Secretaria de Meio Ambiente arboriza avenidas com mudas de ipê e oiti

Projeto de descarte de espécies invasoras, com reposição de árvores adequadas para zona urbana foi iniciado em 2019

Semcom
Publicada em 15 de janeiro de 2020 às 09:09
Secretaria de Meio Ambiente arboriza avenidas com mudas de ipê e oiti

Servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) entraram 2020 trabalhando na execução do projeto de arborização e reposição de árvores cortadas das principais avenidas de Vilhena, onde, nessa etapa, serão plantadas mais de 100 mudas de ipês e oitis.

Na avenida Paraná já foram plantadas 36 mudas em parceria com a Secretaria Municipal de Obras (Semosp). E ainda ao longo desta semana a Semma plantará outras 100 mudas na avenida Presidente Nasser. Além disso, os servidores municipais também estão plantando flores nos canteiros centrais dessas duas avenidas.

A secretária da Semma, Marcela de Almeida, informou que a avenida Paraná também será beneficiada com o projeto de reposição de mudas onde foi necessário cortar árvores inadequadas para a arborização urbana. A secretária destaca que este processo colabora com a beleza do município. “Além de deixar a cidade mais bonita, a reposição de espécies invasoras por plantas próprias para a cidade propicia também a melhora do clima. É um trabalho cuidadoso, que vem sendo feito de forma planejada pela atual administração”, diz.

CONSCIENTIZAÇÃO – A secretária pede que a população ajude a cuidar das mudas recém-plantadas ao longo das avenidas. “Não vamos deixar que vândalos as arranquem. Se a gente conseguir fazer esse trabalho coletivo com os vilhenenses, em breve as árvores estarão floridas, deixando nossa cidade  ainda mais bela. E se cada um plantar uma muda em frente à sua residência, além de ganhar uma sombra, vai melhorar nosso microclima." Marcela orienta que agora com chuvas é o período ideal para o plantio, pois as árvores crescem mais fortes.

RETIRADA DE ÁRVORES – Em junho do ano passado, uma grande operação da Semma e Semosp retirou das principais vias da cidade algumas árvores, em especial as da espécie Ficus benjamin, por vários  motivos técnicos, entre eles, grande quantidade de galhos podres, espécie prejudicial, ameaça à rede elétrica, assim como à rede de encanamentos e iluminação pública, além de obstrução do trânsito e danificação de calçadas. A matéria completa, pode ser relembrada neste link: http://bit.ly/retiradaespecies.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    MUNÍCIPE 16/01/2020

    O PREFEITO DE VILHENA USOU MAIS A CABEÇA, ENTÃO, PREFERIU RETIRAR AS ÁRVORES QUE DAVAM PROBLEMA E ARBORIZAR COM OITIZEIROS E IPÊS, ENQUANTO QUE O DE MÉDICI, PREFERIU DERRUBAR MESMO OS OITIZEIROS E PLANTAR IPÊS , UMA LÁSTIMA. AGORA O DESCONFORTO COM O SOL E O CALOR AUMENTOU MAIS AINDA

  • 2
    image
    MUNÍCIPE 16/01/2020

    A SÍNDROME DO "CORTA-ARVORE", PELO VISTO ,ALÉM DE ATINGIR O PREFEITO DE MÉDICI, TAMBÉM AFETOU O DE VILHENA , FOI? POIS É, O PREFEITO DE MÉDICI CORTOU TODAS AS ÁRVORES , OITIZEIROS QUE DÃO MAIS SOMBRA NUM ESTADO DE MARTE , COMO O DE RONDÔNIA, QUE ORNAVA A ENTRADA DA CIDADE DE PRESIDENTE MÉDICI HÁ ANOS PARA TROCAR PO IPÊS, QUE NÃO DÃO SOMBRA, SÓ EMBELEZA, NA FLORADA, QUE É BONITO, MAS.....AO CONTRÁRIO DO PARANÁ QUE JÁ É UM LUGAR FRIO POR NATUREZA CAI MUITO BEM, MAS AQUI NESSE INFERNO DE QUEIMADAS, SOL DE RACHAR, MUITA POEIRA, ETC...CAI MELHOR OS OITIZEIROS MESMO.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook