Prefeito acompanha realização de exame em escola municipal

​​​​​​​Escola Antônio Ferreira e o estabelecimento de ensino do município melhor avaliado pelo Ideb

​​​​​​​Fonte Comdecom
Publicada em 14 de junho de 2017 às 15:18
Prefeito acompanha realização de exame em escola municipal

Cinco mil e oitocentos alunos da rede municipal de ensino participaram nesta quarta-feira (14), do “Avalia Porto Velho”, exame aplicado pelo município para diagnosticar o grau de conhecimento dos alunos do 5ª ano ao 9º ano do ensino fundamental. A prova está sendo aplicada em 89 estabelecimentos de ensino. É a primeira vez que o Avalia Porto Velho é realizado e a medida visa melhorar a nota do município no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Em novembro, esses alunos farão a Prova Brasil, que serve para o Ideb. Sabemos que não vamos reverter esse quadro de imediato. É uma meta a ser atingida por etapas e o primeiro passo começa a ser dado agora com esse exame que servirá de termômetro para nós”, explicou o Marcos Aurélio Marques, secretário adjunto da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A prova Brasil é realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc) também conhecida como Prova Brasil, é uma avaliação criada em 2005 pelo Ministério da Educação e aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). É complementar ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e um dos componentes para o cálculo do (Ideb).

VISITA

Para acompanhar a realização do Avalia Porto Velho, o prefeito dr Hildon Chaves, acompanhado do adjunto da Semed, Marco Aurélio, visitou a escola Antônio Ferreira da Silva, no São Cristóvão. Dos estabelecimentos de ensino do município, a escola é a que tem a maior nota do Ideb. Na última avaliação ela conseguiu a nota 6, que está acima dos 4,8 que foi a nota do município na última avaliação feita pelo Ministério da Educação (MEC).

“Queremos que todas as nossas escolas tenham uma avaliação boa como a da escola Antônio Ferreira. E a ideia do Avalia Porto Velho busca justamente isso. Por meio do exame vamos ter um diagnóstico exato de onde estão os gargalos para podermos fazer a intervenção. Será possível fazer essa avaliação turma por turma, escola por escola, aluno por aluno. E saber se a deficiência é em matética, português, ciência, ou seja, vamos saber exatamente onde e como agir”, disse o prefeito.

Acompanhado da supervisora da escola, professora Andreia Valéria, o prefeito conheceu as dependências do estabelecimento e elogiou a direção da escola pelo cuidado e o zelo com que o educandário é administrado. O prefeito também falou com professores e estudantes. Na escola estudam cerca de 600 alunos — 52 com necessidades especiais —, sendo que 110 participaram do Avalia Porto Velho.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook