Não autorizei derrubada de um galho, diz Kassio sobre decisão que autorizou estrada em Rondônia

A picada já estava aberta. Eu autorizei apenas a passagem fiscalizada de 8h às 18h para pessoas, alimentos e medicamentos

O Antagonista
Publicada em 21 de outubro de 2020 às 13:24
Não autorizei derrubada de um galho, diz Kassio sobre decisão que autorizou estrada em Rondônia

Foto: Reprodução/TV Senado

Kassio Marques explicou em sua sabatina que, quando autorizou o uso de uma estrada em Rondônia que passava por dentro da Reserva Guajará-Mirim, não autorizou a construção de uma rodovia.

“Minha decisão não autorizou a retirada de um galho. A picada já estava aberta. Eu autorizei apenas a passagem fiscalizada de 8h às 18h para pessoas, alimentos e medicamentos. Tive que fazer um juízo de ponderação entre o direito ao meio ambiente e o direito à vida”, disse, em resposta ao senador Fabiano Contarato.

Kassio disse que a decisão se reportava  a uma situação de emergência: a bacia do Rio Madeira havia subido a níveis “nunca antes vistos” e deixou três cidades isoladas, com acesso apenas por avião ou embarcações pequenas.

“Fiquei perplexo”, disse Kassio Marques. “Foi uma autorização de passagem, precária, só enquanto os níveis do Rio Madeira retornavam aos níveis de normalidade”.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook