Marcelo Cruz apresenta PL para criação de programa de incentivo para Startups em Rondônia

O resultado deste programa é a geração de mais renda e emprego", afirmou Marcelo

Assessoria
Publicada em 03 de maio de 2021 às 12:16
Marcelo Cruz apresenta PL para criação de programa de incentivo para Startups em Rondônia

O deputado estadual Marcelo Cruz (Patriota) protocolou na última semana, um projeto de lei para criação de um programa estadual para apoio a microempresas, empresas de pequeno porte (Startups), no estado de Rondônia. A proposta do deputado é incentivar a criação de negócios inovadores.

Com o programa, o deputado acredita que sejam criados projetos por jovens empreendedores, que possam se destacar em Rondônia. "As startups são o futuro de empresas de inovação, por isso devemos pensar em nossos jovens, muitas vezes não aproveitamos o talento que eles tem. O resultado deste programa é a geração de mais renda e emprego", afirmou Marcelo.

Uma startup se baseia na criação de empresa ou negocio, onde seu elemento fundamental é a inovação, seja qual for o setor.

O projeto foi protocolado pelo gabinete do deputado Marcelo Cruz, e na próxima semana vai se reunir com os secretários para discutir a criação do programa das Startups.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Lula é alternativa para o Brasil

Lula é alternativa para o Brasil

Sociólogo Emir Sader analisa a agenda que o ex-presidente Lula terá nesta semana em Brasília. "Lula não é uma alternativa para a esquerda, nem para forcas de centro e de direita. Lula é a alternativa para o Brasil, como país, como nação", afirma

É preciso enterrar o neoliberalismo

É preciso enterrar o neoliberalismo

"Nos Estados Unidos, Biden promove mudanças profundas, com medidas econômicas e sociais que implicarão expansão de US$ 5,4 trilhões nos gastos nesta década. No Brasil, a agenda econômica segue interditada pelo ideário austericida que aprofunda a crise e amplia as desigualdades", escrevem o ex-ministro Alozio Mercante e o sociólogo Marcelo Zero