/ geral / STJ

11/05/2010 - 18h16min - Atualizado em 11/05/2010 - 18h16min

Rondônia: Optometrista não pode praticar atos privativos de médico

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico.

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de dois profissionais de Rondônia que pretendiam continuar realizando consultas e exames optométricos e prescrevendo o uso de óculos e lentes de contato. O Ministério Público Federal havia entrado com ação civil para que os profissionais fossem impedidos de praticar atos privativos de médicos.

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico. O tribunal também estabeleceu que eles deveriam adequar a publicidade da empresa.

Os optometristas recorreram ao STJ contra essa decisão da justiça de Rondônia. Eles questionavam a legalidade da Portaria n. 397/2002. Esse ato, editado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, teria alargado as atividades do optometrista em relação aos decretos n. 20.931/1932 e 24.492/1934, o que deveria levar ao reconhecimento da inconstitucionalidade da norma.

A relatora, ministra Eliana Calmon, considerou que no âmbito do recurso especial não é viável verificar a recepção (quando a Constituição recebe as leis já existentes e compatíveis com o texto constitucional e dá validade a elas) desses decretos pela Constituição Federal de 1988, uma vez que não compete ao STJ analisar questões de caráter constitucional. Entretanto, a ministra esclareceu que o Tribunal já se manifestou pela vigência dos dispositivos do Decreto n. 20.931/1932, que trata do profissional de optometria. A legislação que revogou esse decreto foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, assim o decreto continua eficaz.

A relatora no STJ concluiu que a portaria editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego extrapolou o que previa a legislação que trata do assunto, “ao permitir que os profissionais óticos realizem exames e consultas optométricos, bem como prescrevam a utilização de óculos e lentes”, arrematou a ministra. Por isso, ela concordou com o posicionamento do TJRO – no sentido de que os profissionais se abstenham de realizar consultas e prescrever óculos sem o respectivo laudo médico – e negou o pedido dos optometristas. Por unanimidade, os ministros da Segunda Turma acompanharam o voto da relatora.

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 09:21:00

Deputado quer recursos destinados a desastres naturais para atender Rondônia

“Antes da MP ser votada no Senado, eu vou cobrar do ministro da Integração Nacional, Francisco Coelho, para que atenda Rondônia".

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/04/2014 ás 09:08:00

Vereador que foi preso acusado de assédio sexual contra servidoras pode retornar à Câmara

Ele poderá participar de todas as sessões da Câmara, podendo ter acesso ao local em que se realizam até 30 minutos antes, e dele devendo retirar-se, no máximo, 30 minutos após o encerramento.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:47:00

MP tem julgada procedente ação para reenquadramento de procuradores do município de Porto Velho

A sentença foi proveniente de ação civil pública por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Promotor de Justiça Alzir Marques Cavalcante Júnior.

POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:44:00

Câmara aprova proposta que facilita registro de nomes tradicionais indígenas

O deputado Padre Ton (PT-RO), coordenador da Frente Parlamentar de Apoio aos Povos Indígenas, comemora o projeto votado.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:37:00

MINISTRO NEGA TRÂMITE E RECURSO DE JUIZ QUE QUER SER CHAMADO DE "DOUTOR" EM CONDOMÍNIO ONDE MORA

Nos autos, o magistrado alegou ter sofrido danos e que, por isso, esperava a procedência do pedido inicial “para dar a ele e suas visitas o tratamento de ‘doutor’, ‘senhor’, ‘doutora’, ‘senhora’.

POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:33:00

Cassol elogia patrocínio do esporte amador por prefeituras de pequenas cidades

- Estava lá o Ivo Cassol, senador do povo do Estado de Rondônia, participando mais uma vez de uma atividade esportiva junto com seus amigos e colegas.

POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:31:00

Anibal Diniz comemora aprovação de indenização a soldados da borracha

Atualmente, os soldados da borracha recebem uma pensão vitalícia de dois salários mínimos. A indenização prevista no projeto é de R$ 25 mil, valor que poderá ser recebido também pelos dependentes.

POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:27:00

Transposição: Aprovada em 2º turno PEC sobre reenquadramento de servidores de ex-territórios

A proposta, de autoria da deputada Dalva Figueiredo (PT-AP), vale para os admitidos entre outubro de 1988 e outubro de 1993.

POLíTICA | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:17:00

Brito do Incra e Euclides indicam ao governador necessidade de atendimento das reivindicações dos técnicos tributários

Parlamentares defenderam realização de concurso público para a categoria.

GERAL | matéria escrita em 24/04/2014 ás 08:09:00

EDUCAÇÃO: SAERO, O SEGREDO DE ESTADO...

FRANCISCO XAVIER GOMES

POLíCIA | matéria escrita em 00/00/0000 ás 00:00:00

Rondônia: PM prende acusado de estelionato investigado pela Policia Federal

Ele estava na agência do Bradesco e se preparava para sacar R$ 14.000,00 referentes a um retroativo de benefício do INSS de pensão por morte de uma suposta esposa.

POLíTICA | matéria escrita em 23/04/2014 ás 19:06:00

Senado aprova indenização a 'soldados da borracha'

A PEC 61/2013, que tem o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) como primeiro signatário, prevê que a eles seja pago um benefício único de R$ 25 mil.

POLíTICA | matéria escrita em 23/04/2014 ás 18:32:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX - Valter Araújo afirma que deputados levaram R$ 1 milhão cada um por isenção das usinas

Valter Araújo deu um longo depoimento ao procurador da República Reginaldo Trindade, invocando o recurso da “delação premiada” e explicou como funcionou a aprovação da isenção.

POLíTICA | matéria escrita em 23/04/2014 ás 18:29:00

Maurão pede recuperação de vicinal e recapeamento da RO-471, em Ministro Andreazza

"A prefeitura de Andreazza, a exemplo das demais, enfrenta dificuldades e estamos solicitando apoio do Governo para que essa vicinal, importante para a economia do município”.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/04/2014 ás 18:25:00

Santander é condenado em R$ 500 mil por não observar jornada de trabalho

A SDI-1 acolheu recurso do Ministério Público do Trabalho, autor de ação civil pública contra o banco, e restabeleceu decisão do Tribunal Regional do Trabalho .

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com