STF fixa pena de Valdir Raupp em sete anos de prisão no semiaberto

Valdir Raupp foi condenado por receber em sua campanha R$ 500 mil da Queiroz Galvão em 2010

O Antagonista/Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Publicada em 10 de novembro de 2020 às 14:52
STF fixa pena de Valdir Raupp em sete anos de prisão no semiaberto

A Segunda Turma do STF terminou hoje o julgamento da ação penal contra o ex-senador Valdir Raupp. Por maioria, a pena dele por corrupção e lavagem de dinheiro foi fixada em sete anos e seis meses de prisão no regime inicial semiaberto e pagamento de R$ 1 milhão de indenização.

A pena foi fixada com base nos votos dos ministros Luiz Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia. Gilmar Mendes e Ricardo Lewanowski ficaram vencidos. Haviam proposto que a pena ficasse em cinco anos e dez meses.

Valdir Raupp foi condenado por receber em sua campanha R$ 500 mil da Queiroz Galvão em 2010. Segundo a PGR, era dinheiro de propina para manter Paulo Roberto Costa na Diretoria de Abastecimento da Petrobras e atuar pela continuidade do esquema de corrupção na estatal.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Alessandro 11/11/2020

    E mais uma vez, o crime compensou.

  • 2
    image
    Lucas Antonio 11/11/2020

    Fora bolsonaro! pior presidente da história desse pais até hoje.

  • 3
    image
    josé bento 11/11/2020

    Infelizmente no nosso país inundado por corrupção o que ocorre é isso, o rico, o político vai para o semi aberto, o pobre, o trabalhador que comete algum delito, por menor que seja, fica preso. Justiça imparcial, cadê o que diz a constituição federal que todos são iguais perante a lei? Os políticos no Brasil se elegem já de caso pensado para viver mamando nas tetas da "democracia", de olho em maracutaias, esquemas, desvio de dinheiro público para si e suas famílias. Nomeiam parentes e apaniguados. Ao povo eles dão de presente as privatizações, que resultam em altas tarifas, taxas, impostos e péssimos serviços. O povo precisa acordar ou sempre será massa de manobra da Globo, do Facebook, do twitteer e de outros. Vejam as eleições americanas, vota quem quer, pelo correio, pela Internet e tudo mais. E lá é o país mais rico e mais poderoso do mundo. Aqui, um país pobre, dependente da economia primária, corrupto, tupiniquim o voto é obrigatório e somente feito por meio das urnas eletrônicas que não imprimem nada. Uma vergonha corroborada pelo STF. Isso sim é ditadura.

  • 4
    image
    Antonio Carlos Cruz Veiga 10/11/2020

    Realmente,nesse país recheado de corruptos, continua sendo vantajoso ser corrupto,sete anos e seis meses de"prisão" domiciliar e pagar um milhão de reais de multa, ganhará um doce quem adivinhar de onde virá o dinheiro pra pagar a multa, simples assim.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Resenha Política, por Robson Oliveira

Resenha Política, por Robson Oliveira

O Ibope – uma nova rodada deve sair amanhã -  pode não acertar fechado o resultado de domingo, mas sua última pesquisa sempre dá uma pista certeira (para quem sabe interpretar números) do que pode vir a ocorrer. Acredite se quiser!