PRF apreende mais de 18 Kg de drogas ilícitas em menos de 24 horas

Prejuízo para os criminosos é de aproximadamente R$ 3 milhões

Polícia Rodoviária Federal
Publicada em 27 de janeiro de 2023 às 16:03
PRF apreende mais de 18 Kg de drogas ilícitas em menos de 24 horas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, no dia de ontem (26), realizando atividades de fiscalização de trânsito na BR 364, no município de Porto Velho, apreendeu mais de 18 Kg de drogas ilícitas em menos de 24 horas.

O primeiro fato se deu às 08h, em um transporte coletivo de passageiros. Na abordagem, uma mulher, de 22 anos, demonstrou excesso de nervosismo durante algumas perguntas. Ao ser indagada se transportava algum ilícito, levou as mãos ao abdômen. Diante dos fatos, a equipe apreendeu, aproximadamente, 3 Kg de cloridrato de cocaína sendo transportados junto ao corpo da passageira do ônibus que vinha de Rio Branco/AC. A infratora afirmou que estava em uma festa no Distrito Federal quando recebeu a proposta de uma pessoa desconhecida para buscar a droga no Estado do Acre.

A segunda ocorrência aconteceu às 14h. Durante abordagem a um táxi, o passageiro apresentou diversas contradições em relação à origem e ao motivo da viagem. Ao ser questionado se transportava alguma bagagem no porta-malas, o homem negou e logo foi desmentido pelo taxista. Diante disso, foi realizada uma busca em sua mala e, de imediato, foi observado diversos tabletes com substância análoga à cocaína. No total, 17.964 Kg da droga ilícita foram apreendidos.

A terceira ocorrência ocorreu no Km 709. No decorrer da fiscalização, um HYUNDAI/HB20 tentou se desvencilhar da abordagem. Ao longo da verificação de equipamentos obrigatórios, foram encontrados meio quilo de substância análoga à maconha no assoalho do banco do passageiro. O condutor do veículo alegou não saber da existência da droga, enquanto que o passageiro assumiu a propriedade.

Somando as ocorrências, 18.465 Kg de drogas ilícitas foram encaminhados à Polícia Judiciária para destruição. Os infratores também foram conduzidos à Autoridade Policial, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

Conforme estimativa da Polícia Rodoviária Federal, o quilo da droga ilícita está avaliado em R$ 180 mil reais (cloridrato de cocaína) e R$ 2.168,40 (maconha). O prejuízo estimado aos criminosos é de R$ 3.234.784,20 milhões.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook