/ geral / STJ

11/05/2010 - 18h16min - Atualizado em 11/05/2010 - 18h16min

Rondônia: Optometrista não pode praticar atos privativos de médico

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico.

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de dois profissionais de Rondônia que pretendiam continuar realizando consultas e exames optométricos e prescrevendo o uso de óculos e lentes de contato. O Ministério Público Federal havia entrado com ação civil para que os profissionais fossem impedidos de praticar atos privativos de médicos.

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico. O tribunal também estabeleceu que eles deveriam adequar a publicidade da empresa.

Os optometristas recorreram ao STJ contra essa decisão da justiça de Rondônia. Eles questionavam a legalidade da Portaria n. 397/2002. Esse ato, editado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, teria alargado as atividades do optometrista em relação aos decretos n. 20.931/1932 e 24.492/1934, o que deveria levar ao reconhecimento da inconstitucionalidade da norma.

A relatora, ministra Eliana Calmon, considerou que no âmbito do recurso especial não é viável verificar a recepção (quando a Constituição recebe as leis já existentes e compatíveis com o texto constitucional e dá validade a elas) desses decretos pela Constituição Federal de 1988, uma vez que não compete ao STJ analisar questões de caráter constitucional. Entretanto, a ministra esclareceu que o Tribunal já se manifestou pela vigência dos dispositivos do Decreto n. 20.931/1932, que trata do profissional de optometria. A legislação que revogou esse decreto foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, assim o decreto continua eficaz.

A relatora no STJ concluiu que a portaria editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego extrapolou o que previa a legislação que trata do assunto, “ao permitir que os profissionais óticos realizem exames e consultas optométricos, bem como prescrevam a utilização de óculos e lentes”, arrematou a ministra. Por isso, ela concordou com o posicionamento do TJRO – no sentido de que os profissionais se abstenham de realizar consultas e prescrever óculos sem o respectivo laudo médico – e negou o pedido dos optometristas. Por unanimidade, os ministros da Segunda Turma acompanharam o voto da relatora.

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 17:19:00

Escolas estaduais só serão usadas por desabrigados em caso de tragédia, informa Seduc

Escolas estaduais não servirão de abrigo em caso de cheia. Estabelecimentos só poderão acolher desabrigados com autorização do Ministério Público.

POLíTICA | matéria escrita em 27/01/2015 ás 13:20:00

Ex-deputado de Cerejeiras confirma acordo para voltar à Assembleia Legislativa

Ezequiel vai assumir vaga de Lebrão, que irá para o DER.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:35:00

Contemplados do Cidade de Todos I assinam contrato na quinta-feira

O Cidade de Todos I está localizado na Avenida Amazonas com Rua Humaitá e possui infraestrutura que conta com água tratada, rede de esgoto, sistema de drenagem pluvial, ruas asfaltadas e outros benefícios.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:33:00

Juros do cheque especial para pessoas físicas atingem 200,6% ao ano, em dezembro

O patamar alcançado em dezembro é o mais alto desde fevereiro de 1999, quando estavam em 204,3%.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:10:00

Detran parcela multas e taxas em até dez vezes

somente serão objeto de parcelamento débitos acima de R$100.

POLíTICA | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:07:00

Resenha política

Robson Oliveira

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:05:00

Empréstimo consignado: um crime sem solução.....

Carlos Terceiro, de Brasília

POLíTICA | matéria escrita em 27/01/2015 ás 12:03:00

A MATEMÁTICA NÃO MENTE, MAS HÁ MATEMÁTICOS MENTIROSOS...

FRANCISCO XAVIER GOMES

POLíTICA | matéria escrita em 27/01/2015 ás 11:52:00

Prefeito destaca “pacotes de obras” e prevenção contra possível cheia do Madeira

Questionado pelos ouvintes sobre melhorias no transporte coletivo, o prefeito declarou que não abre mão da qualidade, por isso ainda não concedeu reajuste da passagem.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 11:50:00

MP ingressa com ação contra secretário de Saúde de Ji-Paraná por contratação ilícita de servidor

O MP apurou que apesar das duas contratações Alexandro nunca exerceu de fato as atribuições a que foi vinculado.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 11:47:00

MP pede inconstitucionalidade de resolução que mudou regime jurídico dos servidores da ALE/RO

O Procurador-Geral de Justiça, Héverton Alves de Aguiar, que subscreve a Adin, destaca que a Constituição Estadual disciplina que cabe privativamente ao governador do Estado a iniciativa da Lei.

GERAL | matéria escrita em 27/01/2015 ás 11:44:00

MPF pede anulação do vestibular de Medicina da Faculdade São Lucas

Ministério Público Federal argumenta que faculdade não poderia ter utilizado questões copiadas da Internet e de banco de dados pago.

POLíTICA | matéria escrita em 26/01/2015 ás 18:22:00

Funcionalismo do Cone Sul prepara protesto contra nomeação de “apadrinhados”

A tradição política confirma que muitos órgãos públicos são fatiados por partidos e aliados de campanha daquele que venceu a disputa eleitoral.

GERAL | matéria escrita em 26/01/2015 ás 17:58:00

Leudo Buriti é o novo diretor presidente do Porto

Leudo Buriti destacou o apoio da bancada federal de Rondônia na liberação de recursos para aquisição de equipamentos que atendem as necessidades prioritárias do Porto.

GERAL | matéria escrita em 26/01/2015 ás 17:23:00

Sinalização pública receberá novo incremento nos próximos dias, garante Semtran

Também foram iniciados serviços de sinalização horizontal, uma vez que a sinalização vertical já está toda pronta, na Rua Venezuela entre as avenidas José Vieira Caúla e Rio de Janeiro.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com