Filme ‘O Território’ estreia em Nova York como protesto indígena e contra reeleição de Jair Bolsonaro

As imagens feitas pelos indígenas transportam quem vê o filma à realidade de destruição e violência contra os povos da floresta no período de governo Bolsonaro e devem impactar no período eleitoral

Blog Luciana Oliveira
Publicada em 17 de agosto de 2022 às 12:17
Filme ‘O Território’ estreia em Nova York como protesto indígena e contra reeleição de Jair Bolsonaro

Foi de graça e ao ar livre no Central Park, a exibição do documentário “O Território” que conta a luta do povo indígena Uru Eu Wau Wau para proteger seu território de invasões e destruição ambiental.

Vencedor de mais de dez prêmios internacionais e com 95% de aprovação no Rotten Tomatoes, o filme do diretor Alex Pritz é coproduzido por Gabriel Uchida e indígenas e tem a ativista Txai Suruí como produtora executiva.

Neidinha Suruí e Bitate Uru Eu Wau Wau são protagonistas do filme e na estreia falaram à imprensa sobre como previram que as ameaças aos povos indígenas aumentariam coma eleição de Jair Bolsonaro.

A sensação de desespero pelos discursos e políticas do presidente contra o meio ambiente e povos originários foi retratada no filme ainda na eleição de 2018.

“Eu tinha certeza que ele eleito ia tirar os direitos dos povos indígenas, ia aumentar o desmatamento na Amazônia, ia aumentar a insegurança dos ativistas e tudo se confirmou”, disse Neidinha Suruí em Nova York.

O Território chegará às telas de cinema do Brasil no dia 08 de setembro e fará parte da mostra Mês Amazônia no CineSesc.

As imagens feitas pelos indígenas transportam quem vê o filma à realidade de destruição e violência contra os povos da floresta no período de governo Bolsonaro e devem impactar no período eleitoral.

“Quem em 2022 a gente consiga mudar. Mudar para um Brasil melhor, onde o compromisso com a floresta Amazônica, o compromisso com o direito do cidadão e cidadã brasileira se concretize. E com a defesa dos povos indígenas. Eu tenho essa esperança. Eu acredito muito que o Brasil vai mudar e o filme O Território vai ajudar nessa mudança”, concluiu Neidinha.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    edgard feitosa 19/08/2022

    em pleno século XXI, INACREDITÁVEL , encontrar pessoas com RANÇO, ÓDIO e LAIVOS GENOCIDAS com relação às Comunidades Indígenas; qual o compromisso e a SOLIDARIEDADE que vocês, MARIA e FALEI, tem com o Gênero Humano???? vivem na riqueza??? vamos supor por hipótese que sim; isso é ARGUMENTO para descarregar logorreia contra pessoas que estão levando ao mundo o que se passa com os Indígenas no Brasil??????????? falar mal do brasil??? com absoluta certeza vocês desconhecem por completo o que se passa no brasil: um país onde impera a maior desigualdade social; um país maior produtor agropecuário, mas onde 33 milhões de brasileiros passam fome; um país histórico na exploração e massacre de negros e indígenas; ou vocês são aqueles HIPÓCRITAS que, arrotam que somos um país "cristão", fechando os olhos à realidade NUA E CRUA do Brasil???? vamos falar bem do Brasil??? SIM, ENTÃO VAMOS NOS TORNAR MAIS HUMANOS, MELHOR DISTRIBUIÇÃO DE RENDA, MELHOR SAÚDE, MELHOR EDUCAÇÃO, MELHOR RESPEITO AOS SERES HUMANOS; Falei, você "falou" uma verdade: O SEU MUNDO ANTIGO DESSE SER A IDADE MÉDIA....COM FOGUEIRAS PARA INQUISIÇÃO........

  • 2
    image
    José Pereira 18/08/2022

    Dona MARIA!   Direitista semi-analfabeta!!!  Vá se alfabetizar. 

  • 3
    image
    MARIA 18/08/2022

    NAO TEM NEM VERGONHA NA CARA, VIVEM NA RIQUEZA, ARRODEADO DE ONGS ESTANGEIRA, AINDA TEM A CARA DE PAU DE FALAR MAL DO BRASIL LA FORA, TAL DA SEGUNDA ESPOSA E UMA TXAI FANQUEIRA TUPINIKIN.

  • 4
    image
    FALEI 18/08/2022

    ...esses puxadinhos da patrulha não param. sinto falta do mundo antigo.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook