LOCK DOWN OU NÃO EM PORTO VELHO: DECISÃO NA SEGUNDA

O Magistrado vai fazer os questionamentos e ouvir todas as partes, com todas as informações que julgar vitais, antes de se posicionar

Sérgio Pires
Publicada em 25 de junho de 2020 às 21:15
LOCK DOWN OU NÃO EM PORTO VELHO: DECISÃO NA SEGUNDA

Uma longa e complexa audiência de conciliação será realizada na Justiça rondoniense, antes que seja anunciada a decisão se será ou não aceito o pedido de lockdown, feito pela Prefeitura de Porto Velho. O juiz   Edenir Sebastião da Rosa, da 2ª Vara da Fazenda Pública, convocou uma audiência via videoconferência para às 9h da próxima segunda-feira, dia 29, antes de decidir sobre o assunto. Estão convocados o governador Marcos Rocha; o prefeito Hildon Chaves; os secretários de saúde do Município e do Estado; os Procuradores da Prefeitura e do Estado e de representantes do Ministério Público. O Magistrado vai fazer os questionamentos e ouvir todas as partes, com todas as informações que julgar vitais, antes de se posicionar. A audiência, com todos os participantes, será feito pela plataforma Google Meet. A audiência não será aberta a participantes que não sejam os convocados, mas poderá ser assistida pela internet, porque até agora o assunto não foi considerado como segredo de Justiça e é um tema que interessa a toda a coletividade.

MAIS DE 18 MIL CASOS, 467 MORTES: É O TERROR DO VÍRUS

Os números do coronavírus continuam em ascensão, infelizmente, em Rondônia, mas, principalmente, em Porto Velho. Os atingidos pela doença foram 18.173  na quinta, contra 16.424 na quarta. Mais 749 casos. Houve 6.741 recuperados na quarta, 6.888 na quinta. Os que se livraram do vírus aumentaram em 147 rondonienses que estão curados. O número de mortes é que não para de crescer. Eram 455 na quarta e saltaram para 467 nas 24 horas seguintes, ou seja, mais 12 óbitos num só dia, uma média que preocupa e assusta. O percentual de mortos sobre o total de casos de pessoas contaminadas continua na faixa de 2,5 por cento, uma das menores do país. Se for descontado o número de recuperados do total de afetados, sobram 11.285 rondonienses enfrentando a doença. Em Porto Velho, registram-se mais de 72 por cento das mortes e o número de casos tem aumentado muito acima das mais pessimistas expectativas. O governo está buscando ampliar o número de UTIs, para enfrentar a grande demanda. Hoje, estão internadas nada menos do que 415 pessoas.  

PERGUNTINHA

Na sua opinião, o lockdown de 14 dias, proposto pelo prefeito Hildon Chaves conseguiria conter a expansão dos casos de doentes com a Covid 19 ou isso não trará resultados práticos?

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook