Metodologia orçamentária da Justiça de Rondônia será replicada a magistrados de todo país

Profissionais da área de planejamento do TJRO ministrarão curso pela Enfam.

Assessoria/TJ-RO
Publicada em 03 de junho de 2017 às 10:53

As atribuições administrativas de magistrados de todos país os levam a buscar formação também na área orçamentária, demanda que o Tribunal de Justiça de Rondônia passa a atender graças ao credenciamento do curso Orçamento Público para Magistrados: Elaboração, Execução e Avaliação na Enfam - Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados. A iniciativa conta, ainda, com a parceria da Escola de Formação Judiciária do TJDFT, Escola Nacional de Magistratura - ENM, Escola da Magistratura do Estado de Rondônia- Emeron Associação dos Magistrados do Distrito Federal e dos Territórios - Amagis/DF.

O curso, que ocorrerá nos dia 8 e 9 de junho, em Brasília, é ministrado por profissionais da área de planejamento do Tribunal de Justiça de Rondônia, com formação e experiência em gestão pública e sobretudo expertise na metodologia de orçamento participativo e priorização de recursos.

"A parceria nos enche de orgulho, pois reconhece a capacidade do Judiciário de Rondônia na formulação de seu orçamento e agora passa a compartilhar esse conhecimento com os demais tribunais, sobretudo com os magistrados do primeiro grau, que é a prioridade do Conselho Nacional de Justiça", dimensionou o coordenador da iniciativa, o desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia. O magistrado já foi conselheiro da Enfam, bagagem que possibilita uma avaliação crítica do suporte que o magistrado dispões para gerir recursos. "É uma realidade que os magistrados de primeiro grau se veem obrigados a lidar, por isso a formação continuada na área é fundamental", completou.

A capacitação ocorrerá no prédio da Escola de Formação Judiciária do TJDFT e contará com 50 vagas para magistrados que atuam em Brasília e demais estados da federação, procura que já vem se manifestando devido a linha de atuação de liderança do TJRO na rede nacional de governança, na qual é coordenador do comitê gestor da Justiça Estadual, e também pelas apresentações de destaque em eventos nacionais de gestão pública, nos quais a metodologia rondoniense é avaliada como vanguardista.

"O que nos distingue nacionalmente é a praticidade e eficiência da metodologia que utilizamos, por isso o interesse dos magistrados no instrumental para as decisões orçamentárias", esclarece Rosângela Vieira de Souza, Secretária Especial de Planejamento, Orçamento e Gestão Estratégica do TJRO e também instrutora do curso.

Além de Rosângela compõem o corpo docente da formação o Secretário Administrativo do TJRO, Jean Carlo Silva dos Santos, os assistentes técnicos Márcio José Matias e Lucas Muniz André que atuam diretamente no orçamento do Judiciário Rondoniense.

"Vamos trabalhar com conceitos primordiais como tipos de despesas e como influem na priorização dos orçamentos institucionais. Assim, os juízes estarão melhor subsidiados em suas decisões administrativas", completou Jean Carlo.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook