'Essa é a nossa história': Espetáculo multicultural encanta público na Assembleia

Empresa Casa do Rio Filmes foi responsável pela Mostra Cultural na semana de celebração dos 40 anos do Poder Legislativo

Texto: David Rodrigues I Secom ALE/RO Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO
Publicada em 27 de novembro de 2023 às 14:50
'Essa é a nossa história': Espetáculo multicultural encanta público na Assembleia

Apresentação encantou o público presente no auditório da Alero (Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO)

O clima chuvoso desta sexta-feira (24) foi propício para o espetáculo multicultural denominado “Essa é a nossa história”, uma iniciativa da Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero), em comemoração aos 40 anos da Constituição Estadual. Com sons da natureza e cantos amazônicos, a apresentação teatral encantou o público presente formado por servidores da Casa de Leis, estudantes do ensino médio, universitários e convidados.

No enredo por meio da arte, os artistas contaram a evolução do Território para Estado através da saga migratória dos migrantes que se dispuseram a reconstruir suas vidas na região amazônica. De forma extrovertida e com vocábulos regionalizados, os atores envolveram a plateia trazendo à tona a origem de sustentação dos três Poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário – a Carta Magna que regulamenta os pesos e as medidas em um tom harmonioso.

Grande público prestigiou a apresentação da peça teatral (Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO)

Ator e diretor artístico do espetáculo, Juraci Júnior, diz que sobre Rondônia tem muita coisa para se contar, o desafio é compactar e fazer emocionar com capítulos significativos. Em relação a troca de impressões com o público, ele afirma que “acho que a grande sacada é ter esse contato direto, quando você joga uma cena, uma intenção e a plateia capta, aquilo é um alimento para o ator”. Para ele, a arte tem um papel fundamental porque ela chega onde o papel burocrático não consegue acessar, ela consegue educar, sensibilizar e despertar outras emoções.

Atuando na dramaturgia sonora, Bira Lourenço, entende que repercutir o som da natureza é uma sensação maravilhosa por fazer as pessoas atentarem para essas sonoridades. No tocante ao mecanismo do som tocar no íntimo do expectador, ele considera que o som ativa as memórias. “Certos sons se remetem à situações, essas memórias, elas nos emocionam, dependendo da situação que se vivenciou e o som tem essa capacidade, em si, não a música convencional, mas o som também tem essa capacidade de despertar essas memórias, essas vivências”.

Peça retratou a história da formação do estado de Rondônia (Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO)

Para a diretora do espetáculo, Jória Lima, o processo de pensar a Assembleia como um personagem de uma dramaturgia foi desafiador. "Porém, ao concluirmos que uma instituição é constituída por pessoas que passam por ela, tornou-se natural pensar em contar a história da cultura desse povo que a formou e para quem ela foi criada. Assim, unir cultura e assembleia legislativa é falar da cultura do nosso povo", pontuou a dramaturga.

Representando a causa indígena, Darlene Karitiana, estava feliz por atuar em um evento de alcance estadual na defesa dos povos tradicionais. ‘Foi muito importante esse papel pra mim, para os não indígenas, para ele saber um pouco da gente, do nosso ritual, das nossas músicas. Foi um papel muito importante pra mim”. Ao comentar sobre as tradições de seu povo nesses 40 anos de história, ela entende que houve incentivo e evolução, mas que as lutas nunca terminam. No que se refere ao canto sagrado, significa para não criar conflito entre os não indígenas e indígenas.

Servidora da Casa de Leis, Jamille Batista, avalia que foi bonita a forma que os artistas contaram a história de Rondônia ao dizer que a arte representa vários elementos que geram perspectivas. Na condição de rondoniense, aprovou a abordagem de forma poética. “Isso é muito importante porque a gente aproxima a sociedade civil aos poderes, seja ele executivo ou legislativo, e essa aproximação dos poderes com a sociedade, além de ter o educativo, ele quebra aquele paradigma que a gente está separado, a gente começa a se aproximar, então acho muito importante investir na arte porque a arte é isso, ela é conexão”.

Para a estagiária da presidência da Alero, Maria Vitória, o espetáculo foi muito emocionante pela forma que foi apresentado, com muitas características sobre o estado e como a história aconteceu de um jeito divertido. “Eu ainda estou no começo, mas eu aprendi muitas coisas, como o trabalho em grupo, em como a gente tem que se esforçar para dar o melhor a quem precisa da gente, e eu acho uma oportunidade incrível como estudante porque é uma coisa que eu vou levar para o resto da minha vida”.

Apresentação fez parte da programação de comemoração dos 40 anos do Poder Legislativo (Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO)

Eliude Frutuoso, acadêmica de Educação Física da Universidade Federal de Rondônia (Unir), avaliou como uma nota muito boa, o desempenho dos atores, em explicar como iniciou e como funciona os três poderes de uma forma bem dinâmica. Em referência ao evento, ela afirma que o conhecimento “levado para todas as pessoas, do ensino acadêmico e do escolar também, é de extrema importância”. Por fim, a estudante do ensino médio, Julia Viriato, impressionada com a performance dos artistas, conclui que “é uma história que mostra todo o começo, todo o início, toda a luta”.

Para o presidente da Alero, deputado estadual Marcelo Cruz (Patriota), a peça teatral expressa o sentimento dos pioneiros, que, décadas atrás, optaram por povoar o estado de Rondônia. "Tenho certeza que cada um dos presentes se sentiu representado em cada cena, relembrando as dificuldades enfrentadas por cada família e pelas conquistas obtidas juntamente com a construção do nosso estado. A apresentação foi marcante e muito especial, contemplando a história da nossa gente e destacando aquelas pessoas que optaram por desbravar o nosso estado e torná-lo uma terra próspera para as próximas gerações", destacou.

Mostra cultural

A empresa Casa do Rio Filmes foi a responsável pela Mostra cultural, apresentando peça teatral, exposição de artes e show musical com a cantora Gabriê. Essa valorização da cultura rondoniense faz parte das comemorações dos 40 anos da Constituição Estadual, o evento foi iniciado na segunda-feira (20), no Plenário Lúcia Tereza Rodrigues dos Santos, o tema da comemoração é “Somos parte dessa história. Somos todos rondonienses”. Na abertura da semana festiva, o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Cruz (Patriota) evidenciou sua felicidade por ser nascido em Porto Velho, portanto, como um bom rondoniense, estava honrado por vivenciar esse momento na condição de presidente do Parlamento Estadual.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook