/ geral / STJ

11/05/2010 - 18h16min - Atualizado em 11/05/2010 - 18h16min

Rondônia: Optometrista não pode praticar atos privativos de médico

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico.

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de dois profissionais de Rondônia que pretendiam continuar realizando consultas e exames optométricos e prescrevendo o uso de óculos e lentes de contato. O Ministério Público Federal havia entrado com ação civil para que os profissionais fossem impedidos de praticar atos privativos de médicos.

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico. O tribunal também estabeleceu que eles deveriam adequar a publicidade da empresa.

Os optometristas recorreram ao STJ contra essa decisão da justiça de Rondônia. Eles questionavam a legalidade da Portaria n. 397/2002. Esse ato, editado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, teria alargado as atividades do optometrista em relação aos decretos n. 20.931/1932 e 24.492/1934, o que deveria levar ao reconhecimento da inconstitucionalidade da norma.

A relatora, ministra Eliana Calmon, considerou que no âmbito do recurso especial não é viável verificar a recepção (quando a Constituição recebe as leis já existentes e compatíveis com o texto constitucional e dá validade a elas) desses decretos pela Constituição Federal de 1988, uma vez que não compete ao STJ analisar questões de caráter constitucional. Entretanto, a ministra esclareceu que o Tribunal já se manifestou pela vigência dos dispositivos do Decreto n. 20.931/1932, que trata do profissional de optometria. A legislação que revogou esse decreto foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, assim o decreto continua eficaz.

A relatora no STJ concluiu que a portaria editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego extrapolou o que previa a legislação que trata do assunto, “ao permitir que os profissionais óticos realizem exames e consultas optométricos, bem como prescrevam a utilização de óculos e lentes”, arrematou a ministra. Por isso, ela concordou com o posicionamento do TJRO – no sentido de que os profissionais se abstenham de realizar consultas e prescrever óculos sem o respectivo laudo médico – e negou o pedido dos optometristas. Por unanimidade, os ministros da Segunda Turma acompanharam o voto da relatora.

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:30:00

Laerte requer informações de contratação de serviços

De acordo com Laerte Gomes , é necessário fazer o levantamento dos serviços prestados pela empresa Lumiar, no período de 2011 e 2015.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:21:00

Eletrobrás diz que tarifa de energia em Rondônia é a mais barata do Brasil entre 64 distribuidoras

Eletrobras Distribuição Rondônia participou de audiência pública sobre o valor da tarifa de energia elétrica.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:17:00

Provas para estágio no MPT-RO tem data de realização alterada

A prova para estágio na área de Direito será realizada nesse domingo, dia 26 de abril, e as provas para estágio nas áreas de Arquitetura, Comunicação Social e Informática serão realizadas no dia 10 de maio.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:13:00

PRF em Ação - Foragido da justiça é detido pela PRF em Ji-Paraná/RO

Após solicitar os documentos dos passageiros, os agentes realizaram a checagem nos sistemas disponíveis e constataram que havia um mandado de prisão em aberto.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:10:00

Semob trabalha na implantação de rede de drenagem pluvial no bairro Teixeirão

A vazão das águas foi direcionada para o igarapé localizado no final do bairro

POLíCIA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:07:00

PRF recupera três motos em Porto Velho

Foram recuperadas duas motos Honda/NXR 150 BRO e uma Honda/CG 150 TIT ainda não emplacada.

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:04:00

Prefeito anuncia conclusão do processo de caducidade do transporte coletivo

Nazif disse que está preocupado com o destino dos trabalhadores das empresas de ônibus que perderam o contrato. “Nós vamos trabalhar com o objetivo de que estes trabalhadores sejam absorvidos pelas novas contratadas".

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:03:00

Racismo se combate com ações

Pedro Cardoso da Costa

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 13:01:00

A maldita teoria da conspiração

Valdemir Caldas

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 12:57:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

GERAL | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:21:00

OFÍCIO PÚBLICO DE APOIO À COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA...

CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL DE BASE DR. ARY PINHEIRO

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:16:00

Gurgacz quer ampliar dispensa de registro e isenção de máquinas agrícolas

Presidente da comissão mista que analisa a MP, o parlamentar anunciou a intenção de ampliar essa dispensa para todos os veículos agrícolas que, de fato, sejam utilizados apenas na atividade produtiva.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:13:00

Raupp cobra atenção com rodovias federais em Rondônia

Raupp manifestou sua esperança de que não sejam contingenciados os recursos para a construção da ponte do Abunã, que fará travessia para o Acre.

POLíTICA | matéria escrita em 25/04/2015 ás 11:09:00

Projeto sobre terceirização deve tramitar no Senado a partir de segunda-feira

Renan decidiu convocar uma sessão temática em Plenário para debater a proposição com os senadores e chegou a dizer que a terceirização não poderia ser “ampla, geral e irrestrita” .

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 25/04/2015 ás 10:45:00

Magistrados aprendem a reconhecer perigo de vida em violência doméstica

Para receber proteção, a mulher vítima de violência deve procurar a delegacia mais próxima para registrar ocorrência. Se possível, recorrer assim que for possível a uma Defensoria Pública ou Ministério Público.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com