11/12/2013 - 18h12min - Atualizado em 11/12/2013 - 18h12min

TCE responde consulta sobre contribuição previdenciária e aposentadoria de servidor

Na decisão, o Tribunal diz que é competência da municipalidade definir, em lei própria, a base de cálculo da contribuição previdenciária .

Em sessão do Pleno, o Tribunal de Contas (TCE-RO) aprovou voto na Consulta-Processo nº 4537/2012, formulada pelo Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Machadinho do Oeste, relativamente a questões envolvendo, entre outros tópicos, contribuição previdenciária, aposentadoria, licença, auxílios e adicional de insalubridade.

No voto aprovado, o TCE expõe os questionamentos feitos pelo consulente, respondendo-os de forma condensada em 10 tópicos principais, esclarecendo, inicialmente, que o artigo 4º da Lei Federal nº 10.887/2004 aplica-se somente aos servidores federais. A norma equivalente para servidores municipais e estaduais é a Lei nº 9.717/1998, em seu artigo 1º, inciso X.

Na decisão, o Tribunal diz que é competência da municipalidade definir, em lei própria, a base de cálculo da contribuição previdenciária destinada ao seu regime próprio (RPPS). A lei local que instituir parcela remuneratória deve também dispor se é permanente ou não, se incorporável ou não e quais sofrerão a incidência da contribuição previdenciária.

A decisão plenária ainda esclarece que a aposentadoria dos servidores que ingressaram no serviço público até a data de publicação da Emenda Constitucional nº 41 (31 de dezembro de 2003) será regida por uma das regras constitucionais implementadas no momento de sua concessão e o sistema de cálculo dos proventos se dará com base na última remuneração do cargo efetivo, salvo as concedidas com base no artigo 2º da EC nº 41/03.

Dessa forma, as parcelas incorporadas passam a ser consideradas vantagem pessoal de natureza permanente e a integrar o conceito de remuneração do cargo efetivo, para efeito da incidência da contribuição previdenciária e da aposentadoria. Já as parcelas não incorporadas, de natureza transitória, não fazem parte da remuneração do cargo efetivo e não servem de base para o cálculo dos proventos.

Por outro lado, a aposentadoria dos servidores efetivos que ingressaram no serviço público após a publicação da EC 41/03 será regida pelo parágrafo 1º do artigo 40 da Constituição federal, o qual prevê que os proventos serão calculados com base na média aritmética simples das maiores contribuições, correspondente a 80% de todo o período contributivo, contado a partir de julho de 1994.

É possível, por opção do servidor, incluir na base de cálculo da contribuição, parcelas remuneratórias com caráter temporário, fixadas em lei, com a finalidade de aumentar a média das remunerações contributivas, e consequentemente do valor dos proventos. Cabe ao município observar, durante a elaboração dos cálculos dos proventos, os limites previstos na CF, uma vez que o valor apurado não pode exceder a remuneração do servidor no cargo efetivo em que se deu sua aposentadoria.

OUTRAS QUESTÕES
Na decisão, o Pleno também esclarece outras questões, como licença maternidade, auxílios doença e reclusão, adicional de insalubridade, retorno à atividade de servidor.

O voto e o parecer prévio aprovados - que estão disponibilizados no portal do Tribunal de Contas (www.tce.ro.gov.br) - passam a integrar a Consolidação de Entendimentos do TCE, firmando, assim, precedente normativo no âmbito de jurisdição da Corte de Contas rondoniense.

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 18:10:00

"Bob Marley " quer ser deputado em Rondônia

Bob Marley declarou que pode gastar até R$ 600 mil para tentar conseguir uma das 24 cadeiras da Assembleia Legislativa de Rondônia.

GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 17:38:00

Cremero critica número de vagas abertas pela Sesau para a contratação de profissionais de diversas especialidades médicas

Segundo o presidente do Cremero, Rodrigo Almeida, há apenas uma vaga para as diversas especialidades médicas, que, na verdade, necessitam da contratação de vários profissionais.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 17:29:00

Responsabilidade Fiscal: Relatório do TCE mostra que prefeito de Ouro Preto cometeu dezenas de ilegalidades

O descalabro administrativo na administração municipal de Ouro Preto levou o TCE a determinar apuração da conduta do prefeito, Alex testoni.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 16:20:00

Projeto obriga candidato a informar eventual situação de 'ficha suja' na propaganda eleitoral

O autor acrescenta que, já nestas eleições, é possível ver candidatos pedindo votos embora tenham condenação por órgão judicial colegiado.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 16:17:00

Novas regras para processos trabalhistas entram em vigor em 60 dias

Entre outras medidas, a lei estabelece regras para a uniformização da jurisprudência no âmbito dos Tribunais Regionais do Trabalho, amplia o poder dos ministros relatores no TST...

GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 15:39:00

Associação eleitoreira dos Donadon é condenada a devolver quase R$ 700 mil aos cofres públicos

Segundo apurou o TCE, a fundação recebeu duas vezes pelos mesmos supostos serviços assistencialistas. Embolsou dinheiro federal repassado à Prefeitura de Vilhena e também do Estado.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 14:54:00

Juiz absolve deputada da acusação de propaganda eleitoral antecipada no Facebook

Segundo o juiz, "a propaganda eleitoral extemporânea se configura, segundo jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral, quando estas tem o propósito objetivo de angariar votos".

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 13:15:00

2ª Câmara Especial do TJRO mantém os direitos políticos suspensos de ex-parlamentar

Ele utilizou o trabalho de dois servidores custeados pela Assembleia Legislativa estadual em sua instituição particular,uma fundação asssistencialista que leva seu nome.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:27:00

Liminar obriga Ifro a aplicar nova prova de concurso para professor de Libras

No prazo de 60 dias, a Ifro deverá aplicar nova prova objetiva para o cargo de professor de Libras

GERAL | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:20:00

Mauro Nazif recebe representantes de agremiações para discutir sobre o desfile de carnaval

O primeiro tema a ser debatido foi quando a data do desfile, programada inicialmente para os dias 25, 26 e 27 de julho.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:21:00

Tiro no pé

Valdemir Caldas

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:15:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX

CEMADERON está sendo usada para fins eleitorais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/07/2014 ás 10:04:00

União não pode confiscar recursos de RO destinados ao reparo de calamidades

A decisão foi tomada após o estado informar que a União realizou no início de julho lançamento de débitos no valor de R$ 6,3 milhões.

POLíTICA | matéria escrita em 23/07/2014 ás 09:51:00

Justiça manda tirar do ar página no Facebook com o perfil "Confúcio nunca mais"

Numa das imagens, o perfil mostra "o governador com um monte de coco na cabeça (sic), com a seguinte mensagem: Confúcio expressa no facebook o que tem na cabeça".

POLíTICA | matéria escrita em 22/07/2014 ás 16:28:00

Resenha política

Robson Oliveira

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2013 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com