29/06/2010 - 06h18min - Atualizado em 29/06/2010 - 06h18min

Prefeitura é convocada para explicar irregularidades no "lixão"

Magistrado aplicará sequestro de verba, caso município não cumpra condenação de 2005.

Audiência realizada na última quinta-feira, dia 24, na 1ª Vara da Fazenda Pública, em Porto Velho , põe a prefeitura mais uma vez em cheque sobre a situação do aterro sanitário. Desde que foi condenada a mudar o local do "lixão", em 2005, a administração municipal não cumpriu a sentença que determinava, entre outros pontos, a abertura de um novo local para o aterro, o monitoramento físico-químicos dos igarapés próximos, a adequação e fiscalização do depósito do lixo e a suspensão da coleta feita a céu aberto.

A prefeitura da capital não teria cumprido a sentença, além de não justificar satisfatoriamente a desobediência, por isso foi novamente convocada pela Justiça para explicar-se e tomar as medidas determinadas pelo juiz Alexandre Miguel à época. A sentença também condenava a Prefeitura a regularizar a atividade dos catadores, a impedir o acesso ao lixo por pessoas sem botas, luvas ou a lixo tóxico, a apresentar relatório técnico de análise de área danificada e plano de recuperação e recomposição ambiental, além de ressarcir e indenizar os danos causados ao meio ambiente em razão das constantes violações e degradações.

"Ocorre que de lá para cá nada foi realizado pelo requerido, no que se refere ao exato cumprimento da sentença condenatória", escreveu o Juiz no despacho, por isso fixou multa que segundo a última apuração chegava ao valor de 7 milhões 416 mil e 115 reais, e que se fosse corrigido até hoje poderia chegar a 10 milhões. A administração nunca pagou a multa e mais uma vez tentou apresentar documentos que, segundo os magistrados e promotores do caso, não justificam em nada a falta de atitude com relação a um problema tão sério que atinge a população da capital.

Dois secretários municipais, o de obras, Marcelo Fernandes, e o de serviços públicos, Jair Ramires, compareceram à audiência, acompanhados dos procuradores do município. Cada qual tentou se isentar de responsabilidades, mas o magistrado e o representante do Ministério Público foram incisivos ao cobrar das autoridades o cumprimento da determinação judicial. "Vários documentos foram juntados sem, contudo, especificar, indicar ou provar que a decisão foi cumprida a contento", esclareceu no despacho Alexandre Miguel.

Para o magistrado, a concorrência pública, que o município alega ser o gargalo para a resolução do problema, não pode ser a única alternativa para o cumprimento da decisão. "Já se passaram quase cinco anos do trânsito em julgado (quando a condenação não tem mais possibilidade de recursos) e o município não conseguiu e não me convém expor as razões disso para concluir tal concorrência. Nem mesmo há indicativo de que, realizada esta concorrência, o julgado estará cumprido integralmente", argumentou o magistrado.

Diante da falta de plano convincente, o Juízo concedeu prazo para o município apresentar relatório circunstanciado do que vem desenvolvendo para melhorar a coleta do lixo na cidade e o que está sendo cumprindo pelo município, segundo a sentença, bem como para apresentar uma agenda indicando os prazos para o cumprimento das demais obrigações.

Também o prefeito deverá ser convocado para dar explicações, já que, para o magistrado e para o Ministério Público, as secretarias municipais estão se eximindo de suas responsabilidades. Quanto à multa, o Ministério Público requererá a execução, nos termos da lei, ou seja, o sequestro do valor das contas públicas.

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/08/2016 ás 10:22:00

OAB/RO lança ‘Comitê de Combate ao Caixa 2 e à Corrupção Eleitoral’, com a presença de candidatos

A iniciativa visa intensificar a valorização do voto livre e pelo exercício de votar com sentido de responsabilidade social.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/08/2016 ás 10:12:00

TJ apresenta na Fiero sua nova ferramenta de solução de conflitos

‘Resolva Aqui’ é um canal disponibilizado pelo Tribunal de Justiça que reduz o tempo de resolução de conflitos entre empresas e o consumidor.

POLíTICA | matéria escrita em 27/08/2016 ás 10:02:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/08/2016 ás 09:41:00

Vídeo: Mutirão fiscal já passou, mas a dívida pode ser negociada até 31 de outubro

Porém quem não teve tempo de ir ate a Ello eventos, ainda tem chance, pois a negociação das dívidas com o fisco estadual continuará pela internet...

POLíTICA | matéria escrita em 27/08/2016 ás 09:18:00

Cleiton Roque entrega passagens aéreas aos atletas do Kung Fu

O parlamentar lembrou que este é um direito adquirido pelas entidades que estão em dias com suas obrigações estatutárias por isso foi possível ajudar a Federação de Kung Fu novamente.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/08/2016 ás 09:15:00

Justiça do Trabalho em Ariquemes promove campanha para ajudar pacientes com câncer

As doações serão recebidas até 25 de novembro de 2016, no Fórum Trabalhista de Ariquemes...

GERAL | matéria escrita em 27/08/2016 ás 09:12:00

Estudantes de Medicina ensinam à população técnicas de reanimação cardiorespiratória

O evento, gratuito, acontece no Porto Velho Shopping neste sábado,27.

GERAL | matéria escrita em 27/08/2016 ás 09:04:00

Exposição de Peixes do rio Madeira – Últimos dias

A exposição segue até a próxima segunda-feira, dia 29, no horário de funcionamento do Porto Velho Shopping, que é das 10 às 22 horas.

GERAL | matéria escrita em 27/08/2016 ás 08:59:00

Vacinação antirrábica em Porto Velho é neste sábado

Porto Velho das 8h às 17h30.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 27/08/2016 ás 08:56:00

Novo Desembargador do Trabalho é empossado no TRT da 14ª Região

O ato de posse contou com o ineditismo de ser a primeira posse de um Desembargador por meio eletrônico videoconferência, e com assinatura eletrônica...

POLíTICA | matéria escrita em 27/08/2016 ás 08:52:00

Setor de confecções de Cacoal quer gerar mais empregos

Hoje o setor é responsável por cerca de 800 empregos diretos e quase 2 mil indiretos em Cacoal...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/08/2016 ás 15:04:00

Assembleia e governo estadual não devem legalizar garimpo no rio Madeira, recomendam MPF e MP/RO

Recomendação também é para que Decreto Legislativo nº 66 seja cancelado imediatamente.

POLíTICA | matéria escrita em 26/08/2016 ás 13:56:00

Uma ofensa às favelas

Professor Nazareno

POLíTICA | matéria escrita em 26/08/2016 ás 13:49:00

Capixaba visita obras do Complexo Beira Rio e cobra agilidade na execução

A previsão inicial é de que a obra seja concluída até o final de 2017.

GERAL | matéria escrita em 26/08/2016 ás 13:45:00

Feira da Reforma Agrária está na Portoagro

O horário de funcionamento da feira é de 18h às 21h e o estande de 14h30 às 21h.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com