/ geral / STJ

11/05/2010 - 18h16min - Atualizado em 11/05/2010 - 18h16min

Rondônia: Optometrista não pode praticar atos privativos de médico

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico.

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de dois profissionais de Rondônia que pretendiam continuar realizando consultas e exames optométricos e prescrevendo o uso de óculos e lentes de contato. O Ministério Público Federal havia entrado com ação civil para que os profissionais fossem impedidos de praticar atos privativos de médicos.

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) determinou que os profissionais deixassem de realizar consultas e receitar óculos sem o respectivo laudo médico. O tribunal também estabeleceu que eles deveriam adequar a publicidade da empresa.

Os optometristas recorreram ao STJ contra essa decisão da justiça de Rondônia. Eles questionavam a legalidade da Portaria n. 397/2002. Esse ato, editado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, teria alargado as atividades do optometrista em relação aos decretos n. 20.931/1932 e 24.492/1934, o que deveria levar ao reconhecimento da inconstitucionalidade da norma.

A relatora, ministra Eliana Calmon, considerou que no âmbito do recurso especial não é viável verificar a recepção (quando a Constituição recebe as leis já existentes e compatíveis com o texto constitucional e dá validade a elas) desses decretos pela Constituição Federal de 1988, uma vez que não compete ao STJ analisar questões de caráter constitucional. Entretanto, a ministra esclareceu que o Tribunal já se manifestou pela vigência dos dispositivos do Decreto n. 20.931/1932, que trata do profissional de optometria. A legislação que revogou esse decreto foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, assim o decreto continua eficaz.

A relatora no STJ concluiu que a portaria editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego extrapolou o que previa a legislação que trata do assunto, “ao permitir que os profissionais óticos realizem exames e consultas optométricos, bem como prescrevam a utilização de óculos e lentes”, arrematou a ministra. Por isso, ela concordou com o posicionamento do TJRO – no sentido de que os profissionais se abstenham de realizar consultas e prescrever óculos sem o respectivo laudo médico – e negou o pedido dos optometristas. Por unanimidade, os ministros da Segunda Turma acompanharam o voto da relatora.

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíCIA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 20:00:00

Mecânico e roqueiro Heavy Nei é assassinado a tiros na capital

Ele foi morto no início da noite deste sábado em um bar da Zona Leste de Porto Velho.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 11:39:00

Raupp discute em Ariquemes importância da modernização agrícola

Segundo o senador, a tecnologia proporciona produção com melhor qualidade, em maior quantidade e área menor.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 30/04/2016 ás 11:14:00

Após novo requerimento da OAB, MEC analisará a retirada de cursos técnicos jurídicos do catálogo nacional

A decisão foi tomada em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (28), na sede do Ministério da Educação.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 11:04:00

Maurão de Carvalho indica veículos e voadeira para PM do distrito de São Carlos

Sem meios, policiais militares não podem se deslocar para atender ocorrências na região.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 10:56:00

Deputados querem festival folclórico de Guajará-Mirim no calendário turístico

Criado em 1995, o festival apresenta a disputa dos bois-bumbás Malhadinho (Azul) e Flor do Campo (Vermelho), atraindo visitantes de Rondônia, de outros Estados e da vizinha Bolívia.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:51:00

Vereador Júnior Siqueira leva demandas da Feder ao deputado Ezequiel Júnior

Atualmente, a busca da Presidente da Feder é para alocação de recursos financeiros para a entidade, visto que os custos de manutenção dos portadores de deficiência extrapola o que se obtém com ajuda de pessoas físicas.

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:48:00

TCE e Funpar realizam espetáculo teatral Einstein

A apresentação será realizada em sessão única, às 20h (com 15 minutos de tolerância), com renda totalmente revertida à Associação Pestalozzi de Porto Velho.

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:42:00

Defensoria investe na aquisição equipamentos e sistema de informação para agilizar atendimento

Com o principal objetivo de reestruturar a instituição e oferecer melhores condições de trabalho aos defensores públicos, aumentando assim a qualidade dos serviços destinados aos assistidos.

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:23:00

Feempi apoia formalização de mototaxistas através do MEI

Entidade também garantiu empenho para a regulamentação profissional de motofrete e motoboy em Porto Velho.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:18:00

Obra do anel viário tem antídoto a interrupções

Vistoria diuturna do deputado Laerte Gomes é um dos fatores de peso para que a obra não seja mais uma vez paralisada em Ji-Paraná.

POLíTICA | matéria escrita em 30/04/2016 ás 09:01:00

Faz-me rir

Valdemir Caldas

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 08:45:00

Museu Palácio da Memória Rondoniense aguarda contribuição indígena para identificar e expor peças milenares

Aos poucos, o museu situado no antigo Palácio Presidente Vargas organiza o seu acervo arqueológico, etnográfico, geológico, paleontológico, zoológico e obras de artes.

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 08:42:00

Municípios se preparam para realizar etapa municipal da 6ª Conferência Nacional das Cidades

Representantes de 15 municípios de Rondônia foram orientados, durante seminário realizado nesta quinta-feira (28) no auditório da Junta Comercial de Rondônia (Jucer).

GERAL | matéria escrita em 30/04/2016 ás 08:36:00

Mais de 30% dos pecuaristas já vacinaram o rebanho contra febre aftosa e declararam a vacinação em Rondônia

Nesta etapa de vacinação devem ser vacinados bovinos e bubalinos com até 24 meses.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com