Deputado Delegado Camargo protocola pedido para prisão de ministro do governo Lula envolvido nos ataques de 08 de janeiro

Acompanhado do seu chefe de gabinete o também delegado Julio Cesar, parlamentar pede o comandante do GSI, General Dias seja preso imediatamente

Assessoria/Parlamentar
Publicada em 22 de abril de 2023 às 11:15
Deputado Delegado Camargo protocola pedido para prisão de ministro do governo Lula envolvido nos ataques de 08 de janeiro

O deputado estadual Rodrigo Camargo (Republicanos) e o chefe seu chefe de Gabinete Júlio Cesar de Souza Ferreira, ambos delegados de polícia em Rondônia, protocolaram junto ao Ministério Público Federal (MPF) em Porto Velho nesta quinta-feira, 20, pedido de prisão preventiva do ex-ministro General Marco Edson Gonçalves Dias, que no dia 08 de janeiro respondia pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) do governo Lula e foi flagrado pelo circuito interno de câmeras do Palácio do Planalto durante a invasão que culminou em depredação do patrimônio público.

No pedido destinado ao Procurador Geral da República Antônio Augusto Brandão de Aras, o deputado Delegado Camargo destaca omissão dolosa por parte do General Dias, que era o responsável pela segurança e ao invés de coibir a ação foi flagrado orientando os invasores dentro do Palácio do Planalto. “Protocolamos junto ao MPF o pedido de prisão do General Chefe em relação aos atos ocorridos no dia 08 de Janeiro, pedindo que o procurador requeira junto ao Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes o mesmo tratamento dado ao então secretário de segurança pública do Distrito Federal, Anderson Torres, que foi acusado de omissão está preso até o presente momento, mesmo estando de férias nos Estados Unidos no dia dos acontecimentos, enquanto o General Gonçalves Dias estava no prédio, caminhando e conversando com os invasores, orientando seus subordinados a servir água a quem estava invadindo o prédio”, disse.

O pedido protocolado eletronicamente solicita ainda seja decretada a apreensão do passaporte e a quebra do sigilo telefônico e telemático do General Dias. “A lei serve para todos, independente de ser de um lado político ou de outro. Esse General como chefe do GSI deveria ter feito de tudo junto aos seus subordinados e aos demais órgãos de segurança pública para coibir a invasão do Palácio do Governo e nada fez. Se omitiu das suas funções e mais do que isso, as imagens mostram ele interagindo com os invasores como se os orientasse para qual parte do prédio público deveriam se dirigir. Deve ser preso imediatamente, ouvido pelo Ministro Alexandre de Moraes para que revele os verdadeiros mandantes da depredação dos prédios públicos na fatídica data de 08 de janeiro de 2023. A verdade está vindo à tona”, disse o deputado.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    SADOC 24/04/2023

    Se o chefe do GSI tivesse tomado providencias e prendido os terroristas no dia das invasões, o insignificante deputado delegado Camargo estaria reclamando da prisão dos coitados dos "patriotas". Tudo leva a crer que o incompetente parlamentar também é patriotário.

  • 2
    image
    Manoel Nogueira 24/04/2023

    Vergonha de nossos políticos, eles acham que somos ignorantes, prezado deputado, só rindo da tua pretensão, vá dormir, tenho vergonha de ter essas pessoas como representantes do povo de Rondônia na assembleia legislativa.

  • 3
    image
    Edilucia 24/04/2023

    O nobre Deputado deveria era estar preocupado com Projetos para nosso Estado, buscando melhorias na classe dos servidores Públicos do Estado.

  • 4
    image
    Pedro Cavalcante 24/04/2023

    Sempre gostei da postura do Delegado Camargo. Bota ordem no galinheiro. Agora, no cargo de deputado estadual de Rondônia, irá botar o Brasil nos trilhos. Depois de conseguir enjaular o insignificante General Gonçalves Dias, muito provavelmente também irá mandar prender o atrevido ministro do supremo, o Alexandre de Morais. É por isso que Bolsonaro planeja ser senador por RO. Com Camargo no palanque, o ex-presidente terá garantidos mais 8 anos de tranquilidade no Senado. 

  • 5
    image
    Honório Vasconcellos 23/04/2023

    Alguém aí avisa a esse deputado que ele ainda segue um simples deputado estadual. Do contrário, lodo logo estará mandando prender o Trump. Ou o Puttin 

  • 6
    image
    Osvaldo Anacleto 23/04/2023

    Deputado; vá dormir..

  • 7
    image
    Carlson Lima 23/04/2023

    Como Rondônia elege tantos imbe?

  • 8
    image
    Altamiro 22/04/2023

    Demagogo...

  • 9
    image
    sebastian 22/04/2023

    Nessas alturas todos querendo tirar uma casquinha. Até agora só pedem a prisão do tal general e o restante da quadrilha quando irão pedir a prisão? Não é só o general envolvido, todos sabem.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Resenha Política, por Robson Oliveira

Resenha Política, por Robson Oliveira

O Solidariedade, partido até então comandado pelo ex-governador Daniel Pereira, passou a ser comandado pelo grupo político do deputado estadual Marcelo Cruz, atual presidente da Assembleia legislativa