Transposição dos beronianos é viável

O caso da transposição dos antigos “beronianos”, que até hoje sonham com o benefício, pode estar perto de chegar ao fim

Sérgio Pires
Publicada em 13 de janeiro de 2020 às 09:01
Transposição dos beronianos é viável

A questão da transposição continua na ordem do dia. Pela lentidão. Pela injustiça cometido contra os rondonienses, porque em outras regiões onde os territórios federais foram transformados em Estados, os servidores foram transpostos há anos, para a União, enquanto aqui, parece que estamos sendo castigados, também nesse quesito. Na última sexta-feira, contudo, surgiu mais uma luz no fim do túnel.

A dra. Sandra Soster, advogada especializada no assunto e que faz parte de uma Comissão Voluntária que trata da transposição dos ex funcionários do Beron, deixou claro que há esperança de que os “beronianos” que foram contratados até 15 de março de 1987, tenham direito a serem transpostos.

Numa longa entrevista ao programa Papo de Redação, com os Dinossauros Domingues Júnior, Jorge Peixoto, Beni Andrade e Sérgio Pires, a especialista diz que há sim possibilidade da inclusão desse pessoal, sem que seja necessário recursos judiciais. “Pode ser uma decisão administrativa, porque o direito deles é claro”, afirmou. Se os casos forem parar na Justiça, contudo, não se tem ideia quando poderão ser julgados. Como trata apenas do tema relacionado com os servidores do extinto Beron, Sandra Soster não tem informações sobre as outras estatais, como a Caerd, por exemplo, embora o raciocínio legal possa ser o mesmo.

O caso da transposição dos antigos “beronianos”, que até hoje sonham com o benefício, pode estar perto de chegar ao fim. Depende muito também, segundo a advogada, do apoio da bancada federal e do governo de Rondônia. Vamos ver então no que vai dar.

Leia a  íntegra da coluna Opinião de Primeira, do jornalista Sérgio Pires

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Chico Bento 14/01/2020

    De novo o assunto transposição. Já sei, este ano temos eleições. Beronianos, Ceronianos, Caerdianos, esqueçam este papo de transposição. Não sofram por algo que nunca irá acontecer. Sou ex-ceroniano, já saí da empresa no ano passado pois "doaram" ela a iniciativa privada e embora o sindicato tenha interposto inúmeras ações até agora nada conseguiu, imagine os "pobres" beronianos que o banco foi extinto a mais de uma década. Desculpe o termo, mais é CONVERSA PRA BOI DORMIR.

  • 2
    image
    funcionário 13/01/2020

    Vai e vem aí aparece essa conversa de novo> os funcionários do Beron já receberam grana de indenização, uns souberam aproveitar, outros não e começa de novo a dar esperança ao pessoal desiludido. Vai haver eleição este ano?

  • 3
    image
    leila maria 13/01/2020

    Se todos receberam indenização, como fica, vão devolver aos cofres públicos o dinheiro recebido se por acaso conseguirem a transposição?

  • 4
    image
    Gilmar Rodrigues Mendes 13/01/2020

    Comissão voluntária, acreditem se quiserem...

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook