Com bons resultados em exportações, setor agrícola pode passar por investimentos

O saldo da balança comercial de agosto somou US$ 7,1 bilhões

Assessoria
Publicada em 15 de setembro de 2020 às 16:41
Com bons resultados em exportações, setor agrícola pode passar por investimentos

Puxado pelo bom desempenho das vendas externas da soja em grãos e de açúcar de cana, que registraram elevação no último mês, o Brasil exportou US$ 8,91 bilhões em produtos do agronegócio. Esse valor significa um crescimento de 7,8% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 8,26 bilhões).

Esse aumento deve aquecer ainda mais os negócios relacionados ao setor agrícola. Afinal, com a boa vendagem internacional desses produtos, é natural que haja um investimento em maquinários e insumos por parte dos produtores do campo. Ou seja, é possível que ocorra um aumento nas buscas por colhedora de cana à venda, por exemplo.

Importante destacar que essa elevação ocorreu devido a quantidade de produtos exportados, que registrou aumento de 16,5% na comparação entre agosto de 2019 e 2020. Quando analisados os valores absolutos, o crescimento foi de US$ 646,24 milhões. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que informou todos esses dados por meio da Balança Comercial do Agronegócio, o agronegócio representou mais de 50% na participação das exportações totais do país.

Ainda não se sabe quais serão os impactos desses dados na venda de implementos agrícolas, mas considerando o bom desempenho do setor nos últimos meses é provável que o comércio de equipamentos para o campo também tenha números significativamente positivos.

Para se ter uma ideia do bom momento que o setor vive, as exportações de soja em grão aumentaram atingiram 25,1%, ou seja US$ 2,21 bilhões. Desse total, a China comprou perto de 75%, o que significa US$ 1,65 bilhão. Em âmbito global, a queda de produção de açúcar na Índia e Tailândia na safra 2019/2020 foram fortes influenciadores para o mercado brasileiro. Isso porque o país pode aumentar as exportações do produto, que alcançou em agosto US$ 960 milhões, com incremento de 107%.

Além disso, os embarques dos produtos do agronegócio brasileiro para a China também exercem certo importância nos resultados econômicos, já que o país asiático recebeu 30% de produtos a mais que o registrado em 2019 (US$ 639 milhões). Um total de US$ 2,7 bilhões, em agosto.

As importações de produtos agropecuários diminuíram de US$ 1,10 bilhão (agosto/2019) para US$ 912 milhões (agosto/2020), o que significou um recuo de 17,3%. Desta forma, o saldo da balança comercial de agosto somou US$ 7,1 bilhões.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook