População não deve se descuidar quanto ao uso de máscaras, vacinação e a testagem para vencer a luta contra a covid-19

Foram apresentados dados coletados de sistemas que indicam resultados sobre internações, vacinação, casos e óbitos decorrentes de infecções pelo coronavírus

Mineia Capistrano Fotos: Lucas Máximus Secom - Governo de Rondônia
Publicada em 02 de dezembro de 2021 às 16:56
População não deve se descuidar quanto ao uso de máscaras, vacinação e a testagem para vencer a luta contra a covid-19

Equipes de saúde durante reunião que tratou sobre os números relativos à covid-19 em Rondônia

Foi realizada na manhã de segunda-feira (1º), em Porto Velho, uma reunião entre equipes da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Ministério da Saúde (MS) com o objetivo de balizar o Governo de Rondônia para as tomadas de decisão acerca das medidas preventivas e orientações à população no combate a covid-19,

Durante o evento foram apresentados dados coletados de sistemas que indicam resultados sobre internações, vacinação, casos confirmados e óbitos decorrentes de infecções pelo coronavírus.

Caio Nemeth, estrategista de dados da Sesau, explicou que há riscos do que denominou como explosão de casos de covid-19 em algumas regiões de Rondônia. “Os maiores riscos são onde a população se recusa a vacinar”, expôs.

De acordo com ele, os aumentos podem ser percebidos tanto em óbitos quanto internações, e o sistema de inteligência artificial utilizado para realizar esse monitoramento tem capacidade de fazer a avaliação por Município. “Atualmente temos como definir os riscos de cada localidade e a temperatura social. Esses percentuais definem um nível de risco e a tomada de decisão mais incisiva”, diz.

Após explanar a metodologia utilizada, o técnico apresentou as correlações entre os sintomas, idades e sexo das pessoas que foram acometidas por covid-19. “Observamos, por exemplo, os casos de pessoas que vem a óbito. Avaliamos quais foram os sintomas, se há aumento desses sintomas em outras localidades para perceber se há relação entre si”.

TESTAGEM

Para detalhar melhor, o técnico citou como exemplo, caso de óbito por covid-19 numa região que não indica registro de casos. Para situações semelhantes a essa chamou a atenção para a necessidade de testagem. “Há municípios que indicam poucas pessoas infectadas, mas em contrapartida há outras redundâncias de inteligência trabalhando que identificaram o risco não por quantidade de pessoas contaminadas”, define.

Outra informação apresentada na reunião é que as pessoas não vacinadas têm maior risco de serem internadas. “Para efetivar o combate tudo está sincronizado: o uso de máscaras, vacinação e a testagem. As cidades onde aumentaram os casos infelizmente são as que a população não estava fazendo o correto uso de máscaras”, pontuou Nemeth.

De acordo com o diretor geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, a apresentação dos dados é importante para que o Governo de Rondônia delibere ações pontuais de combate à covid-19 por localidade. “No próximo sábado, por exemplo, vamos realizar uma campanha para incentivar a vacinação. Esses dados nos auxiliarão a conversar com a população sobre os próximos meses, quando à possibilidade de realização de eventos, confraternizações e por isso é muito importante que as pessoas estejam vacinadas”, reforça.

FORTALECIMENTO DAS AÇÕES

Durante a reunião, técnicos da Sesau apresentaram estratégias que serão trabalhadas junto aos municípios para fortalecimento das ações de combate a covid-19 e visando elevar a cobertura vacinal, digitação dos registros de vacinados e incentivo para a administração da segunda dose da vacina. Atualmente mais de 220 mil pessoas precisam retornar à uma Unidade de Vacinação para receber a segunda dose do imunizante. “Como resultado esperamos promover aumento da cobertura vacinal, identificar a população susceptível, controle e prevenção da covid-19”, destaca o diretor Gilvander Gregório de Lima.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook