Após matar a mulher a tiros na frente de crianças, gerente de fazenda está foragido

Beijo de gratidão a vizinho teria enfurecido marido.

Folha do Sul Online
Publicada em 20 de março de 2017 às 18:49
Após matar a mulher a tiros na frente de crianças, gerente de fazenda está foragido

Está foragido desde a tarde de ontem (domingo, 19), quando matou a tiros a esposa de 30 anos, o gerente da fazenda Cabreúva, que fica na Linha 125, em Chupinguaia. Amado Ramos Machado, de idade não revelada, acertou cinco disparos em Jalete Alves dos Santos Nogueira, a Lety, que morreu na hora.

De acordo com duas testemunhas, o autor do crime teria ficado enfurecido quando Jalete deu um beijo no rosto de um vizinho que havia consertado o aparelho de som usado na festa infantil da qual todos participavam. Armado com um revólver, Machado foi controlado por uma outra mulher, mas quando ela estava saindo da residência, a briga entre o casal recomeçou.

Conforme o relato da testemunha, Lety teria se levantado do sofá e gritado com o marido, que deu o primeiro tiro, porém, não acertando a vítima. Em seguida, Jalete teria pedido socorro aos vizinhos, mas Amado efetuou outros cinco disparos, que mataram na hora a mulher. A cena teria sido testemunhada por duas crianças, incluindo uma menina de 2 anos que estava comemorando aniversário naquele dia.

Em seguida, ele deixou a propriedade rural levando várias armas que mantinha em seu quarto. Policiais de toda a região estão tentando encontrar o paradeiro do acusado.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook