29/06/2010 - 06h18min - Atualizado em 29/06/2010 - 06h18min

Prefeitura é convocada para explicar irregularidades no "lixão"

Magistrado aplicará sequestro de verba, caso município não cumpra condenação de 2005.

Audiência realizada na última quinta-feira, dia 24, na 1ª Vara da Fazenda Pública, em Porto Velho , põe a prefeitura mais uma vez em cheque sobre a situação do aterro sanitário. Desde que foi condenada a mudar o local do "lixão", em 2005, a administração municipal não cumpriu a sentença que determinava, entre outros pontos, a abertura de um novo local para o aterro, o monitoramento físico-químicos dos igarapés próximos, a adequação e fiscalização do depósito do lixo e a suspensão da coleta feita a céu aberto.

A prefeitura da capital não teria cumprido a sentença, além de não justificar satisfatoriamente a desobediência, por isso foi novamente convocada pela Justiça para explicar-se e tomar as medidas determinadas pelo juiz Alexandre Miguel à época. A sentença também condenava a Prefeitura a regularizar a atividade dos catadores, a impedir o acesso ao lixo por pessoas sem botas, luvas ou a lixo tóxico, a apresentar relatório técnico de análise de área danificada e plano de recuperação e recomposição ambiental, além de ressarcir e indenizar os danos causados ao meio ambiente em razão das constantes violações e degradações.

"Ocorre que de lá para cá nada foi realizado pelo requerido, no que se refere ao exato cumprimento da sentença condenatória", escreveu o Juiz no despacho, por isso fixou multa que segundo a última apuração chegava ao valor de 7 milhões 416 mil e 115 reais, e que se fosse corrigido até hoje poderia chegar a 10 milhões. A administração nunca pagou a multa e mais uma vez tentou apresentar documentos que, segundo os magistrados e promotores do caso, não justificam em nada a falta de atitude com relação a um problema tão sério que atinge a população da capital.

Dois secretários municipais, o de obras, Marcelo Fernandes, e o de serviços públicos, Jair Ramires, compareceram à audiência, acompanhados dos procuradores do município. Cada qual tentou se isentar de responsabilidades, mas o magistrado e o representante do Ministério Público foram incisivos ao cobrar das autoridades o cumprimento da determinação judicial. "Vários documentos foram juntados sem, contudo, especificar, indicar ou provar que a decisão foi cumprida a contento", esclareceu no despacho Alexandre Miguel.

Para o magistrado, a concorrência pública, que o município alega ser o gargalo para a resolução do problema, não pode ser a única alternativa para o cumprimento da decisão. "Já se passaram quase cinco anos do trânsito em julgado (quando a condenação não tem mais possibilidade de recursos) e o município não conseguiu e não me convém expor as razões disso para concluir tal concorrência. Nem mesmo há indicativo de que, realizada esta concorrência, o julgado estará cumprido integralmente", argumentou o magistrado.

Diante da falta de plano convincente, o Juízo concedeu prazo para o município apresentar relatório circunstanciado do que vem desenvolvendo para melhorar a coleta do lixo na cidade e o que está sendo cumprindo pelo município, segundo a sentença, bem como para apresentar uma agenda indicando os prazos para o cumprimento das demais obrigações.

Também o prefeito deverá ser convocado para dar explicações, já que, para o magistrado e para o Ministério Público, as secretarias municipais estão se eximindo de suas responsabilidades. Quanto à multa, o Ministério Público requererá a execução, nos termos da lei, ou seja, o sequestro do valor das contas públicas.

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 10:25:00

Hospital Santa Marcelina recebe emenda do deputado Airton

O pagamento dos recursos, na ordem de R$ 150 mil, foi confirmado pela Secretaria de Estado de Saúde durante a assinatura do Termo de Colaboração promovido entre o governo do estado e direção daquela instituição.

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 10:06:00

TCE confirma ministro Barroso e procuradora do município do Rio no VI Fórum de Direito Constitucional e Administrativo

O ministro STF, Luís Roberto Barroso, e a procuradora do município do Rio de Janeiro, Vanice Regina Lírio do Valle, são os novos conferencistas confirmados para o evento no Palácio das Artes de Rondônia, em Porto Velho.

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 09:48:00

Oportunistas e aventureiros sujam a política estadual

Gessi Taborda

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 09:36:00

SAC é lançado pelo TCE para agilizar atendimentos junto ao Sigap

Destinado a todos os usuários dos diversos módulos do Sigap, jurisdicionados e cidadãos, o SAC busca tornar as interações entre os usuários e a equipe de atendimento do Sigap no TCE-RO...

POLíCIA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 09:25:00

Operação Ara Pacis é deflagrada pela Polícia Civil em Buritis

Serão cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e 19 mandados de prisão, todos referentes a crimes contra a vida.

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 09:13:00

Dr. Neidson propõe audiência para debater reivindicações

​Dificuldades e reivindicações apresentadas pelas associações serão discutidas na reunião proposta por Dr. Neidson.

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 09:06:00

Jean emite parecer contrário a projeto de taxas de licenciamento

​Parlamentar disse que Sedam atendeu as reivindicações e reduziu valores exorbitantes cobrados em nova lei.

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:38:00

Maurão busca solução para crise entre Polícia Civil e governo do Estado

​Policiais civis cobram do Estado negociações firmadas há mais de dois anos não cumpridas.

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:35:00

Nota de pesar 

A Associação Rondoniense de Imprensa (Airon), com pesar, lamenta o falecimento do jornalista Donizete Soares.

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:30:00

Servidor do Iperon representa Rondônia em Encontro Nacional sobre o eSocial em Recife

O evento,  que foi o segundo da série,  tem como princípio viabilizar a garantia de direitos previdenciários  e trabalhistas...

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:21:00

União fecha acordo com estados e editará MP para liberar recursos da repatriação

O Palácio do Planalto confirmou a celebração de um acordo com os governadores para a liberação dos recursos resultantes da multa da repatriação (programa de regularização de ativos no exterior).

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:16:00

Câmara aprova texto-base de MP da reforma do ensino médio

Pela proposta, os deputados aprovariam o texto-base em votação nominal e deixariam para votar, na próxima semana, os destaques ao texto, também em votação nominal.

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 08:03:00

PAC do Saneamento em Porto Velho tem fim vexatório para a CAERD

Término do PAC do Saneamento em Porto Velho enterra sonho de melhoria da saúde da população.

GERAL | matéria escrita em 08/12/2016 ás 07:56:00

Sindsef Rondônia integra chapa da moralização para concorrer à direção da Condsef

Ao apresentar a chapa, o presidente da Sindsef/RO, Daniel Pereira, afirmou que Rondônia mantém a decisão de acreditar e defender o que é correto.

POLíTICA | matéria escrita em 08/12/2016 ás 07:53:00

Supersalários: comissão aprova fim do efeito cascata e restrições a auxílios

O parecer de Kátia Abreu apresenta uma série de sugestões de medidas a serem tomadas pelos Poderes Executivo, Legislativos, Judiciário e pelo Ministério Público, além dos governos estaduais e municipais...

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com