Candeias não aplicou ainda metade das vacinas que recebeu

Na contramão, a pior performance é de Candeias do Jamari, que até agora havia recebido 1.787 doses e aplicado apenas 899, com o percentual de apenas 49,7 por cento de imunizações, mesmo a Prefeitura tendo vacinado durante todo o feriadão de Páscoa

Sérgio Pires/Foto: Lisa Ferdinando
Publicada em 09 de abril de 2021 às 08:23
Candeias não aplicou ainda metade das vacinas que recebeu

Das 52 cidades rondonienses, apenas seis já tinham atingido os 100 por cento de aplicação da primeira dose vacinal, até a manhã da quinta-feira: Vilhena, Jaru, Nova Brasilândia, Cerejeiras, Urupá e Teixeirópolis. Ou seja, pouco mais de 10 por cento.  Na contramão, a pior performance é de Candeias do Jamari, que até agora havia recebido 1.787 doses e aplicado apenas 899, com o percentual de apenas 49,7 por cento de imunizações, mesmo a Prefeitura tendo vacinado durante todo o feriadão de Páscoa. Costa Marques, onde a doença atacou com força, é outro exemplo negativo. Das 1.761 doses, aplicou apenas 899 também, resultando em só 51,1 por cento de vacinações realizadas. Em Ji-Paraná, que tem o segundo maior número de óbitos do Estado, com 361 mortes registradas (Porto Velho, até a quarta, já tinha 1.945), havia recebido 11.529 vacinas para a primeira dose, mas até agora aplicara apenas 9.933, ou seja, 86,2 por cento. Em Ariquemes, a terceira cidade mais atingida, com 341 mortes, a Prefeitura conseguiu 6.9376 doses e aplicou 6.759, atingindo o percentual de 97,4 por cento e caminhando para os 100 por cento. Nesta quinta, chegaram mais 27.950 doses, a maior parte de Coronavac, mas também Oxford/Astrazeneca. Todas elas, segundo nova orientação do Ministério da Saúde, para aplicação de primeira dose. Com isso, Rondônia recebeu, em apenas uma semana, 79.350 doses de vacinas.   

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook