Polícia Civil elucida homicídio e prende “Nego rei” em Ariquemes

De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Rodrigo Camargo, o crime foi registrado cerca de dois anos atrás e, depois de longo e árduo trabalho de investigação foi possível identificar o prender o autor do homicídio.

ASCOM/PCRO/Imagens: Arquivo PC
Publicada em 14 de maio de 2019 às 17:46

Reinaldo M. M. - vulgo "nego rei"

A Polícia Civil do estado de Rondônia, por meio da Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Contra a Vida (DECCV) em Ariquemes, efetuou a prisão na manhã de segunda-feira (13/05), de Reinaldo M. M, vulgo “Nego rei”, acusado de ter praticado crime de homicídio contra Evaristo A. da C., de 46 anos. A vítima foi encontrada já sem vida com marcas de tiro de arma de fogo na região da cabeça, próximo a na Linha C-65, Travessão B-40 da BR 421, zona rural do município de Ariquemes.

De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Rodrigo Camargo, o crime foi registrado cerca de dois anos atrás e, depois de longo e árduo trabalho de investigação foi possível identificar o prender o autor do homicídio. “O comprometimento exemplar dos investigadores da Delegacia de Homicídios mais uma vez foi o fator determinante na elucidação  deste crime”, afirmou o Delegado.

“Parte da população tem a falsa convicção de que com o transcorrer dos anos é certeza de impunidade. Há crimes que são de difícil elucidação, a depender do local onde o crime foi praticado, modo de execução, perfil da vítima, entre outros fatores. O caso do homicídio em tela se encaixa dentro desse perfil, pois a vítima foi encontrada em um local ermo (de difícil acesso), com marcas de tiros na região da cabeça, sem informações precisas, o que dificultou o trabalho da equipe policial. Contudo, mesmo diante das dificuldades apresentadas ao longo da investigação a Polícia Civil conseguiu lograr êxito”, disse Rodrigo.

Durante o cumprimento de busca e apreensão na casa do acusado a Polícia Civil apreendeu uma espingarda de ar comprimido modificada para arma de fogo calibre 22, além de munições. Por esta razão o acusado também foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

“Nego rei” foi conduzido até a Delegacia Especializada para os procedimentos legais e, em seguida, encaminhado a Penitenciária de Ariquemes, onde permanecerá a disposição da Justiça.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook