29/06/2010 - 06h18min - Atualizado em 29/06/2010 - 06h18min

Prefeitura é convocada para explicar irregularidades no "lixão"

Magistrado aplicará sequestro de verba, caso município não cumpra condenação de 2005.

Audiência realizada na última quinta-feira, dia 24, na 1ª Vara da Fazenda Pública, em Porto Velho , põe a prefeitura mais uma vez em cheque sobre a situação do aterro sanitário. Desde que foi condenada a mudar o local do "lixão", em 2005, a administração municipal não cumpriu a sentença que determinava, entre outros pontos, a abertura de um novo local para o aterro, o monitoramento físico-químicos dos igarapés próximos, a adequação e fiscalização do depósito do lixo e a suspensão da coleta feita a céu aberto.

A prefeitura da capital não teria cumprido a sentença, além de não justificar satisfatoriamente a desobediência, por isso foi novamente convocada pela Justiça para explicar-se e tomar as medidas determinadas pelo juiz Alexandre Miguel à época. A sentença também condenava a Prefeitura a regularizar a atividade dos catadores, a impedir o acesso ao lixo por pessoas sem botas, luvas ou a lixo tóxico, a apresentar relatório técnico de análise de área danificada e plano de recuperação e recomposição ambiental, além de ressarcir e indenizar os danos causados ao meio ambiente em razão das constantes violações e degradações.

"Ocorre que de lá para cá nada foi realizado pelo requerido, no que se refere ao exato cumprimento da sentença condenatória", escreveu o Juiz no despacho, por isso fixou multa que segundo a última apuração chegava ao valor de 7 milhões 416 mil e 115 reais, e que se fosse corrigido até hoje poderia chegar a 10 milhões. A administração nunca pagou a multa e mais uma vez tentou apresentar documentos que, segundo os magistrados e promotores do caso, não justificam em nada a falta de atitude com relação a um problema tão sério que atinge a população da capital.

Dois secretários municipais, o de obras, Marcelo Fernandes, e o de serviços públicos, Jair Ramires, compareceram à audiência, acompanhados dos procuradores do município. Cada qual tentou se isentar de responsabilidades, mas o magistrado e o representante do Ministério Público foram incisivos ao cobrar das autoridades o cumprimento da determinação judicial. "Vários documentos foram juntados sem, contudo, especificar, indicar ou provar que a decisão foi cumprida a contento", esclareceu no despacho Alexandre Miguel.

Para o magistrado, a concorrência pública, que o município alega ser o gargalo para a resolução do problema, não pode ser a única alternativa para o cumprimento da decisão. "Já se passaram quase cinco anos do trânsito em julgado (quando a condenação não tem mais possibilidade de recursos) e o município não conseguiu e não me convém expor as razões disso para concluir tal concorrência. Nem mesmo há indicativo de que, realizada esta concorrência, o julgado estará cumprido integralmente", argumentou o magistrado.

Diante da falta de plano convincente, o Juízo concedeu prazo para o município apresentar relatório circunstanciado do que vem desenvolvendo para melhorar a coleta do lixo na cidade e o que está sendo cumprindo pelo município, segundo a sentença, bem como para apresentar uma agenda indicando os prazos para o cumprimento das demais obrigações.

Também o prefeito deverá ser convocado para dar explicações, já que, para o magistrado e para o Ministério Público, as secretarias municipais estão se eximindo de suas responsabilidades. Quanto à multa, o Ministério Público requererá a execução, nos termos da lei, ou seja, o sequestro do valor das contas públicas.

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
GERAL | matéria escrita em 26/09/2016 ás 18:25:00

Fiero lança livro de 30 anos e homenageia empresários

Segundo o presidente da Fiero, o ideal de resgatar a memória da entidade pressupõe também a exposição daqueles que muitos contribuíram para consolidá-la ao longo de três décadas.

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 18:16:00

Relator adianta pontos de parecer sobre projeto anticorrupção

Onyx Lorenzoni defende acordo para reduzir duração dos processos e maior participação da sociedade no combate à corrupção. Deputado criticou a tentativa do Plenário de antecipar a discussão sobre caixa dois eleitoral.

GERAL | matéria escrita em 26/09/2016 ás 18:02:00

Greve chega a 21 dias e Fenaban chama categoria para nova rodada de negociação

Uma nova rodada de negociação acontecerá nesta terça-feira, 27/9, às 14 horas, em São Paulo.

GERAL | matéria escrita em 26/09/2016 ás 17:55:00

SINGEPERON cobra PCCR e garante a revogação de Decreto do fardamento

A Casa Civil também acolheu os argumentos do líder sindical pela revogação do Decreto nº 21.274, de 20 de setembro de 2016, que regulamenta o uso de uniformes, as normas de utilização, os modelos e a apresentação pessoal dos servidores...

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 17:48:00

Lista tríplice para vaga no TRE/RO é definida; confira os nomes dos advogados

Delson Fernando Barcellos Xavier, Letícia Botelho e Paulo Rogério José foram escolhidos.

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 17:42:00

Foragido da justiça: Doação de Marcos Donadon à campanha de Rosani deve ser investigada pelo MP Eleitoral

Para doar, o ex-deputado precisaria, obrigatoriamente, assinar um documento. Neste caso, a própria beneficiária (Rosani) teria que saber seu paradeiro.

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 17:31:00

Agricultor registrou candidatura usando apelido de SOBRE CÚ

Mas, como tudo o que é ruim sempre pode piorar, apareceu em outra cidade de Rondônia um candidato capaz de desbancar o “Cagado”.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 17:27:00

Separação total não dá direito à partilha de bens e pensão, decide TJRO

A mulher pretendia ver reformada totalmente a sentença do juízo de primeiro grau. Inconformada, além da partilha dos bens, ela queria a elevação da pensão alimentícia de 10 para 20 salários mínimos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 13:12:00

Atuação do MP resulta na identificação e prisão de morador de Alta Floresta

Joaquim Gumercindo Pereira, condenado por sequestro e foragido da Justiça há mais de 20  anos.

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 13:00:00

Quebra de sigilos desmente senador Valdir Raupp, diz procurador geral Rodrigo Janot 

Parlamentar rondoniense teria recebido R$ 500 mil de operador.

POLíTICA | matéria escrita em 26/09/2016 ás 12:48:00

Cassol levanta barras da calça para desmentir boatos e faz desabafo em vídeo 

Senador disse que não responde processos por corrupção, mas por enfrentamento.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 12:08:00

Segunda Turma assegura direito de defesa a deputado que responde por improbidade

Ao reconhecer o cerceamento ao direito de defesa e à produção de prova testemunhal, os ministros da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinaram o retorno à primeira instância de ação de improbidade...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 12:05:00

Desconsideração inversa combate abusos na utilização da pessoa jurídica

Por meio da interpretação teleológica (finalística) do artigo 50 do Código Civil (CC), diversos julgados do tribunal aplicam a desconsideração inversa da personalidade jurídica – que afasta a autonomia patrimonial da sociedade ...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 12:03:00

STJ determina bloqueio prévio de serviços como disque-sexo e disque-amizade

A decisão unânime foi proferida em processo sob a relatoria do ministro Herman Benjamin, que deu parcial provimento a recurso do Ministério Público Federal (MPF)...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 26/09/2016 ás 12:01:00

Suspensas em todo o país ações sobre alteração do índice de correção do FGTS

A suspensão vale até que a Primeira Seção do STJ julgue o REsp 1.614.874, afetado como recurso representativo da controvérsia.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com