Metade do Amapá seria Israel

Se o Brasil tivesse vendido metade do Amapá para os judeus seria um louvor até hoje. Tanto para os raros amapaenses como para os judeus

Professor Nazareno
Publicada em 20 de novembro de 2023 às 09:58
Metade do Amapá seria Israel

O atual Estado de Israel foi criado em 1948. Tem pouco mais de vinte e dois mil quilômetros quadrados e uma população superior a nove milhões de pessoas. Judeus e árabes em sua grande maioria. Praticamente todos os cristãos já saíram de lá. Só que havia na região quase meio milhão de palestinos que ali moravam há mais de dois mil anos. Não deu outra: as guerras e os desentendimentos com os moradores locais começaram já no dia seguinte. Pelo menos quatro guerras entre Israel e os países árabes vizinhos foram verificadas em menos de 30 anos. Os dois povos nunca se entenderam e os combates, a carnificina, o colonialismo, o terrorismo e as agressões mútuas podem ser verificados quase todo dia, mês e ano naquele lugar que, ironicamente, tem o nome de “Terra Santa”. Só que tudo poderia ser diferente do que é. Israel poderia ter sido criado muito longe dali.

Após o Holocausto na Segunda Guerra Mundial, os judeus mereciam ter uma pátria só para eles. Poderia ter sido em Madagascar na África, na Sibéria ou mesmo em plena Amazônia brasileira. No Amapá, por exemplo. Em qualquer um desses lugares, todos semidesérticos na época, seria com certeza um país 4 vezes maior do que é hoje o Estado de Israel. Mas os judeus não quiseram. Queriam voltar para ali, no Oriente Médio. O lugar que “Deus apontou para Moisés” que seria o lar definitivo dos judeus. E aqui pra nós: esse Deus foi muito cruel, escroto e até sacana com os hebreus. Levou-os para um lugar onde não há petróleo e nem água potável. Só areia, calor e muito deserto. Se o Brasil tivesse vendido metade do Amapá para os judeus seria um louvor até hoje. Tanto para os raros amapaenses como para os judeus. Na foz do rio Amazonas há água doce em excesso.

E ali também não havia muitos habitantes. Apenas uma meia dúzia de índios “selvagens” que não iam fazer diferença nenhuma para ninguém. O Brasil mesmo já cometeu um Holocausto matando mais de seis milhões desses índios e ninguém nunca percebeu. Se percebeu não deu a menor importância. Israel tirava de letra conviver com esses selvagens. Além do mais, ficava bem mais próximo dos Estados Unidos e bem ali em frente ao oceano Atlântico. Os judeus iriam desenvolver aquela região inóspita e seriam hoje uma das maiores potências econômicas do mundo. Só metade do Amapá não faria falta nenhuma ao Brasil. Assim como não fariam falta, e nem fazem ainda hoje, lugares atrasados como Rondônia, Acre, Roraima e algumas das outras inúteis unidades da federação, que só dão prejuízos. Aliás, o Acre foi trocado com a Bolívia por um cavalo.

Duvido que se Israel fosse ali vizinho ao Amapá se haveria tantas guerras. O novo país não precisaria ter Força Aérea, Marinha e nem Exército como tem hoje. Terrorismo seria inexistente. E ninguém iria querer “afogar o último judeu no mar” e nem “incendiar metade do Estado judeu”. O muçulmano mais próximo estaria muito distante dali. E como fazemos alguns de nós cristãos, todos os anos os judeus iriam à “Terra Santa” visitar os seus lugares sagrados. Com a venda de metade do Amapá, o Brasil poderia ter investido em outras regiões do país e garantiria dessa forma uma paz definitiva para as três maiores religiões monoteístas da atualidade. Israel gasta hoje horrores para dessalinizar água do mar e para produzir alimentos no deserto. No Amapá, não precisaria de nada disto. Mas hoje é impossível tirar Israel de onde ele está. E também não é viável dividir o Amapá em dois. E Moisés, Maomé e Cristo deveriam mediar brigas entre irmãos. Chega de guerras!

 

*Foi Professor em Porto Velho.

Comentários

  • 1
    image
    Neves 21/11/2023

    Professor, já fui seu aluno, mas essa aí foi bola fora. Dá uma olhada e veja onde foram encontradas as reservas de petróleo na dita "foz do amazonas". É bem aí mestre. Melhor seria posicionar Tel Aviv onde hoje é Porto Velho. Abraço.

  • 2
    image
    Bento Arruda 21/11/2023

    ESSE PROFESSOR NAZARENTO É MESMO UMA PIADA. NÃO ENTENDE NADA DE ISRAEL NEM DOS CONFLITOS QUE OS BANDIDOS DO HAMAS ESTÃO TRAVANDO CONTRA SEU PACIFICO POVO. O PIOR QUE O PROFESSOR QUE DIZIA QUE IA EMBORA DE RONDONIA,, QUE ACABA COM RONDONIA E OS RONDONIENSES, ASSIM COMO O HAMAS FAZ COM OS ISRAELENSES, FICOU EM RONDONIA PARA DESESPERO NOSSO, TAMBÉM SOU PROFESSOR APOSENTADO, MAS JAMAIS ESCREVERIA ESSAS CRETINICES SOBRE O ESTADO QUE ME ADOTOU E QUE TODOS NOS APRENDEMOS A GOSTAR , MENOS O PROFESSOR NAZARENTO. ELE ASSINA SEUS MALFADADOS TEXTOS COM UM SINGELO *FOI PROFESSOR EM PORTO VELHO, COITADOS DOS ALUNOS.

  • 3
    image
    edgard alves feitosa 21/11/2023

    Josemar, : Vc diz que é "conversa fiada que os terroristas se escondem dentre o povo", ENTÃO, POR QUE ELES NÃO SAEM A CAMPO ABERTO E LUTAM???? ORA, POR QUE EGITO....JORDANIA...ARÁBIA SAUDITA NÃO QUEREM O HAMAS EM SEU TERRITÓRIO??? bem antes da existência dos Estados Unidos, Israel já EXISTIA...seja como as 12 Tribos....seja com os Reinos de Yudah e Israel; quando Tito destruiu o Templo de Yerushalayim em 70, houve a DIÁSPORA, sendo que os judeus retornam à sua TERRA em 1948....a solução é dois Estados....sim... mas o Hamas não quer, pois seu objetivo é destruir Israel....Nenhuma nção prevalecerá sobre Israel......

  • 4
    image
    edgard alves feitosa 20/11/2023

    Professor, necessário se faz alguns esclarecimentos: 1- uma rápida consulta nos livros de História, nos mostra que Israel habita na região milênios antes de Cristo, seja inicialmente com as 12 Tribos, ou com o Reino de Israel ou o Reino de Judah; em 1948, apenas retornou à sua PÁTRIA; ora, se Jesus é Judeu, isso PROVA que os judeus vivem há milênios na região; 2- absolutamente, Professor, DEUS (IHWH), é EXTREMAMENTE GENEROSO COM ISRAEL, pois em um EXÍGUO ESPAÇO, É UMA DAS NAÇÕES MAIS RICAS; uma rápida pesquisa no google, e para ficar em apenas um parâmetro, o IDH, temos: IDH DE ISRAEL É 0,919 (ALTÍSSIMO PELO PADRÃO DA ONU); IDH DO BRASIL É DE 0,758 (87ª posição mundial), perdendo para CUBA 0,764 (83ª na posição mundial); apenas de passagem, menciono que nos "orgulhamos" de ter expulsado os holandeses do Brasil, mas foi durante a ocupação holandesa, que houve maior prosperidade, e a maioria era de Judeus; consulte o google e verá dezenas de Judeus ganhadores do Premio Nobel; dezenas de campeões mundiais de Xadrez; empresas e bancos : Google; Oracle; Casas Bahia; H.Stern; o Boticário; Safra; Rothschild; enfim, DEUS (IHWH) É EXTREMAMENTE GENEROSO COM ISRAEL; não se aflija, Professor, DEUS ABENÇOA E CONTINUARÁ ABENÇOANDO ISRAEL....SHALOM YERUSHALAYM.......

  • 5
    image
    Josemar Freire Botelho 20/11/2023

    O senhor está enganado, professor! quem criou Israel foi os Estados Unidos. Se não fosse ali, seria perto dali. E o objetivo era claro: Israel pode não ter petróleo nem muitas riquezas naturais, mas todos os seus vizinhos tem e são ricos em tudo. Ouro, prata, petróleo e tudo o mais. Os Estados Unidos tinham que estar por ali para pegar a riqueza de todos eles. E por isso usam Israel como base militar. Israel não é um país independente: é uma espécie de colônia norte-americana na região. Os americanos têm em seu território mais de 6 milhões de judeus. Matar crianças palestinas, mulheres grávidas, velhos e pessoas inocentes sempre fez parte da grande nação do norte e também de sua maldita filial no Oriente Médio. Conversa fiada que os terroristas se escondem entre o povo. Eles querem matar mesmo, pois cada cabeça que é arrancada de uma criancinha palestina, é festa nos Estados Unidos e em sua poderosa indústria bélica. O grande Satã e o pequeno Satã são sociedades do MAL. Por isso, a resposta é Saddan Hussein, é Osama Bin Laden, Talibã, Jihad Islâmica, Hamas, Hezbollah, Fatah e outras formas de defesa. De sua cultura, de sua religião, de suas riquezas e de suas terras. Por que os judeus não foram para esses lugares citados pelo senhor? Por que não há petróleo nem riquezas para serem saqueados por eles e por seus patrões.

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook