Dra. Taíssa cobra falta de leite para crianças intolerantes a lactose na rede pública de saúde

Fórmula é indicada para a gestão nutricional de diversas condições, incluindo alergia ao leite de vaca

Texto e foto: Assessoria parlamentar
Publicada em 16 de novembro de 2023 às 09:06
Dra. Taíssa cobra falta de leite para crianças intolerantes a lactose na rede pública de saúde

Durante a Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente, Mulher e Idosos (CDD CAMI) da Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero), a deputada estadual Dra. Taíssa (PSC) abordou na manhã desta terça-feira (14) sobre a falta do leite Neocate disponibilizado na rede pública do estado. O leite Neocate é uma fórmula à base de aminoácidos indicada para a gestão nutricional de diversas condições, incluindo alergia ao leite de vaca, alergias alimentares múltiplas, e outras situações em que é necessária uma alternativa à base de aminoácidos.

De acordo com uma denúncia recebida pelo WhatsApp do gabinete parlamentar, uma mãe moradora de Nova Dimensão se deslocou até a unidade de saúde em Porto Velho para receber o leite para seu filho, porém ao chegar no local foi informada que estaria em falta no momento. Segundo a denunciante, seu filho tem 1 ano e 10 meses, e apenas duas vezes conseguiu adquirir a lata gratuitamente. Uma lata de 400 ml da substância pode chegar a mais de R$ 200 reais, e dura aproximadamente uma semana e meia. O valor não é acessível para diversas pessoas que dependem desta fórmula.

“Eu só estou em busca do direito do meu filho, o valor é muito caro, estou me virando para comprar mas está cada vez mais difícil”, expressa a mãe. A cobrança da deputada tem como objetivo principal garantir o acesso a essa fórmula especial para crianças cujas são intolerantes à lactose e que enfrentam dificuldades financeiras para adquiri-la por meios convencionais, assegurando que todas as crianças, independentemente da condição financeira de suas famílias, tenham acesso a uma nutrição adequada.

A iniciativa da deputada Dra. Taíssa gerou também um requerimento destinado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que cobra informações referentes à ausência, e suspensão do fornecimento à população da fórmula nutricional Neocate. O documento também cobra a previsão do prazo para aquisição e restabelecimento do fornecimento, e quais medidas paliativas estão sendo adotadas para suprir essa necessidade. A referida pasta tem o prazo de 30 dias para respostas esclarecidas.

Comentários

  • 1
    image
    Shirlei Martins 17/11/2023

    O título da matéria está errado. Essa fórmula é para alérgicos, e não para intolerantes.

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook