UNIR apresenta demandas à Bancada Federal de RO

Reitoria apresentou demandas da UNIR em reunião sobre destinação de emendas parlamentares para Rondônia

Ascom/UNIR
Publicada em 01 de dezembro de 2023 às 11:45
UNIR apresenta demandas à Bancada Federal de RO

A Universidade Federal de Rondônia (UNIR) apresentou à Bancada Federal de Rondônia as suas demandas por emendas parlamentares no orçamento de 2024 do Governo Federal, prevendo investimentos tanto para o próximo ano, como para os anos seguintes. A UNIR foi representada pelo vice-reitor, no exercício da Reitoria, professor Juliano Cedaro, que entregou a cada um dos 11 parlamentares de Rondônia o Portfólio de Investimentos da Universidade. “A UNIR ampliou nos últimos anos a articulação com os representantes eleitos do Estado, o que tem significado um aumento significativo nos recursos disponíveis, já que o orçamento próprio da Universidade não permite investimentos. Isso tem se revertido em editais de fomento ao ensino, à pesquisa, na conclusão de obras e na conclusão do nosso tão necessário Restaurante Universitário, por exemplo, o que sem estes aportes financeiros extras não teria sido possível”, explicou o vice-reitor após a reunião com a bancada.

A reunião com a Bancada Federal de Rondônia é um encontro em que as entidades federais apresentam aos representantes dos Estado no Congresso Nacional as demandas por maiores aportes financeiros, e como e onde planejam investir estes recursos. No caso da UNIR, foi apresentado o Portfólio de Investimentos, em que a gestão da Universidade mostra os investimentos já realizados desde 2022, e projeta os investimentos a serem realizados a partir de 2024 e ao longo dos anos seguintes. Como destacou o vice-reitor, Juliano Cedaro, “Trata-se tanto de uma prestação de contas para os representantes eleitos de Rondônia, como da indicação das necessidades da Universidade, o que diz respeito à recuperação e modernização da nossa infraestrutura, e aquisição de equipamentos para laboratórios de ensino e pesquisa, fomento à pesquisa em todos os níveis, e ampliação dos auxílios fundamentais para a permanência dos nossos alunos nos seus cursos. Sem maiores recursos, além do orçamento vindo diretamente do MEC, a UNIR pouco consegue avançar para superar passivos históricos, como obras inacabadas e prédios sem manutenção, e também não consegue modernizar seus ambientes para as atividades administrativas e acadêmicas”.

Relações com a Bancada de Rondônia – A UNIR retomou de modo efetivo as relações com os parlamentares eleitos de Rondônia a partir de 2021, solicitando maiores volumes de emendas a partir de 2022, o que efetivamente ocorreu com a destinação de R$ 18 milhões. No orçamento de 2023 este montante de recursos alcançou R$ 16 milhões. A reunião para encaminhar emendas ao orçamento da União em 2024 foi realizada no dia 21 de novembro, em Brasília (DF), e a UNIR solicitou um total de R$ 34 milhões em emendas, e antecipou investimentos de aproximadamente R$ 80 milhões, a serem aplicados ao longo dos próximos quatro anos. Os detalhamentos sobre a destinação dos recursos solicitados estão no Portfólio de Investimentos apresentado durante a reunião e entregue a cada parlamentar.

Atualmente a bancada de Rondônia no Congresso Nacional é composta pelos senadores Confúcio Moura, Jaime Bagattoli e Marcos Rogério, e pelas deputadas e deputados federais Coronel Chrisóstomo, Cristiane Lopes, Fernando Máximo, Lebrão, Lúcio Mosquini, Maurício Carvalho (líder da Bancada), Thiago Flores e Silvia Cristina.

Recursos necessários – Os recursos já destinados à UNIR por meio de emendas parlamentares foram aplicados na conclusão de obras que estavam paralisadas, na aquisição de novos veículos, entregues a todos os campi, e na efetivação de editais para equipar laboratórios de ensino e fomentar o trabalho de pesquisa, por exemplo. Como destacou a diretora do Campus de Rolim de Moura, professora Mayra Araguaia Figueiredo, “a chegada destes recursos foi fundamental para equipar os espaços de ensino, e retomar esta relação com os parlamentares foi o caminho mais adequado para suprir a demandas que temos para agora. Aumentar o orçamento próprio é necessário, mas temos que avançar desde já, e por isso esta articulação é tão importante”.

Nos próximos anos a previsão é para que os editais lançados em 2023 pela primeira vez na UNIR, como o apoio financeiro a pesquisadores por meio de cartão de pesquisa, seja mantido, e obras de infraestrutura necessárias sejam realizadas. “A população de Rondônia escolheu os seus representantes, e é para esta mesma população que a nossa Universidade presta serviços, por isso a instituição estar próxima dos senadores, deputadas e deputados é mais do que uma necessidade, pois ao final os objetivos são dar retornos cada vez maiores e mais efetivos às pessoas de Rondônia”, disse o diretor do Campus de Vilhena, professor Claudemir de Paula. 

A conclusão do prédio onde funcionará o Restaurante Universitário no Campus de Porto Velho, por exemplo, foi possível após a destinação dos recursos de emendas parlamentares no orçamento de 2022, o que também ocorreu com o Centro de Vivência no Campus de Cacoal, já inaugurado. Do mesmo modo foi com estes recursos que foram adquiridos os equipamentos para o RU, e os equipamentos para a instalação de novo data center para a UNIR. “A cada ano este é um esforço necessário da gestão da Universidade, que já é realizado por outras instituições e agora, retomado pela UNIR, tem demonstrado que, sem o prejuízo de manter a busca por mais recursos próprios via orçamento, podemos avançar no atendimento das nossas necessidade mais urgentes, e dar mais condições para professores e alunos no que é mais importante: as atividades de ensino, a pesquisa, e no retorno à sociedade”, explica o diretor do Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas (Nucsa), professor Marcus Vinícius Xavier.  

Portfólio de Investimentos Síntese 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook