Prefeita reage e acusa Jabá de fazer oposição por vingança: 'queria a presidência da Câmara de qualquer forma'

Segundo Glaucione, o vereador queria que ela interferisse na eleição à presidência da Câmara a favor dele, conseguindo votos de parlamentares sobre os quais teria influência

Da redação/Extra de Rondônia
Publicada em 07 de dezembro de 2019 às 10:24
Prefeita reage e acusa Jabá de fazer oposição por vingança: 'queria a presidência da Câmara de qualquer forma'

Prefeita concedeu entrevista ao programa “Rondônia Urgente”, de Cacoal / Foto: Divulgação

Em vídeo que circula nas redes sociais desde esta quinta-feira, 05, após a publicação de matéria onde o vereador Jabá Moreira (PRP) acusa a prefeita Glaucione Rodrigues (MDB) de pagar salário a secretário municipal após a morte dele (leia AQUI), a chefe do Executivo afirma que a perseguição do parlamentar contra ela se deve a retaliação por ela não ter atendido a um pedido feito tempos atrás.

Segundo Glaucione, o vereador queria que ela interferisse na eleição à presidência da Câmara a favor dele, conseguindo votos de parlamentares sobre os quais teria influência.

No vídeo, a prefeita apresenta um documento que estaria assinado pelo vereador. “Vocês podem fazer exame grafotécnico”, ressalta, através do qual Jabá Moreira estaria lhe exigindo apoio para conseguir a presidência da Câmara de Vereadores.

“Eu não tenho poder para interferir, sou do Executivo, e mesmo se tivesse não apoiaria este vereador, mas sim alguém interessado em contribuir de fato e produtivamente para Cacoal, e não ficar fazendo politicagem”, diz Glaucione na gravação.

Em seguida, ela apresenta outro papel, este escrito a mão onde estão o nome de Jabá seguido da palavra “presidente” e de quatro vereadores, sendo que na frente de dois deles há uma grande interrogação. “São os votos deles que o vereador queria que eu conseguisse para ele”, frisa.

A prefeita disse que tanto o documento quanto o manuscrito foram deixados por baixo da porta de sua casa, mas não fala quando tais fatos teriam ocorrido.

É evidente que a resposta da prefeita teve repercussão, porém intrigou parte das pessoas que a ela tiveram acesso. Isso porque as eleições para presidência da Câmara de Vereadores aconteceram no início do mandato ao primeiro biênio, e, no máximo, antes do final do segundo ano da legislatura para o período final da mesma, ou seja, há pelo menos um ano.

Diante disso fica difícil entender por que a prefeita levou tanto tempo para apresentar tal situação, posto estar sendo alvo de oposição ferrenha por parte de Jabá ao longo de toda a gestão.

Extra de Rondônia deixa espaço ao parlamentar para eventuais esclarecimentos.

CONFIRA O VÍDEO DIVULGADO PELO PROGRAMA “RONDÔNIA URGENTE”:

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Altemir Roque 07/12/2019

    Que não temos uma eficiente administração municipal isso é fato, porém o tal vereador em questão nem merecia ser reeleito.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook