Deputado Anderson Pereira diz que vota contra em projeto que transforma área em reserva em Rondônia

O parlamentar se reuniu na manhã desta terça-feira (13) com famílias que estão acampadas em frente a ALE/RO

Assessoria
Publicada em 13 de outubro de 2020 às 16:14
Deputado Anderson Pereira diz que vota contra em projeto que transforma área em reserva em Rondônia

Produtores rurais do distrito de Jacinópolis, região de Buritis, estão amedrontados ante a possibilidade de terem que sair das pequenas áreas de terra que ocupam há mais de 15 anos, caso o Projeto de Lei Complementar 80/2020, que tramita na Assembleia Legislativa de Rondônia, transformando a área ocupada em reserva ambiental seja aprovado.

Preocupado com a possibilidade deste projeto passar sem análise técnica que o deputado estadual Anderson Pereira (PROS), se reuniu na manhã desta terça-feira (13) com famílias que estão acampadas desde a última segunda-feira (12), em frente a ALE/RO onde cobram a regularização definitiva de suas terras. O parlamentar declarou total apoio e prometeu analisar o projeto na Comissão de Constituição e Justiça – CCJ e caso passe, já deixou claro seu voto contrário a essa injustiça.

“Sou contra transformar áreas em reservas, porque nestas áreas existem famílias que estão a mais de 30 anos produzindo, gerando riqueza para o estado e, não é justo retirar essas famílias sem nenhuma justificativa plausível. Vejo esse projeto como injusto e reitero que não tem meu voto. Existem outras áreas que podem ser transformadas em reservas, que não vai prejudicar nenhuma família em Rondônia” finalizou Anderson Pereira.

ESCLARECIMENTO

Vale ressaltar que as famílias acampadas não tem ligação alguma com o grupo que entrou em conflito com a Polícia Militar em Mutum-Paraná, que resultou na morte de dois PMs, sendo um Tenente e um Sargento.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Resenha Política, por Robson Oliveira

Resenha Política, por Robson Oliveira

Embora nada esteja definido, os concorrentes do atual prefeito precisam mostrar que são capazes de administrar os próximos quatro anos com mais competência e resolutividade