Marcos Rogério pede abertura de templos e critica voto de Gilmar Mendes

Marcos Rogério afirmou que visitou vários templos religiosos em Rondônia e encontrou verdadeiros exemplos de higiene, organização, segurança e respeito à vida de cada fiel

Agência Senado/Foto: Reprodução TV Senado
Publicada em 09 de abril de 2021 às 08:41
Marcos Rogério pede abertura de templos e critica voto de Gilmar Mendes

Em pronunciamento nesta quinta-feira (8), o senador Marcos Rogério (DEM-RO) criticou o voto do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante julgamento sobre restrições ao funcionamento de templos como medida para frear a disseminação da covid-19. O ministro se manifestou contra tratamento distinto a celebrações religiosas no caso da adoção, pelos entes federativos, de medidas restritivas com objetivo de conter a pandemia. Para o senador, no entanto, o voto de Gilmar Mendes ofende a fé dos brasileiros.

— Para o ministro, ir a um escritório fechado, ao supermercado ou sair para trabalhar de ônibus é menos arriscado do que ir ao culto ou missa, mesmo que a celebração seja segura e outras atividades, não. Será que isso faz sentido? Por que vota para proibir as pessoas de cultuarem, rezarem e estarem na presença de Deus justamente quando elas mais precisam?

Marcos Rogério afirmou que visitou vários templos religiosos em Rondônia e encontrou verdadeiros exemplos de higiene, organização, segurança e respeito à vida de cada fiel. Segundo ele, os templos seguem todos os critérios estabelecidos pelas autoridades públicas de saúde, como a limitação no número de pessoas e o distanciamento entre os bancos.

O senador declarou ainda que não cabe ao STF mandar ou autorizar que "fechem as igrejas", pois seu funcionamento é uma garantia constitucional.

— Não se trata de funcionar de qualquer maneira, mas sim obedecendo os protocolos de segurança sanitária. A prática religiosa não irá agravar a crise da saúde na pandemia. Pelo contrário, o contato com Deus irá ajudar as pessoas a atravessar esse período tão tormentoso — disse.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Antonio Belarmino Neto 11/04/2021

    Pensamento nojento esse senador que votei nele ,quando estamos falando de salvar vida vem esse absurdo ir a templos se ele tive se perdido parente não estava defendendo essa baboseira .

  • 2
    image
    Ricardo Lima 11/04/2021

    A longa, enrolada, utópica e ilegal sugestão do Altamir Roque não encontra guarida em país algum do mundo. Mas, em se tratando de um bosominion acéfalo, o que esperar?  Até que redigiu um texto razoável... Cometeu menos de 15 erros. 

  • 3
    image
    Paulo 10/04/2021

    Absurdo. Enquanto o STF ilegalmente se preocupa em mandar fechar Templos de qualquer cerimônia religiosa por cunho político os estados liberam a abertura de shopping no País inteiro além dos bares e restaurantes regados com muitas bebidas alcoólicas. Sem contar com as "festas" realizadas em lugares fechados.

  • 4
    image
    Altemir Roque 10/04/2021

    Senador Marcos Rogério, criticar a decisão do autoritário e inútil atual membros do STF faz algum sentido mas não muda nada, o STF continua com sua saga militante e ideológico. Você e seus colegas senadores deveriam deixar a covardia e a omissão para trás e cumprir o papel que compete ao senado diante dos absurdos do STF. Por exemplo, ao invés de só criticar, porque não custam a decisão do STF de fechar as igrejas, já que outras aglomerações são muito piores, como ônibus e metrô? Porque não mudam a constituição para alterar a forma de indicação desses deuses ministros, com limite de mandato para 4 anos sem direito a nenhuma recondução ao cargo? Porque não alteram a constituição para delimitar a atuação do STF a questões de interpretação constitucional e limitar os processos a essa questão. I STF é tribunal especial, não deveria julgar briga de galos como faz hoje. Como visto, senador, o senado pode muito, mas deixar de ser covarde e omisso diante da barbárie dos julgamentos que fazem. Ah, porque não julgar os afastamentos dos ministros do STF, que mofam nas gavetas do senado, como o juiz, delegado, policial, promotor Alexandre de moraes? Responde aí, ou melhor, menos retórica para aparecer na mídia e mais ação concreta.

  • 5
    image
    joao carlos 09/04/2021

    Pastor Marcos Rogério? meu Deus do céu. Não sabia que esse cara era pastor. Entrou logo na política para que? Jesus pregou a humildade, o desapego ao dinheiro.

  • 6
    image
    JOHN 09/04/2021

    Senador. Ajoelhe-se agora e Peça perdão ao nosso Deus em o nome de Jesus. Você está ERRADO. Se liga.

  • 7
    image
    Gildo Macedo 09/04/2021

    Concordo com o pastor marcos rogério. Com os templos abertos, o dízimo cai normalmente em seu bolso. Por isso eu também quero meu bar aberto 24 horas, todos os dias, para que os amigos da caninha tenham onde se encontrar e eu também recebo meu dízimo, quer, dizer, minha grana. Direitos iguais.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook