21/01/2013 - 10h31min - Atualizado em 21/01/2013 - 10h31min

Prefeitura de Porto Velho beneficia 82 famílias com entrega de imóveis do Minha Casa Minha Vida

Para receber as chaves dos imóveis do conjunto Cidade de Todos II, no bairro Socialista, as famílias participaram de um sorteio realizado pela prefeitura em outubro de 2011.

Porto Velho, Rondônia - Oitenta e duas famílias que moravam em áreas de risco ou não tinham onde habitar, desde o último sábado,19, passaram a residir em um local mais digno. Elas foram as primeiras de um grupo de 716 que receberão imóveis pelo programa Minha Casa Minha Vida I, do governo federal, executado em Porto Velho pela prefeitura da capital.

Para receber as chaves dos imóveis do conjunto Cidade de Todos II, no bairro Socialista, as famílias participaram de um sorteio realizado pela prefeitura em outubro de 2011. As mais de 700 residências foram disputadas por mais de 11 mil famílias, que após averiguados os critérios de seleção, foram consideradas aptas a participarem do sorteio.

A solenidade de entrega das chaves foi coordenada pelo prefeito Mauro Nazif que estava acompanhado do vice-prefeito, Dalton di Franco, do secretário Christian Camurça, da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação (Semur), do governador Confúcio Moura, e do deputado federal Nilton Capixaba (PTB/RO).

Também participaram do evento o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Wilson Alves e os vereadores Cabo Anjos (PDT), Chico Lata (PP), Marcio do Sitetuperon (PSB), Ellis Regina (PC do B), Aelcio da TV (PP), Dindim (PSL) e Fogaça PTB).

Esforço
O prefeito Mauro Nazif agradeceu o empenho da equipe da Semur para que as famílias não tivessem o sonho da casa própria frustrado por causa de problemas de última hora e todo o esforço para que a data da entrega das unidades habitacionais não fosse novamente mudada. Os moradores já eram para estar ocupando as casas desde o segundo semestre de 2011. “Temos em Porto Velho mais de trinta mil famílias sem casa e nossa missão é reduzir esse déficit habitacional garantindo moradia digna a quem realmente merece. A prefeitura está ombreada com o governo do estado e com o governo federal na busca de ampliar a oferta de moradia às famílias que não têm onde morar”, disse o prefeito.

O vice-prefeito Dalto di Franco falou da alegria estampada no rosto das pessoas que estavam prestes a receber a casa própria e também da burocracia que muita das vezes faz com que o processo seja demorado. “Nossa vontade era fazer a entrega imediatamente, mas a prefeitura tem que seguir os trâmites para quando a casa for entregue ela esteja toda documentada e a pessoa beneficiada tenha a garantia de que aquele imóvel é realmente seu”, afirmou o vice-prefeito.

Christian Camurça, da Semur, lembrou do esforço concentrado iniciado pela equipe de transição, para que as famílias beneficiárias não tivessem mais que esperar. Há mais de uma ano que elas aguardavam o momento de receber as chaves para ocupar as casas. “Foi um esforço conjunto que envolveu outras secretarias, como a Semfaz, a Caixa Econômica, a Caerd e a Eletronorte. As dificuldades foram superadas e conseguimos a liberação do Habite-se e a instalação das redes de água e de energia elétrica, entraves que estavam dificultando a liberação das casas para os moradores. Essa foi uma determinação passada pelo prefeito Mauro para acabar com a angústia dessas pessoas”, disse

Fim do Sofrimento

A primeira moradora a receber as chaves das mãos do prefeito Mauro Nazif foi a senhora Maria do Livramento, de 74 anos. Emocionada, ela agradeceu a Deus por ter conseguido o que disse ser uma graça divina. “Só Deus mesmo poderia permitir que eu recebesse essa casa. Agradeço também a prefeitura por ter lembrado de nós, que não tínhamos onde morar. Estou muito feliz. Agora já tenho onde viver com o meu marido”, disse.

Outra sorteada, Tanira Costa, de 72 anos, afirmou que chegou até a desconfiar de que tudo não passava de “embromação”, e quase desistiu de participar do programa. “Já fazia muito tempo que eu estava inscrita e nada de sair as casas. Já estava até desestimulada quando a minha nora me falou que o sorteio ia acontecer. E depois do sorteio tivemos que esperar mais de um ano até chegar este dia”, relembrou.

Sorteada com a casa de número 9497, no Cidade de Todos II, a moradora Ana Célia entrou em sua residência acompanhada do prefeito Mauro Nazif, que fez questão de conhecer a casa que a prefeitura acabava de entregar às famílias sorteadas. Dizendo-se muito feliz e satisfeita com o sonho realizado ela agradeceu pelo imóvel.

“Estou muito feliz e quero agradecer primeiro a Deus por ter conseguido realizar esse sonho e também ao pessoal da prefeitura. Demorou mas, felizmente, tudo acabou bem para nós que já estávamos cansados de esperar”, desabafou.

Critérios

Pelo critério do programa, a destinação das moradias tem que obedecer a uma hierarquização nacional e local com a seguinte distribuição: 3% para idosos; e 6% para pessoas com necessidades especiais. Em seguida vêm o grupo geral que engloba as famílias residentes ou que tenham sido desabrigadas de áreas de riscos ou insalubres; famílias com mulheres responsáveis pelo sustento familiar; famílias inscritas no CADúnico; famílias com maior número de dependentes; e famílias beneficiárias do Bolsa Família.

Em Porto Velho serão construídas 716 unidades habitacionais na primeira fase do Minha Casa Minha Vida. São dois empreendimentos localizados na zona leste, o que Cidade de Todos II, entregue no último sábado, e outro no Jardim Santana.
O número de unidades habitacionais por empreendimento é estabelecido em função da área e do projeto, limitado em 500 unidades por empreendimento. As unidades habitacionais apresentam tipologia de casas térreas ou apartamentos. As casas com 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e área útil mínima de 32 m². Os apartamentos com
02 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e área útil mínima de 37 m².

Por Joel Elias
Fotos: Medeiros

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 03/09/2015 ás 08:54:00

Luiz Cláudio consegue aprovação de Projeto de redução da COFINS sobre produtos orgânicos

A aprovação dessa proposição incentiva o consumo desses alimentos, além de gerar emprego e renda para mais de 200 mil famílias que trabalham nessa produção.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 19:40:00

TJRO coordena encontro nacional para definição de metas

Para o coordenador do Comitê Gestor da Justiça Estadual, desembargador Alexandre Miguel, é importante a troca de ideias e experiências entre os Tribunais de Justiça para criação de um Poder Judiciário mais moderno e eficaz.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 19:27:00

Servidores da prefeitura de Porto Velho são transpostos para a União

No total, cerca de 200 trabalhadores serão transpostos nessa primeira fase, mas a prefeitura vai pleitear para beneficiar outros servidores.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 17:56:00

Mídia Elitista a Serviço da Direita Golpista

A grande imprensa brasileira... Tem uma história oportunista... Na maioria das fases da República... Foi instrumento das oligarquias agrarista

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:41:00

Peritos do INSS anunciam greve para a próxima sexta-feira

A perícia médica é requisito para benefícios como auxílío-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria especial e, para reconhecimento de acidentes de trabalho.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:35:00

CCJ aprova mudanças no Código de Defesa do Consumidor

Ferraço chamou atenção , em seu parecer, para o esforço em reforçar a proteção administrativa concedida pelo CDC, por meio de norma para fortalecimento dos Procons.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:26:00

Machadinho do Oeste: mulher que matou cunhado para defender marido é absolvida sumariamente

O caso ocorreu durante uma festa familiar, onde a vítima, embriagada, armou-se com uma faca e começou ameaçar os familiares presentes no evento.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:23:00

Empresa reduz indenização de operador de caixa impedido de usar banheiro

No processo trabalhista, ficou constatado que o profissional chegou a vomitar diversas vezes na frente de clientes e de colegas de trabalho, dentro da sacola do mercado, por ser impedido de ir ao banheiro pelos supervisores.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:15:00

CNJ afasta juiz do TJMS para apurar suspeitas de irregularidades

Aldo Ferreira da Silva Júnior já vinha sendo alvo de apurações da Corregedoria Nacional de Justiça, que havia instaurado reclamação disciplinar contra o juiz em 2014.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:13:00

Terceira Seção aprova súmula sobre violência doméstica

No enunciado aprovado, ficou definido que “a ação penal relativa ao crime de lesão corporal resultante de violência doméstica contra a mulher é pública incondicionada”.

GERAL | matéria escrita em 02/09/2015 ás 15:02:00

TRANSPOSIÇÃO: Comissão de Rondônia trará de Brasília notificações devolvidas pelos Correios

As correspondências que retornaram a Brasília, por razões como incorreção e não atualização de endereços, devem ser entregues ainda na nesta quarta-feira ao Procurador de Rondônia ,Luciano Alve.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 02/09/2015 ás 14:56:00

O PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO E O ATRASO DO AVANÇO TECNOLÓGICO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA

Ernande Segismundo (*)

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 14:51:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 13:47:00

Justiça condena jornalista acusado de difamar e caluniar Jaqueline Cassol

Outros dois jornalistas também foram responsabilizados, este ano, pela Justiça rondoniense por publicarem notícias difamatórias e caluniosas contra Jaqueline Cassol.

POLíTICA | matéria escrita em 02/09/2015 ás 11:21:00

Léo Moraes quer redução do ICMS embutido na tarifa de energia para reduzir preço da conta de luz em Rondônia

Segundo ele, de acordo com a equipe do Ministério de Minas e Energia, a tarifa de Rondônia estaria entre as mais caras e mais altas do país porque teria "uma boa contrapartida de serviços públicos oferecidos pela Eletrobrás".

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 SRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Gonçalves Dias, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com