justiça contra ato do procurador geral que teria lhe impedido de investigar deputados

O desembargador Raduam Miguel , do Tribunal de Justiça, deu 10 dias para que o procurador geral de justiça preste informações sobre o caso.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/09/2014 ás 10:10:00

Suspensas cobranças de telefone no período de cheia em São Carlos e Nazaré

O período de cheia para as comunidades está estabelecido de março a agosto, com exceção de São Carlos, distrito que ficou totalmente submerso pelo Rio Madeira.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 SRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Gonçalves Dias, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com