Governo quer contratar servidores do Fisco em plena pandemia, mas a palavra final é do TCE

A intenção do Decreto foi clara, conter gastos e priorizar as ações de combate ao Coronavirus

Tudorondonia
Publicada em 06 de agosto de 2020 às 12:00
Governo quer contratar servidores do Fisco em plena pandemia, mas a palavra final é do TCE

Com a edição do Decreto 24.949 de 13 de abril de 2020, que suspendeu, a contar de 20 de março de 2020, os prazos de validade dos editais de concursos públicos realizados pela Administração Pública Estadual Direta e Indireta, referente a processos homologados e em fase de convocação dos aprovados, durante o período de vigência do Estado de Calamidade Pública em todo território de Rondônia. A intenção do Decreto foi clara, conter gastos e priorizar as ações de combate ao Coronavirus.

Segundo fonte do Executivo, a contratação já foi aprovada na MENP (Mesa de Negociação Permanente), embora a contratação de pessoal através deste concurso específico tenha ficado condicionada à vacância de cargos por conta de aposentadorias, exigência que também está prevista na Lei Complementar 173/2020.   O processo foi enviado para crivo do TCE, que certamente será razoável e atenderá às necessidades gritantes do Estado, que é o apoio incondicional à vida e à saude. 

A Saúde passa por um momento sem igual: carência de equipamentos, falta de medicação e mão de obra para bem atender a população. A gratificação para os "heróis" que estão na linha de frente é de apenas R$ 300,00. O povo rondoniense precisa de médicos, enfermeiros, biomédicos, farmacêuticos, técnicos de laboratório e técnicos em enfermagem.

Além disso, as diversas categorias estaduais que não tiveram seus pleitos atendidos, estão com salários congelados e amargam cortes de diversas verbas, por conta das restrições orçamentárias, aguardam ansiosas a manifestação da Corte de Contas, pois quando o sinal verde por dado, há muitos compromissos represados a serem honrados pelo Governo do Estado com os demais servidores públicos estaduais.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Beatriz 13/08/2020

    No estado de Santa Catarina o governo acabou de nomear servidores da área fiscal pq entende a necessidade de uma fiscalização forte. Eles tem agora é que ficar de olho nessas grandes empresas que vão aproveitar a pandemia pra sonegar imposto e ai sim afundar o estado, estratégias na área da saúde e economia andam juntas nesse momento q estamos vivendo.

  • 2
    image
    Lívia 07/08/2020

    O governo tá economizando até no auxílio transporte de quem está home office, além de outras verbas, os salários estão congelados... Vocês sabem quanto ganha um Técnico em Enfermagem, acho que ninguém tem noção. Invistam em equipamentos, itens de segurança, valorizem os profissionais de Saúde, não se coloca comida na mesa com elogios...

  • 3
    image
    Leonardo 06/08/2020

    A matéria só esqueceu de mencionar que quem arrecada o dinheiro para saúde é o fisco e se a sefin está com déficit de servidores que podem prejudicar a arrecadação de impostos em Rondônia, nesse caso parece razoável analisar esse ponto de vista, pois para ter recursos para o combate a covid é necessário ter uma melhora na arrecadação e nesse ponto a grande responsavel é a Sefin.

  • 4
    image
    Pedro Alvoroço Cunha 06/08/2020

    É cada uma, estamos precisando é de médicos e enfermeiros. De UTI. Cadê o novo João Paulo que o TCE disse que ia ajudar a construir? É um engodo atrás do outro. Decepcionante. Rondônia é o único lugar do mundo que se consegue o dinheiro e a obra não sai.

  • 5
    image
    Pedro Alvoroço Cunha 06/08/2020

    É cada uma, estamos precisando é de médicos e enfermeiros. De UTI. Cadê o novo João Paulo que o TCE disse que ia ajudar a construir? É um engodo atrás do outro. Decepcionante. Rondônia é o único lugar do mundo que se consegue o dinheiro e a obra não sai.

  • 6
    image
    Antony Rodrigues 06/08/2020

    É de lascar kkkkkk em que planeta vive esse governador? Tinha que nomear é mais gente pra saúde e não chamar gente sem necessidade na Pandemia. Deve ter parente de gente importante nesta lista, é a única explicação. Afinal não seria a primeira vez, que chamam uma boiada inteira por causa de touro premiado. Ridículo!

  • 7
    image
    Beatriz 06/08/2020

    Brincadeira, aposto que tem parente de "gente importante" nessa lista, essa é a única explicação...

  • 8
    image
    Juliana 06/08/2020

    Os trabalhadores da Saúde recebendo essa miséria de R$ 300,00, quando a gente adoece e entra de atestado NÃO recebe nada, o Governador começou a descontar 6% do auxílio transporte. Agora querem chamar Auditor que ganha R$ 20.000,00? Cadê o nosso plano de carreira? Um enfermeiro com 18 anos de Secretaria de Saúde ganha 4 salários mínimos. Espero que o sindicato esteja ligado e parta pra cima do Executivo.

  • 9
    image
    Ana 06/08/2020

    Incrível, as pessoas estão doentes, morrendo, falta medicamento, médico e querem arrochar as empresas. Acho que vai aumentar o desemprego..

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook