Mãe atípica: advogada Luzinete Xavier é nomeada como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência

O objetivo da comissão é promover melhorias e defesas no cumprimento de normas jurídicas que protegem as pessoas com deficiência (PCDs)

Ascom OAB/RO
Publicada em 29 de novembro de 2023 às 08:58
Mãe atípica: advogada Luzinete Xavier é nomeada como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OABRO), Márcio Nogueira, nomeou Luzinete Xavier de Souza como presidente da Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência. Especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário, Luzinete é mãe atípica.

Antes de assumir a presidência da comissão, Luzinete Xavier já era uma membra ativa da comissão, além de ser participativa de grupos como ‘Marias’, que visa promover conhecimento sobre os direitos das pessoas com deficiência. “Essa atuação tornou-se uma missão para mim, pois enfrento preconceito e barreiras sociais ao criar uma filha com autismo e DI, e um filho com visão monocular”, comenta.

O objetivo da comissão é promover melhorias e defesas no cumprimento de normas jurídicas que protegem as pessoas com deficiência (PCDs). Isso inclui participar de debates, organizar estudos e projetos, acompanhar legislações em tramitação e jurisprudência relacionadas às PCDs.

Luzinete Xavier afirma que manterá a luta para as pessoas com deficiências, em especial, as mães e pais de filhos deficientes. Ela enfatiza que todas as mães e pais, independentemente das circunstâncias, necessitam de apoio, acolhimento, empatia e respeito. “Quem cuida de quem cuida? É importante cuidar das mães e pais, sejam eles típicas ou atípicas. Vamos lutar para a oferta de apoio psicológico, atendimento prioritário e suporte financeiro para que estas mãe e pais cuidem dos seus filhos com dignidade”, destaca.

O presidente da OABRO, Márcio Nogueira, agradeceu a dedicação e o trabalho realizado pelo advogado Petérson Lima (pai atípico), que esteve à frente da comissão desde o início da gestão e enalteceu a luta de Luzinete Xavier como mãe atípica e advogada. “Essa luta pela conscientização e respeito às pessoas com deficiência é a chave para a mudança. Ela tem muito trabalho pela frente, pois quando falamos de direitos de PCDs, o trabalho é constante”, conclui.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook