CNJ lança sistema de busca de ativos em bases de dados

Ferramenta dará acesso a bens para bloqueio em ações judiciais

Agência Brasil/Foto: © Gil Ferreira/Agência CNJ
Publicada em 17 de agosto de 2022 às 08:58
CNJ lança sistema de busca de ativos em bases de dados

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou, ontem (16), um sistema digital para realização de busca de ativos e patrimônio de pessoas físicas e jurídicas em diversas bases de dados. 

Segundo o CNJ, o uso do Sistema Nacional de Investigação Patrimonial e Recuperação de Ativos (Sniper) permitirá a busca de bens para bloqueio judicial em ações de execução e na recuperação de ativos de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O sistema opera por meio de consulta a bases da dados abertas e fechadas. Fazem parte do banco de dados informações sobre cadastros de pessoa física (CPF) e de pessoa jurídica(CNPJ0, bens de candidatos declarados ao Tribunal Superior Eleitoral, dados do Registro Aeronáutico Brasileiro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), embarcações identificadas no Registro Especial Brasileiro (Tribunal Marítimo), além de informações sobre processos judiciais. 

Também está disponível um módulo com dados fiscais e bancários ao qual podem ter acesso pessoas autorizadas.

Em setembro, será lançado um curso no Portal EAD do CNJ para treinamento dos servidores do Judiciário que vão usar a ferramenta. 

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

O DIA NA HISTÓRIA 15 DE AGOSTO!

O DIA NA HISTÓRIA 15 DE AGOSTO!

1898 – Nasce Manoel Alípio, (que incluiria o “da Silva”) que como oficial da Guarda Territorial e delegado de polícia em Guajará-Mirim se tornaria uma espécie de lenda na região