Rondônia terá paralisação e protesto em dia de mobilização nacional pela educação

Será nesta quarta-feira, na praça das Três Caixas d´Àgua a partir das 16 horas, no centro da capital, Porto Velho.

Luciana Oliveira
Publicada em 14 de maio de 2019 às 12:13

A manifestação unificada foi aprovada em assembleias com professores e estudantes da Universidade Federal de Rondônia – UNIR e do Instituto  Federal de Rondônia – IFRO.

Será nesta quarta-feira, na praça das Três Caixas d´Àgua a partir das 16 horas, no centro da capital, Porto Velho.

Até a hora da manifestação haverá exposição de produção acadêmica, panfletagem e pit stop nas ruas.

O anúncio de bloqueio de recursos anunciado pelo Ministério da Educação impacta gravemente as atividades nos campi, inclusive o pagamento de despesas inadiáveis como luz, água, limpeza e segurança.

Na UNIR, a perspectiva é de que o orçamento disponível só cubra despesas obrigatórias até julho nas oito unidades do estado.

Segundo a reitoria, o corte prevê “cerca de R$ 13 milhões a menos para despesas contratuais e obrigatórias, como energia, água, limpeza, vigilância e auxílios do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), entre outras”.

Em Nota, o IFRO informou que o corte “atinge e limita o funcionamento das suas 11 Unidades e seus 143 Polos de EaD, com prejuízo à oferta de educação pública, gratuita e de qualidade. O bloqueio corresponde a mais de 13,5 milhões de reais, o que equivale a 37% do orçamento de custeio previsto para o ano de 2019”.

Participam da manifestação unificada contra o desmonte da educação sindicatos e movimentos sociais que também vão protestar contra a reforma da Previdência.

Estão programados atos em vários municípios do estado.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Sebastião Farias 14/05/2019

    Parabéns aos estudantes brasileiro, pela a oportuna iniciativa em defesa do Brasil e, por sua contribuição instrutiva e motivadora da cidadania, que informa, que instrui e que aponta aos estudantes unidos, aos professores e demais cidadãos brasileiros, independente da regionalidade, de credo, de cor, de classes sociais, de ideologias, etc, pois agora, é hora de demonstração de amor e unidade, de patriotismo, de racionalidade, de respeito entre todos e, de maturidade pelo Brasil, em que todos, com autoridade de cidadãos e filhos de Deus, amparados no Parágrafo Único do Artigo 1° da Constituição Federal da República Federativa do Brasil, que diz:"Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição". Não devemos esquecer que o Preâmbulo desta Constituição Federal, afirma que ela, “foi Promulgada sob a Proteção de Deus” Caros jovens e estudantes brasileiros, espelhem-se, na consciência política demonstrada pelos seus colegas do passado, na luta contra a Ditadura e pela defesa do Brasil e da liberdade, dos direitos das pessoas, das Diretas Já e da democracia, do estado de direto e pela felicidade e fraternidade da nação brasileira. Despertem, portanto para as ruas, para as praças, logradouros, auditórios, etc, pois esses, são os seus púlpitos pela defesa da Cidadania e da liberdade , pela defesa do Estado de Direito e Pela defesa da Democracia e do bem-estar comum, da soberania de nossa Pátria e agora, também, pela conscientização cidadã através da leitura básica do Preâmbulo, dos 07 primeiros Artigos mais, o Artigo 70 da Constituição Federal ( que trata da Fiscalização e Controle Externo e Interno, no país).. No ano quando se festeja o 70º aniversário da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas-UBES, que com muita honra, registramos aqui, os nossos parabéns, é com muita indignação, como cidadão brasileiro (conforme a CF?), que vemos mais uma vez, a nação brasileira definhar social, econômica, política, jurídica e administrativamente, prejudicando o povo. De vermos também, a nação brasileira nos últimos anos, assistir calada, humilhada e passiva, a todos os tipos de afronta moral e ética, protagonizados por atos de infidelidade ao povo, pelos seus representes e fiscais constitucionais, os parlamentares; pelos seus administradores e governantes: pelos seus magistrados e juízes, bem como ao assistirmos o desrespeito corriqueiro à Constituição Federal e aos direitos das pessoas, grassarem. E, pior, tais desvios de condutas e crimes constitucionais, serem praticados pelos Poderes da República e suas instituições, cujos dirigentes, para quem foram outorgados o Poder popular através do voto do povo e/ou, nomeados nos termos da CF que, juraram defender e respeitar a Constituição Federal plenamente, para exatamente, impedirem que isso acontecesse, o caos ético, jurídico, social, econômico e político etc, do Brasil. Esquecem tais pessoas, que elas foram investidos desse poder e autoridade popular, para servirem bem ao povo e à nação e também, para promoverem a paz social e, promoverem e fazerem justiça imparcial para todos, protegerem e defenderem o Patrimônio Natural e Público, a Defesa, a Segurança e a Soberania Nacionais e, o que vemos? O que temos? O que somos? Onde vamos chegar, sem protagonismo do povo? Também nos incomoda, à luz de todos esses acontecimentos, quando lembramos da grande contribuição dada pela juventude e pelos estudantes brasileiros, como mostram suas memórias de vida organizada, nos respectivos sites ( http://www.une.org.br/memoria/ ) e ( http://ubes.org.br/memoria/historia/ ), à redemocratização do Brasil e, agora? Onde estão a juventude e os estudantes brasileiros que não opinam sobre os problemas brasileiros e suas soluções, sob sua ótica? Que não falam ou se manifestam unidos, de forma racional e responsável, sobre o que está acontecendo com as Políticas Públicas Estratégicas do Brasil? Simplesmente, todos por ignorância, por falta de consciência cidadã e por alienação ( https://www.brasil247.com/pt/colunistas/carlosdincao/337148/Sobre-a-ignor%C3%A2ncia.htm ), se acomodam e se omitem sem luta, pelo que sonham, achando mais fácil, diferente de seus colegas heroicos do passado, lutarem de forma responsável, pelos seus sonhos e de seus irmãos. Da má ou deficiente execução das Políticas Públicas de interesse e para o bem-estar do povo, pelos Poderes Executivos competentes. Eia, sem medo, cantem bem alto, o Refrão da sua canção que, deve ser iniciada e terminada, somente, por vocês, estudantes do Brasil: “São os estudantes a energia, que fará desta nação, A bomba que o mundo ouvirá, Num brado de libertação”. Abaixo, nos links a seguir, nossa contribuição ao começo da consciência cidadã de vocês e dos brasileiros de boa vontade que, devem explorá-lo de mente aberta, em sequência, desde o primeiro, mais antigo, até o ultimo, mais atual e com imparcialidade, já que consultamos dados históricos e não, partidários. ( https://www.tubinews.com/2019/03/links-para-historia-do-brasil-de-1894.html ); Lembrem, direitos, liberdade, justiça e Fraternidade são conquistas que dependem de nosso protagonismo direto. O Profeta Isaías falando por Deus, nos diz:"Sereis libertos pelo direito e pela justiça ( Isaias 1,27 ) Sebastião Farias Um brasileiro Nordestinamazônida

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook