Proprietário de assessoria financeira nega golpe em carta crédito de R$ 10 mil e explica funcionamento de consórcios

Segundo Jeferson Lourenço, a empresa trabalha com consórcio e valores de adesão embutido de 25% a 30% da própria carta de crédito para ajudar o cliente a fazer sua contemplação, porém não trabalha com garantia de datas para contemplação

Extra de Rondônia
Publicada em 30 de julho de 2020 às 18:42
Proprietário de assessoria financeira nega golpe em carta crédito de R$ 10 mil e explica funcionamento de consórcios

Jeferson Lourenço / Foto: Extra de Rondônia

Após matéria publicado sobre um suposto golpe no valor de R$ 10 mil envolvendo D.C.F.L., 25 anos, e a JL Assessoria Financeira, o proprietário da empresa visitou a redação do Extra de Rondônia e explicou o caso (Relembre aqui).

Segundo Jeferson Lourenço, a empresa trabalha com consórcio e valores de adesão embutido de 25% a 30% da própria carta de crédito para ajudar o cliente a fazer sua contemplação, porém não trabalha com garantia de datas para contemplação.

“A lei não permite a previsão de datas, ao pagar o valor de adesão no fechamento de contrato, a empresa pode ofertar lance embutido com um valor “X” para ajudá-los na contemplação”, explicou ele.

De acordo com o proprietário, o que acontece muito é que os clientes não ficam satisfeitos e acham que caíram em um golpe, porém é assinado um contrato de adesão e há um regulamento do consórcio. “O cliente tem acesso aos dados da empresa no site, podendo saber o que foi pago. Somos autorizados pelo Banco Central do Brasil para trabalhar e não realizamos os famosos golpes de cartas contempladas”, ressalta.

A empresa consistem em adesão de consórcio com lances embutidos para ajudar a contemplação. “A cliente sabia que era necessário a oferta de lances para participar da assembleia e ter chance de contemplação. Está no contrato e isso é bem explicado para os clientes”, informou.

O proprietário enfatiza ainda que a JL Assessoria Financeira existe há dois anos em Vilhena sendo uma representante de empresas de São Paulo. “Não há golpe, tudo é explicado e tem um contrato de garantia para todos os clientes”, encerrou.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook