Prefeito entrega certificação que garante qualidade da carne bovina

​​​​​​​Frigorífico certificado responde por 25% dos cerca de 500 bovinos consumidos diariamente em Porto Velho.

Fonte Condecom
Publicada em 30 de junho de 2017 às 10:36
Prefeito entrega certificação que garante qualidade da carne bovina

A partir de agora a população de Porto Velho pode consumir carne bovina com mais segurança com relação a qualidade do produto. Isso porque na manhã desta quinta-feira (29) o prefeito dr Hildon Chaves e o secretário municipal da Agricultura, Francisco Evaldo de Lima entregaram ao empresário Hélcio Costa e Silva, proprietário do Frigorífico Frigo 10 a certificação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), selo que garante que o processo de abate e produção da carne está de acordo com os padrões higiênicos e sanitários da legislação brasileira, especialmente a municipal.

Durante a entrega da certificação, a gerente de Operações do SIM, veterinária Aline Luciana Rodrigues, responsável pela fiscalização do frigorífico, fez uma apresentação de todo o processo de adequação da estrutura para alcançar o selo. O frigorífico chegou a ser interditado por 32 dias para cumprir integralmente o plano de adequação.

Com uma média diária de abate entre 150 a 180 bovinos, o Frigo 10 emprega 120 pessoas e responde por aproximadamente 25% dos 500 bovinos consumidos diariamente pela população de Porto Velho. Outros 25% são produzidos pelo Frigorífico Areia Branca, outro que após cinco dias de interdição também se adequou às exigências dos padrões sanitários e se encontra em condições de receber a certificação. O restante da carne consumida na capital vem de frigoríficos certificados pelos selos estadual ou federal.

Segundo Aline Luciana, no passado a inspeção sanitária pelo SIM não funcionava em função da ingerência política. “A gente interditava mas logo vinha uma ordem para liberar”, recorda ela. Já o prefeito disse que o objetivo é fazer o empresário do ramo alimentar entender que a Prefeitura “é uma aliada. Queremos que funcione, que gere emprego e renda, porém, dentro da legislação. Não nos interessa o confronto”, comentou.

MERCADOS NOVOS

O selo da inspeção municipal permite ao frigorífico a comercialização da carne dentro do município, mas para quem quer voar alto, como o empresário Hélcio Costa e Silva, o interesse é que o município de Porto Velho possa aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que garante a comercialização em todo o território nacional.

O Sisbi tem o objetivo de padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal, para garantir a procedência e a segurança alimentar. Segundo a veterinária Aline Luciana, o que falta é firmar um convênio com o Laboratório Central (Lacen) para fazer análises rotineiras sobre a qualidade da carne, da água, subprodutos, etc. O prefeito dr Hildon deu o aval ao secretário Francisco Evandro para que tome as providências necessárias à adesão ao Sisbi.

“A partir do momento que o município puder fazer a certificação pelo Sisbi, vou dobrar o número de abate e consequentemente contratar mais funcionários. Vamos buscar novos mercados”, vislumbrou Costa e Silva, cuja empresa cumpre a importante função social de empregar cerca de 80% de seus funcionários de moradores da Vila Princesa, nas imediações do aterro controlado de descarte de resíduos, o antigo ‘lixão’.

 

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook