Lamachia participará de desagravo à advogada algemada por ordem de juíza leiga

Lamachia anunciou uma série de ações da OAB como consequência dos fatos ocorridos com Valéria.

Conselho Federal da OAB
Publicada em 14 de setembro de 2018 às 15:37
Lamachia participará de desagravo à advogada algemada por ordem de juíza leiga

Brasília – O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, participará na próxima segunda-feira (17) de ato de desagravo à advogada Valéria Lúcia dos Santos, na porta do juizado de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Na manhã de quarta-feira (12), Lamachia anunciou uma série de ações da OAB como consequência dos fatos ocorridos com Valéria. A advogada foi algemada e presa no exercício da profissão durante uma audiência no 3º Juizado Especial Cível de Duque de Caxias, depois de questionar uma juíza leiga a respeito da inclusão de uma contestação no processo.

“Antes de mais nada, trata-se de uma ocorrência escabrosa. Além de desagravo público em favor da Doutora Valéria Lúcia dos Santos, a seccional do Rio de Janeiro e a subseção de Duque de Caxias irão apresentar uma representação por abuso de autoridade contra todas as autoridades envolvidas e representação disciplinar perante as corregedorias contra todas as autoridades envolvidas. Será requerida ainda a averiguação da conduta ética-disciplinar perante a OAB, em relação a Juíza Leiga. Também será prestada assistência integral na ação indenizatória, em face dos danos morais sofridos, caso venha a ser proposta e solicitaremos formalmente providências às corregedorias envolvidas no sentido de que não se repitam atos semelhantes”, afirmou Lamachia.

O presidente também rendeu elogios a pronta atuação da seccional e da subseção para o atendimento da colega advogada. "Diligentes e firmes na defesa das prerrogativas, exatamente como a advocacia espera que seja a atuação da OAB em casos como este", ressaltou Lamachia.

“A advogada Valéria Lúcia dos Santos foi constrangida e impedida de exercer livre e plenamente as prerrogativas de usar da palavra, registrar os fatos em ata de audiência e bem defender os interesses de sua constituinte, por atos arbitrários de uma juíza leiga e da autoridade policial. É disso que se trata”, acrescentou o presidente nacional da OAB. O presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz, reforçou que as ofensas contra Valéria atingem toda a advocacia. "Sabemos que toda advocacia foi aviltada e algemada juntamente com a nossa colega. Sofremos juntos e juntos diremos não", afirmou ele.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook