Léo Moraes afirma ser contra a aprovação do aumento dos reservatórios da usina de Santo Antônio

​​​​​​​O parlamentar apresentou argumentos para que o projeto não seja aprovado.

Assessoria
Publicada em 11 de abril de 2018 às 09:35
Léo Moraes afirma ser contra a aprovação do aumento dos reservatórios da usina de Santo Antônio

O deputado Léo Moraes (Podemos) usou a tribuna em sessão parlamentar na tarde desta terça-feira (10) para se posicionar quanto a votação do aumento dos reservatórios da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio.

O parlamentar lembrou que o tema já foi discutido diversas vezes em plenário e ressaltou a importância da votação para todo o Estado. “Não devemos condicionar a votação a qualquer outra situação inerente aos municípios. Aqui é exclusivamente para votar quanto a supressão das nossas reservas”.

Segundo Moraes, há um processo sendo tramitado na justiça contra a Santo Antônio Energia onde o Ministério Público Federal pediu julgamento do mérito para que não fossem aumentadas as cotas de reservatórios. “Nós como ouvintes da população e amparados pelo processo legal não podemos nos posicionar antes de a justiça se pronunciar”.

Outra razão dada pelo parlamentar para a não aprovação antes do trânsito em julgado pela justiça é que o aumento do reservatório poderia destruir provas de crimes cometidos pela empresa, além da falta de pagamento das compensações e outros. “Foram prometidos hospitais, escolas. Porto Velho atende o Estado inteiro e não se vê um hospital feito com esse dinheiro”.

Léo se disse preocupado e deixou claro que a Casa de Leis não deve cometer os erros do passado e deixou claro que, caso o projeto seja aprovado, não há apoio algum de sua parte. “Eu demonstro aqui minha preocupação e deixo claro que não sou favorável a essa afronta que pode ocorrer. Estamos preocupados com as pessoas do Joanna D’arc, de Jaci Paraná e outros que sofreram muito no passado por decisões erradas dessa Casa”. 

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook