“Se eu não roubar, vem outro e rouba”

Ainda bem que podemos contar com a vigilância indômita dos órgãos de fiscalização e repressão, como as policias civil e federal e os tribunais de contas

Valdemir Caldas
Publicada em 09 de junho de 2021 às 16:36
“Se eu não roubar, vem outro e rouba”

No Brasil, tornou-se lugar comum admitir que, se um político ou dirigente público for apanhado com as mãos sujas no erário, ao invés de merecer a devida e exemplar punição, passa ele a ser endeusado. Muitos jamais passariam incólumes diante de uma delegacia especializada em crimes de fraudes e furtos. Mesmo assim, são paparicados e exaltados por cabeças ocas. Vivemos uma completa inversão de valores, seja no ambiente político, seja no ambiente social, seja, ainda, no ambiente familiar, onde algumas pessoas desenvolveram a capacidade de aceitar o errado como certo e vice versa. Onde já se viu isso! Tenha santa paciência!

Para alguns, é compreensível o hábito de imaginar que um político ou dirigente público, suspeito de corrupção, não pode ser investigado e, se for o caso, punido, apenas porque seus acusadores também são alvos de investigações. De igual modo, parece ter-se incorporado à ética (?) de brasileiros a crena segundo a qual “se eu não roubar, vem outro e rouba”, o que tem justificado o aparecimento de diversas bandalheiras envolvendo recursos do contribuinte.

Ainda bem que podemos contar com a vigilância indômita dos órgãos de fiscalização e repressão, como as policias civil e federal e os tribunais de contas. Caso contrário, o vírus da corrupção já teria corroído todo o tecido social. Apesar disso, sempre há algum disposto a jogar na latrina princípios éticos e Divinos e mergulhar de cabeça no lodaçal fétido da bandidagem.

Aqui e acolá, a população toma conhecimento de denúncias graves envolvendo o desvio criminoso de recursos públicos, por meio de licitações fraudulentos, ou, então, de contratos direcionados para atenderem apaniguados políticos, como se isso fosse a coisa mais natural do mundo. E o pior é que essa gente ainda tem a cara de pau de aparecer na mídia vestindo o manto esfarrapado do falso moralismo, achando que todo mundo é idiota. Assim já é demais.  Chega de roubalheira!

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Graciete 10/06/2021

    Parabéns pelas palavras verdadeiras. Gostei da colocação,

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook